Vaga de emprego paga R$ 170 mil por ano, mas ninguém quer

Está procurando um trabalho que pague bem e que tenha pouca concorrência? Uma vaga específica no Reino Unido pode ser o seu destino. Entretanto, muita gente recusa trabalhar na função. 

Vaga de emprego paga R$ 170 mil por ano, mas ninguém quer
Será que você seria capaz de rejeitar um salário destes?

Você gostaria de trabalhar fora do Brasil e ganhar um salário de 55 mil euros por ano (cerca de R$ 170 mil), sem fazer tanto esforço? E se essa vaga de emprego estivesse aberta, mas muita gente já tivesse recusado? O cenário parece ficção, mas é muito real. A indústria aviária do Reino Unido está procurando funcionários para determinar o sexo dos pintinhos. Segundo notícias veículadas na mídia, em 2013 “a vaga teve de ser inserida na lista oficial de ofertas de emprego urgentes”, uma vez que não apareciam pessoas que quisessem aceitar o dito trabalho de distinguir o sexo dos pintinhos.
 
Com um salário mensal de quase 15 mil reais, e sem exigir grandes qualificações, o chefe executivo do Conselho Britânico da indústria aviária, Andrew Large, admite que "o problema possa ser o trabalho propriamente dito". A função exige que o trabalhador passe horas e horas, todos os dias, a olhar para o sexo de centenas ou milhares de aves minúsculas, com o objetivo de determinar se os pintinhos são do sexo masculino ou feminino.
 
Além disso, o ritmo de trabalho também se traduz numa grande pressão. De acordo com os responsáveis pelo setor, cada novo funcionário precisa, no mínimo, de três anos para desenvolver a sensibilidade e destreza na altura em que se determina se o pintinho é macho ou fêmea. Em média, cada trabalhador deve ser capaz de distinguir o sexo de 800 a 1200 pintinhos por hora. 
   

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar