Futuro do mercado imobiliário é incógnita para economia brasileira

O mercado imobiliário, os consumidores e o governo parecem estar ignorando o alerta dos especialistas sobre uma possível bolha imobiliária que pode ameaçar a economia brasiliera.

Futuro do mercado imobiliário é incógnita para economia brasileira
Bolha imobiliária pode levar economia brasileira a uma crise
  • Nos últimos 12 meses, o preço médio do metro quadrado dos imóveis no Brasil cresceu do dobro da inflação.

Não é novidade para ninguém que o preço dos imóveis no Brasil está acima da média. O metro quadrado em alguns Bairros de São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília chegam a custar quase o mesmo que o metro quadrado em cidades como New York, Londres ou Tokyo. 

Mesmo assim, esta semana um projeto de microapartamentos multififuncionais, na Vila Olímpia em São Paulo, um dos bairros mais caros da capital, teve todas as 86 unidades vendidas em um dia. Os apartamentos de 19m2 foram vendidos por R$266 mil, com um metro quadrado por R$14 mil, um valor quase 84% mais caro do que de outros empreendimentos da cidade. O empreendimento, ainda na planta, está previsto para ficar pronto em 2016.  

Parece que tanto consumidores, quanto incorporadores e construtoras, e mesmo o governo, estão ignorando os sinais de uma bolha imobiliária que pode ameaçar a economia brasileira.

PRENÚNCIO DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA?

Nos últimos 12 meses, o preço médio dos imóveis no Brasil subiu 14%, o que representa o dobro do aumento da inflação, de acordo com levantamentos da FIPE - Fundação Instituto de Pesquisa Econômica. As cidades de Belo Horizonte e Florianópolis foram as que registraram maior aumentos de preço do metro quadrado. 

Alguns economistas já alertam sobre uma grande discrepância em relação ao preço dos imóveis e ao crescimento da economia brasileira, e apontam para uma hiperinflação do preço dos imóveis, que pode gerar, muito brevemente, um bolha imobiliária, a exemplo do que aconteceu em países como Alemanha, Espanha, Portugal e Canadá.

De acordo com os especialistas, o crescimento da economia brasileira alavancou e acelerou um processo de desenvolvimento urbano, o que ajudou a elevar o preço dos imóveis e valorizou as áreas urbanas. Os aumentos frequentes dos preços dos imóveis nas capitais brasileiras tornam a possibilidade de crise ainda mais alarmante.

O preço do crescimento da economia brasileira.

CINCO CIDADES BRASILEIRAS COM METRO QUADRADO MAIS CARO

1ª Rio de Janeiro » R$9.812
2ª Brasília » R$8.660
3ª São Paulo » R$7.730
4ª Niterói » 6.989
5ª Recife » 5.746

Leia também » Bolha imobiliária é ameaça à economia brasileira.

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar