10 alimentos que ficaram mais caros em 2015

Além da inflação, as alterações climáticas também causaram um aumento no preço da alimentação, inclusive in natura. Veja quais foram os alimentos que ficaram mais caros nos últimos 12 meses.   

10 alimentos que ficaram mais caros em 2015
A conta do supermercado ficou mais cara no mês de junho.

Economize na conta do celular, faça um plano de internet móvel.


 

O mês de junho acabou e a conta do supermercado ficou mais cara. Pelo terceiro mês consecultivo alimentação e bebidas tiveram aumento, chegando ao acumulado de 9% e ultrapassando o aumento da renda em 2 pontos percentuais. Os itens básicos de alimentação do dia a dia sofreram reajustes, além da água e luz, o que pesa no orçamento do brasileiro.

 

E não foram apenas os alimentos industrializados que sofreram aumento de preços, os alimentos in natura também estão mais caros devido às alterações climáticas que interferiram na produção.



Veja o que vale mais a pena, pagar à vista ou parcelado.

 

Comer fora de casa está 10% mais caro do que no mesmo período do ano passado. Além do preço mais elevado da matéria-prima para o preparo das refeições, os valores embutidos de água e energia tornam a refeição no restaurante mais pesada.

 

A alimentação representa, em média, 1/5 dos gastos mensais dos brasileiros. Veja quais foram os alimentos que mais sofreram aumento acumulado nos últimos 12 meses:
 

  • Tomate - aumento de mais de 80%
  • Cebola - aumento de 80% 
  • Cenoura - aumento de 50%
  • Carne bovina - aumento de 25%
  • Alho - aumento de 25% 
  • Arroz - aumento de 13%
  • Feijão - 12%
  • Sorvete - aumento de 8% 
  • Café - aumento de 8%
  • Pão francês - aumento de 6%
 
 
Já pensou em poupar fazendo um consórcio de carros? Veja como é fácil.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar