A economia brasileira está com a corda no pescoço?

Relevantes jornais internacionais e analistas econômicos decretam a queda da econômia brasileira, o que acaba reduzindo a confiança dos investidores. Mas será que a nossa economia está com a corda no pescoço?

A economia brasileira está com a corda no pescoço?
Queda de confiança internacional na economia brasileira
  • Jornais internacionais dão sentença de morte à economia brasileira.

Não é a primeira vez que um jornal internacional dá a sentença de morte para a economia brasileira. Ainda que com uma fundamentação superficial e especulatória, os rumores midiáticos despertam a atenção dos investidores, que começam a ficar mais atentos com os fluxos da economia nacional.

 

Há algumas semanas, o New York Times anunciava a bolha imobiliária e crise da economia brasileira. O The Economist já decretou a breve falência do país, e agora é a vez do Financial Times sentenciar a morte da nossa economia devido à má gestão e às estratégias econômicas equivocadas adotadas pelo governo. No geral, a expectativa é de baixo crescimento e aumento continuado da inflação que, segundo estimativas, deve chegar a 6,3% este ano.

 

Bolha imobiliária é ameaça à economia brasileira, dizem especialistas.

 

O FMI também já reduziu as estimativas de crescimento da economia brasileira para 2014. Em janeiro deste ano, a estimativa do FMI era de um crescimento de 2,5%, hoje está em 1,8%. Apesar disso, o FMI ainda é mais otimista, e diz apenas que o crescimento será mais comedido do que nos anos anteriores, sobretudo devido a uma queda na confiança dos empresários e investidores estrangeiros.

 

Economia brasileira: previsões para 2014

 

O fato é que em ano de eleições e de mudanças de política econômica, isto sem falar da realização do polêmico Mundial de futebol, não ficar com o saldo negativa e manter o crescimento, ainda que de modo muito modesto, já é postivo. No entanto, o desempenho do Brasil como anfitriã da Copa do Mundo de 2014 também vai ter um importante papel para o aumento ou queda da confiança na economia brasileira. Desta vez, o desempenho do Brasil vai ser mais importante fora de campo do que dentro.

 

Leia também » A economia brasileira encontrou a resposta para o crescimento?

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar