Site permite que cliente diga quanto pagar por produto

Site inverte lógica do mercado e deixa que consumidor defina quanto quer pagar por produto

Site permite que cliente diga quanto pagar por produto
Start-up brasileira inova e deixa cliente definir preço do produto

Em tempos de crise, nada como deixar para depois as compras por impulso, mesmo em épocas propícias aos gastos exagerados, como as festas de fim de ano. A start-up Fliig ajuda justamente quem tem dificuldades para economizar. Através da plataforma, é o cliente que diz quanto quer pagar por um produto.

O site, criado há cerca de um ano, inverte a lógica básica do mercado. Quem anuncia o produto é o cliente. Melhor explicar. O usuário pode inserir na plataforma o produto que quer comprar e quanto quer pagar. A partir daí a proposta fica disponível no site Fliig

Veja mais atualidades sobre o Brasil e o mundo
 

Cliente define o preço

Com a proposta do comprador no ar, os vendedores e lojas cadastrados, são avisados da disponibilidade de compra. O site então faz a mediação da negociação para chegar à melhor condição para o comprador e para o vendedor. Através do Fliig, os usuários podem trocar mensagens, fazer propostas e negociar preços.

Não se trata de um leilão, como pode ser encontrado em diversos sites internet à fora. Trata-se de proporcionar a negociação, como se fazia antigamente, com uma plataforma amigável que media a compra e venda. Os clientes e vendedores decidem qual é o melhor preço para o produto disponível.

Para isso, os anúncios são rankeados. Cores indicam se um produto está muito abaixo do valor de mercado, um pouco abaixo ou próximo ao valor normalmente praticado. O Fliig faz isso através de uma sistema que compara preço de vários sites de comércio eletrônico. Com isso, a plataforma une a mediação de compra e venda com a comparação de preços, facilitando a vida do consumidor e chamando clientes.
 

Ofertas

Assim, não é preciso esperar a Black Friday para conseguir um bom desconto em um produto que estava de olho há tempos. Basta esperar a boa oportunidade e a disponibilidade, como um produto que ficou encalhado, por exemplo, e que pode ser comprado por um preço mais barato; com o lojista e que ele está disposto a vender mais barato

O site ainda está no ínicio e parece promissor. Atualmente possui cerca de 1,700 consumidores que buscam novas formas de economizar.

O Fliig trabalha com comissões. A cada venda efetuada, o site fica com 5% a 10% do valor total. O percentual de ofertas atendidas é relativamente alto. Chega a 6,75%. Enquanto site comuns de compra e venda eletrônica apenas 1% dos consumidores fecham a compra. Não há restrições sobre o tipo de produto negociado.

Veja também:
Banco Central autoriza fatura de compra no exterior com câmbio do dia 
Idosos voltam a procurar oportunidades no mercado de trabalho 
Procon proíbe cobrar preço de pizza de dois sabores pelo valor da mais cara

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar