Oi dá wi-fi gratuito a clientes de operadoras concorrentes

Quer usar internet de graça em seu celular? O wi-fi gratuito da Oi está sendo liberado para clientes de operadoras concorrentes. Saiba como usar.

Oi dá wi-fi gratuito a clientes de operadoras concorrentes
Anúncio foi feito nesta quarta-feira, 24

A empresa de telefonia Oi anunciou ontem, 24 de agosto, a liberação de acesso a seu serviço de internet wi-fi para clientes de todas as operadoras do país - gratuitamente. Isso mesmo! Esta é a aposta da operadora como estratégia de marketing em meio ao maior processo de recuperação judicial do país.

Wi-fi gratuito da Oi

Para ter acesso ao wi-fi gratuito da Oi o usuário deverá baixar o aplicativo Oi Wi-fi, disponível apenas para Android. Ele permite a visualização dos pontos disponíveis de internet da empresa, que estão espalhados principalmente em aeroportos, lojas de conveniência, shoppings, estágios, redes de fast food, orlas, etc.

Quem já é cliente Oi tem acesso a este aplicativo na versão premium, que exclui anúncios e banners. Já os clientes das demais operadoras de celular, se quiserem ter esta versão, deverão pagar R$ 5,79 por hora ou R$ 19,99 por mês.

A velocidade de navegação do wi-fi gratuito da Oi dependerá do número de usuários que estiverem conectados em um mesmo ponto. Contudo, segundo a empresa, a velocidade disponível nos aeroportos, por exemplo, é de 100 Mbps.

Ao todo a Oi tem 2 milhões de pontos de internet sem fio em todo o país.

Recuperação Judicial

Sem um acordo com os credores nacionais e estrangeiros, a empresa de telefonia Oi entrou com um pedido de recuperação judicial em junho, para assim dar início a uma nova rodada de negociação, agora com proteção judicial contra falência.

A operadora é a maior do Brasil em telefonia fixa, empatada com a Vivo, sendo que cada uma tem participação de 34,4%. Já no mercado de telefonia móvel, ela fica em quarto lugar, com 18,6% do mercado.

A dívida atual da Oi é de R$ 65,4 bilhões e o pedido de recuperação ocorre no Rio de Janeiro, sendo o maior do Brasil. A maior parte desta dívida é financeira, cerca de R$ 50 bilhões, mas entram também na conta R$ 14 bilhões de contingências - como multas e discussões judiciais - e cerca de R$ 1,5 bilhão para fornecedores.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar