Geração X, Y e Z em guerra fria no ambiente de trabalho

Gerações diferentes convivendo numa mesma empresa geram tensões constantes. Saiba quais características das gerações X, Y e Z que entram em conflito no ambiente de trabalho

Geração X, Y e Z em guerra fria no ambiente de trabalho
Veja quais as diferenças entre a geração X, Y e Z que geram tensões em empresas

A convivência entre as chamadas geração X, Y e Z dentro do mercado de trabalho gera tensões e conflitos resultantes de modos de pensar diferentes inseridos num mesmo ambiente. Para que tudo dê certo e a empresa possa atingir o seu objetivo principal – ter lucro – é preciso que as diferentes gerações tentem conviver em harmonia. Mas nem sempre é fácil, porque há características e modos de pensar que geram tensões. 

Novas gerações em períodos mais curtos

Antigamente, o nascimento de uma nova geração de pessoas era contada a cada 25 anos. Hoje em dia, houve um aceleramento na demarcação de novas gerações, muito influenciado pelas novas tecnologias e também pelo ritmo acelerado com que vivemos. Os especialistas já apontam para o surgimento de uma nova geração a cada 10 anos. 

Levando ao contexto do mercado de trabalho, temos nas empresas pessoas de diferentes idades e diferentes gerações convivendo forçosamente e tendo que lidar com as habilidades e limitações de cada uma delas. Isso muitas vezes gera conflitos pois os pensamentos estão mudando muito depressa, e o que é visto como qualidade por uma geração, pode ser visto como um defeito por outra.


Diferenças entre as gerações

Para você entender melhor as características da geração X, Y e Z, e como elas influenciam no mercado de trabalho, conheça cada uma delas:

Geração X

São as pessoas que nasceram após o Baby Boom, uma explosão na natalidade pós segunda guerra mundial. Essa geração inclui aqueles que nasceram no início de 1960 até o final dos anos 70. A geração X é filha daqueles que passaram pela fase do “paz e amor” e chegaram ao mercado de trabalho como funcionários que vestiam a camisa das empresas e lá ficavam por anos, tendo crescimento por tempo de carreira. 

A Geração X surge já fazendo uso dos recursos tecnológicos promovidos por sua geração precursora, vivenciaram no Brasil acontecimentos como as “Diretas já” e o fim da ditadura e não têm a paciência de seus pais para esperar a velhice para ter o conforto e dinheiro que querem. No entanto, nos meios profissionais, essa geração aparece como aqueles que têm dificuldade em lidar com tudo que é novo e tem constante medo de perder o emprego para os mais jovens. Essa geração ficou no meio entre os Baby Boomers e a geração Y não adquirindo uma formação sólida, herdando características das duas gerações.

Geração Y

A partir dos anos 80, vem a geração Y. Em pouco tempo de vida esses jovens de, no máximo trinta e poucos anos, já vivenciaram gigantescos avanços tecnológicos e desenvolveram habilidades únicas, quebrando paradigmas no mercado de trabalho. Eles são capazes de ter atenção em diversas coisas ao mesmo tempo: ouvir músicas, ler emails, atender uma ligação, prestar a atenção a um chefe orientando, entre várias outras que, em tese não atrapalham seu desenvolvimento profissional. São antenados, procuram a inovação, investem em crescimento e querem ter gratificações constantes por isso. A busca por novas experiências trazem ascensão rápida na carreira em períodos relativamente curtos, e se não for dessa maneira, para essa geração não serve.

Geração Z

Os jovens nascidos de meados dos anos 90 para frente, são chamados de geração Z. Eles ainda, em sua maioria, não estão inseridos no mercado de trabalho mas já desenvolvem características que apontam para uma intensificação daquelas já apresentadas na geração Y. São ainda mais antenados no mundo digital, mas possuem pouca interação humana e capacidade de trabalhar em equipe. Têm comportamento individualista e muitas vezes antissocial. Já nascem com computadores, tablets e smarthphones em mãos e sabem lidar bem com eles e se conectar com pessoas com ideias semelhantes à distância, mas muitas vezes incapazes de construir um diálogo com a família na mesa de jantar. São considerados muitas vezes como frios, inexpressivos e imediatistas.


Conflitos entre a geração X, Y e Z

Ideias tão diferentes convivendo têm a tendência de gerar conflitos e tensões constantes, que têm de ser contornadas por funcionários que trabalham numa mesma empresa.

Inseguros pela energia dos mais novos e a capacidade de inovação, a Geração X ainda se agarra à sua experiência e sua capacidade de tomar decisões estratégicas bem pensadas e planejadas como sua qualidade superior. 

Geração X versus Geração Y

  • Geração X quer estabilidade enquanto a Y quer movimento;
  • Geração X prefere o equilíbrio e continuar seguindo um fluxo que tem funcionado enquanto a geração Y quer propor inovações, novidades que podem impulsionar um crescimento muito maior, querem arriscar;
  • A relação de subordinação também é complicada: os mais velhos tem dificuldades de aceitar com naturalidade os comandos dos mais novos; por sua vez, os mais novos não têm muita paciência com o ritmo dos mais velhos, os considerando lentos e atrasados frente à aceleração exigida pelo mercado;
  • Para uma boa relação é preciso ponderar e que as duas gerações consigam enxergar os benefícios das tomadas de decisão de cada uma delas, mas o debate e conflito de ideias é muito comum.

Geração Z na fronteira

Os conflitos com a geração Z ainda não estão presentes no mercado de trabalho com grande frequência para que se possa analisar com exatidão, mas seus comportamentos já dão para prever conflitos como:

  • A geração Z não tem paciência para discutir ideias, passar horas em reunião, ser subordinado. Os mais jovens são imediatistas, não gostam de comandos incisivos, e precisam resolver rápido o que lhes é proposto, as reuniões e discussões são vistas como um atraso no trabalho para eles.
  • A geração Z tem dificuldade de trabalhar em equipe: eles não têm paciência para explicar, principalmente quando têm que ensinar alguém mais velho a lidar com alguma nova tecnologia que para eles é extremamente fácil e natural. A virtude da paciência e da tolerância é escassa nesse grupo, que explode facilmente frente a situações que poderiam ser contornadas com uma boa conversa, coisa que eles não têm facilidade em manter.
  • Os ideais também são diferentes: enquanto a geração X e parte da geração Y também pensa no crescimento maior, em arrecadar fundos para ter uma boa e confortável vida, a geração Y e principalmente a geração Z quer ter prazer no que faz, ser o melhor no que faz e se não for assim, ele abandona o trabalho e procura outro. Ficar anos fazendo um trabalho que não gosta não satisfaz as ambições das novas gerações.


Lidando com as diferenças

Apesar de conflituosa, a relação entre as diferentes gerações pode ser extremamente proveitosa para uma empresa se seus funcionários conseguirem lidar bem com suas diferenças. Se as gerações X, Y e Z ouvirem uma à outra e aceitarem que cada uma delas tem uma contribuição valorosa para a empresa, a chance de sucesso é maior. 

Os mais velhos precisam aceitar que a inovação, energia e motivação dos mais jovens são positivas e necessárias no mercado atual. Os mais jovens precisam entender que a sobriedade e conhecimento do mundo dos negócios dos mais velhos é tão importante quanto as suas competências e aptidões. Lidando com as diferenças, buscando o equilíbrio e pensando estrategicamente, as gerações podem e precisam se dar bem, já que essa convivência é inevitável.

Achou difícil compreender? Entenda melhor sobre as gerações X, Y e Z, este vídeo pode ajudar:
 



Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar