Ano de 2015 se encerra com expectativas pessimitas para os consumidores brasileiros

Confira quais foram os índices de expectativas para o próximo ano com relação à situação do brasileiro. Emprego, renda e situação financeira são os destaques.

Ano de 2015 se encerra com expectativas pessimitas para os consumidores brasileiros
Balanço anual revela expectativas pessimistas inclusive de renda e situação financeira

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

A comparação anual realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) por meio do INEC – Índice Nacional de Expectativa do Consumidor –, revelou que os brasileiros se encontram pessimistas frente ao cenário que o país enfrenta e suas relações diretas com a economia. De acordo com a CNI, o índice está abaixo da média histórica, revelada em janeiro de 2015.

Os resultados

A pesquisa é um indicador que sintetiza a opinião dos brasileiros (opinião pública contabilizada em parceria com o IBOBE Inteligência) sobre alguns aspectos como inflação, desemprego, renda pessoal, compras de bens de maior valor, endividamento e situação financeira, que são aspectos capazes de afetar as decisões de consumo. Consequentemente, esse índice ajuda a prever como será o ritmo da atividade econômica no país.

A pesquisa do Inec ouviu 2.002 pessoas em 143 municípios, entre os dias 4 e 7 de dezembro e o resultado foi de 96,3 pontos. De acordo a mesma pesquisa, realizada em janeiro de 2015 (que foi uma média histórica) o valor era de 109,6 pontos. Neste mês, a queda para novembro foi de 1,3% com relação ao mês anterior e 11,8% menos com relação ao mesmo período de 2014.

O que significa

CONTROLE AS SUAS FINANÇAS
Com o cartão de crédito certo, você pode fazer compras programas e colocar as finanças em dia. Encontre o melhor cartão de crédito para você.

Em resumo, de acordo com a CNI, este resultado representa que os brasileiros preveem uma piora na situação financeira, não só do país, mas pessoal também. Isto devido ao fato das expectativas de desemprego serem maiores, consequentemente, menores rendas familiares e por fim, um aumento das dívidas nos próximos seis meses.

Dicas para manter as finanças saudáveis

Diante desta situação, o E-konomista indica que você respire fundo e comece já (se ainda não o faz) a controlar os seus gastos e as suas despesas. Uma economia que pouco movimenta desencadeia uma série de problemas, não só para o país, mas também de forma direta no seu bolso. Por exemplo, se você tiver um comércio e não conseguir fazê-lo movimentar, sabe bem quais são as consequências: menos venda, menos dinheiro, menos investimento, mais contas para pagar. E a saída é apenas uma, ou deixar de comprar/investir ou, aumentar os preços para que, o pouco que sai, seja suficiente para girar o comércio. Para quem é consumidor o sentimento é direto e pesa rapidamente no orçamento familiar. Se antes era gasto R$ 100,00 para determinada compra, passará a ser necessário R$ 150,00 para os mesmos produtos. Voltando no comércio, se não há compra, também não há necessidade de empregados na produção e começa aí o desemprego e a queda na renda. Uma cadeia sem fim e que pode ser imaginada em grande escala.

Dicas para manter o orçamento familiar saudável

Confira nos artigos a seguir algumas das dicas para manter o equilíbrio da sua vida pessoal:

Manter um planejamento da quantidade de dinheiro que entra (salário) e da quantidade que sai (contas e dívidas) é essencial para aprender a controlar um orçamento. Evitar novas dívidas e aprender a controlar os gastos será essencial para essa nova fase de expectativas econômicas.

Encontre a conta corrente ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar