Saiba o que você ganha com as novas regras para planos de saúde

Confira as novas regras de atendimento e serviços oferecidos pelas operadoras de planos de saúde e saiba o que melhora para os clientes.

Saiba o que você ganha com as novas regras para planos de saúde
Mudanças visam melhorias no atendimento e serviços

Já entraram em vigor as novas regras de atendimento oferecido pelas operadoras de planos de saúde. As mudanças são relacionadas às solicitações de procedimentos e serviços de cobertura assistencial.

A partir de agora, as operadoras de grande porte são obrigadas a implantar uma unidade de atendimento presencial, em funcionamento todos os dias úteis, nas capitais ou regiões onde há maior demanda pelos serviços dos planos.

Sempre que for pedido, as operadoras de planos de saúde deverão ainda passar todas as informações sobre o procedimento ou serviço assistencial solicitado, explicando se há cobertura prevista no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (agência reguladora dos planos de saúde) ou no contrato.

As empresas de grande porte também deverão oferecer atendimento telefônico durante 24 horas, todos os dias da semana. Já as de médio e pequeno porte, as exclusivamente odontológicas e as filantrópicas deverão atender dessa forma em horário comercial nos dias úteis. Assim como acontece nos serviços de atendimento telefônico de outras áreas, deverá ser passado para o cliente o número de protocolo logo no início da chamada.

Conheça a média de preços dos planos de saúde no Brasil

Caso não seja possível para as operadoras responderem às solicitações de forma imediata, elas terão o prazo de até cinco dias úteis para fazê-lo. Já em caso de procedimentos de alta complexidade ou de atendimento em regime de internação eletiva, o prazo será de até dez dias úteis. Para urgência e emergência, a resposta deverá ser imediata. Caso seja negada alguma solicitação, elas ficam obrigadas a explicar de forma detalhada e com base legal.

O beneficiário do plano poderá também solicitar as informações por escrito em até 24 horas e requerer a reanálise da solicitação, que deverão ser enviadas por correspondência ou meio eletrônico, no prazo máximo de 24 horas.

A multa em casos de descumprimento das novas normas varia de R$ 30 mil a R$ 250 mil.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Tati Barros Tati Barros

Tati Barros é jornalista por formação e por vocação. Mineira apaixonada pelas palavras, gosta de escrever sobre viagens, assuntos que envolvem o universos feminino e tudo o mais que a inspira.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar