Brasil é um dos piores países do mundo para as mulheres

O Brasil é um dos 60 piores países do mundo para as mulheres. Conheça algus dos índices em que o Brasil está pior e outro que nem tanto assim.

Brasil é um dos piores países do mundo para as mulheres
Dentre os 155 países analisados, o Brasil está na 97ª posição do ranking

A ONU divulgou em seu último relatório os estudos do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O objetivo desse estudo é conseguir encontrar formas de erradicar a pobreza e a fome; melhores os serviços básicos, como educação e saúde. Outro índice analisado, e que iremos divulgar aqui, é o de empoderamento feminino e igualdade de gênero como estratégia de desenvolvimento social. De acordo com os estudos, quanto mais próximo do zero (pontuação) o país estiver, mais satisfatório são os dados. Neste ano, o país ficou em 97º lugar, com 0,457 pontos e, configurou-se entre os 60 piores países do mundo para as mulheres.

Os rankings analisados

Além do estudo geral, alguns outros rankings – em diferentes categorias – também foram analisadas e os resultados são:

GANHE UM INCENTIVO EXTRA PARA ficar mais bonitasaiba como

1. IDH de Gênero

Aqui nesta categoria é considerado os dados referentes à saúde, capacitação educacional e presença no mercado de trabalho.

Resultado: em 1º lugar está a Eslovênia (0,016); em 97º lugar está o Brasil (0,457) e, em último, o Iémen (0,744).

2. Maternidade Adolescente

Considera-se o número de nascimentos por mulheres de 15 a 19 anos de idade. A posição do país indica que a cada 1.000 mulheres há 70 nascimentos.

Resultado: em primeiro lugar a Eslovênia (0,6); Brasil em 114º (70,8) e Níger em último (204,8).

3. Mulheres no Parlamento

Esta categoria representa a atividade feminina nos países ranqueados pela ONU no Poder Legislativo.

Resultado: em primeiro lugar aparece Ruanda, com 57,5% de mulheres no poder, o Brasil está 114º com 9,6 e países como Catar e Reino de Tonga não possuem representatividade feminina.

4. Escolaridade

Aqui considera-se as mulheres com formação escolar de pelo menos o Ensino Médio. Alguns países se destacam neste setor, com 100% de atendimento, sendo eles: Finlândia, Áustria, Luxemburgo, Canadá e Estônia.

Resultado: o primeiro país (com exceção daqueles que apresentam a totalidade) é a Alemanha, com 96,3%, o Brasil, em 85º com 54,6% e Burquina Faso em último, com apenas 0,9% das mulheres com ensino médio concluído.

Mas e no Brasil, não há nenhum dado positivo?

O melhor índice do Brasil ficou por conta das mulheres no mercado de trabalho. De acordo com os estudos, são cerca de 59,4% das mulheres com 15 anos ou mais presentes no mercado. A posição foi a de 45º lugar.

Resultado: em primeiro lugar, com 88,1% está a Tanzânia e em último, a Síria com 13,5% de representatividade feminina no mercado.

Fique em forma e com saúde como você sempre quis. Veja como é fácil.
 


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar