Vale a pena comprar na Black Friday Brasil?

Veja se vale a pena aproveitar a Black Friday Brasil 2015, como ocorreu a edição passada, o que é preciso saber para não ser enganado e como denunciar e se proteger dos abusos de preço.

Vale a pena comprar na Black Friday Brasil?
Será mesmo que este dia é uma oportunidade para aliviar as finanças pessoais?

A tradição da Black Friday surgiu nos EUA, logo após o dia de Ação de Graças, para marcar o período de compras para o Natal e dos preços baixos. A ideia desse evento se espalhou pelo mundo, fazendo da última sexta-feira de novembro um dia de mega descontos. A nossa versão, a Black Friday Brasil, acontece principalmente na internet, movimentando o e-commerce. E, com a esperança de aliviar as finanças pessoais com as compras de fim de ano, milhares de consumidores brasileiros se prepararam para investir neste dia e comprar, principalmente, equipamentos eletrônicos e tecnológicos, computadores, celulares e tablets com grandes descontos. 

Para além desses produtos, mas comuns à Black Friday, também há os descontos na compra de carros novos, nas quais as montadoras estão com descontos de até R$ 11 mil e de imóveis, com descontos de até 50% no valor do imóvel. Uma ótima oportunidade para quem deseja investir nesse tipo de bens

Black Friday Brasil

Muitas pessoas possuem o pé atrás e acreditam que os descontos apresentados pelas empresas são de carater duvidoso. É por isso que o E-konomista revela o que é preciso checar antes de comprar ba Black Friday. Essas podem ser estratégias decisivas para não cair no conto do falso desconto da Black Friday. Tanto que o lema do fenômeno do varejo nos últimos anos, nas redes sociais, foi Tudo pela metade do dobro. 

No fim das contas, os especialistas afirmam que os descontos médios praticados no mercado neste grande dia, não passaram de 20%. O que já é algum reforço para as finanças pessoais nesta época de tantos gastos, mas que anda longe do prometido nas publicidades.

Para que você tenha uma ideia do tipo de fraude da Black Friday, algumas lojas chegaram a dar apenas R$ 0,14 de desconto em produtos. Para chamar a atenção dos consumidores, elevam o preço anterior e colocam o novo desconto, para que sejam iludidos por uma grande economia.  Confira aqui alguns sites que te ajudam a encontrar promoções da Black Friday.

Sobre a Black Friday 2014

Durante as 24h de promoções, foram cerca de 12 mil reclamações de consumidores que se sentiram lesados. E os números continuam aumentando. As principais reclamações registradas no site Reclame Aqui foram quanto à dificuldade de se navegar no site, a maquiagem dos preços e descontos oferecidos nos produtos e a dificuldade de concluir as compras através da internet. Conheça os sites que mais tiveram reclamações na edição anterior: 

  • Americanas.com - 1.221 reclamações
  • Submarino - 1.100 reclamações
  • Saraiva - 682 reclamações
  • Shoptime - 235 reclamações 
  • KaBuM! - 197 reclamações

Outros dados, divulgados pelo site BlackFriday revelou que, no ano de 2014 foram movimentados mais de R$ 871 milhões no comércio Brasileiro. O que representa uma relação positiva para a economia brasileira, diante da crise financeira. As estimativas para esta edição da Black Friday Brasil são 15 mil reclamações.

Há notícias boas também. No ano passado, o destaque foi para o site Hotel Hurbano, que disponibilizou um "prêmio" de R$ 5 mil  em vale compras. Para que você não perca essa oportunidade, baixe aqui o aplicativo e tenha acesso às promoções na palma da sua mão.

Como denunciar na Black Friday Brasil 2015

A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) anunciou nesta semana que os consumidores podem identificar as fraudes e supostas maquiagem nos preços através do Twitter e Facebook, inserindo a hastag #ProconSPdeolhoBlackFriday. Essas denuncias serão apuradas e a loja receberá uma notificação, caso haja irregularidades. Há também, uma cartilha de orientações para fazer download sobre orientações de compra na Black Friday. Caso você não seja um morador de São Paulo, pode fazer a reclamação diretamente no PROCON do seu estado. 

E então, vale a pena ou não comprar na Black Friday?

Com as reclamações, pode-se concluir que para que a Black Friday funcione no Brasil, é preciso uma grande melhoria em termos de infra-estrutura da internet, para que os sites sejam capazes de receber um número tão elevado de visitantes sem ir abaixo, que os lojistas precisam aderir realmente ao espírito do dia oferecendo descontos realmente vantajosos para as finanças pessoais dos consumidores, e que os consumidores e empresários brasileiros ainda têm muito que aprender sobre e-commerce.

Já com relação ao seu bolso, pesquise sempre antes de comprar para não ser enganado! Vale a pena conferir se há reclamações sobre a empresa ou site em questão e se há foruns e debates na internet falando sobre o produto, para saber se o desconto realmente existe. Caso seja uma vantagem imperdível, faça a sua compra! Tenha apenas atenção para não comprometer o seu orçamento. 

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar