Veja como utilizar o Rascunho IRPF 2017

Veja quais informações podem ser preenchidas no aplicativo do Rascunho IRPF da Receita Federal do Brasil e saiba como baixar o programa. 

Veja como utilizar o Rascunho IRPF 2017
Prepare-se para preencher a sua declaração através do Rascunho IRPF

O contribuinte que precisa declarar imposto de renda sofre todos os anos com o receio de cair na malha fina. Isso porque nem sempre o problema acontece por informações falsas ou por omitir algum dado, mas também por esquecer de declarar algum ganho ou extrato emitido ao longo do último ano.

A Receita Federal disponibiliza anualmente o aplicativo Rascunho IRPF para que o contribuinte possa adiantar o preenchimento da Declaração de Imposto de Renda do ano seguinte. Confira como funciona essa ferramenta.

Veja também: Como declarar imposto de renda de anos anteriores

Como funciona o Rascunho IRPF

O Rascunho IRPF permite o preenchimento prévio de algumas informações sobre os fatos ocorridos durante o ano anterior à declaração. O contribuinte pode informar os ganhos e gastos à medida que acontecem e bem antes da abertura do prazo para declaração do IRPF, evitando, assim, que erros aconteçam.

Embora não sirva como declaração do imposto de renda, é possível importar a declaração do imposto de renda do ano anterior para iniciar o Rascunho IRPF.

O programa fica disponível para download até o lançamento do programa gerador da declaração IRPF, que em 2017 acontece no início do mês de março. Após essa data só será possível recuperar e transportar as informações para a declaração IRPF 2017.

As informações que podem ser preenchidas no Rascunho IRPF previamente são:

  • Dependentes ou alimentandos do contribuinte durante o ano de 2016;
  • Pagamentos e doações efetuados pelo contribuinte e seus dependentes durante o ano de 2016;
  • Bens, direitos e dívidas existentes em 31/12/2016, adquiridos ou vendidos em 2016 ou que ainda façam parte do seu patrimônio em 31/12/2016;
  • Rendimentos recebidos, pelo contribuinte ou dependentes, durante o ano de 2016.

O Rascunho IRPF está disponível nas versões operacionais Andoid e iOS e o controle de acesso é feito por meio de uma senha que o usuário deverá criar no momento de download e acesso ao aplicativo.

A Receita Federal do Brasil adverte que a perda da senha é de total responsabilidade do usuário. É recomendado ao usuário que sempre que sair do programa garanta que o mesmo seja deslogado para que, em caso de perda ou roubo do celular, os dados não fiquem disponíveis para acessos indevidos.

Qualquer pessoa física poderá usufruir do serviço até o final de fevereiro de 2017, podendo salvar todas as informações de 2016.
 

Quem é obrigado a declarar Imposto de Renda 2017

Todos os residentes no Brasil (pessoa física) são obrigados a declarar imposto de renda, dentre o prazo de 2 março a 28 de abril de 2017.

Aqueles que não respeitarem o prazo podem receber uma multa mínima de R$ 165,74 ou no valor máximo de 20% sobre a renda devida.

Estão isentos de declarar imposto de renda aqueles que constam como dependentes de outra pessoa física que tenha declarado ou quem teve a posse ou propriedade de bens e direitos (inclusive terra nua) e quem tem bens comuns declarados pelo cônjuge.

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar