Qual é melhor: Whatsapp, Allo ou Telegram?

No meio de tantas opções em termos de aplicativos de mensagens instantâneas, atualmente se destacam o Whatsapp, Allo e o Telegram como os mais acessados pelos usuários

Qual é melhor: Whatsapp, Allo ou Telegram?
Fizemos um comparativo entre Whatsapp, Allo e Telegram

Na onda dos aplicativos de mensagens instantâneas, que relegaram o velho SMS à obsolescência, três deles se destacam, graças ao expressivo número de downloads ou por representarem um novo paradigma. Tratam-se dos populares Whatsapp Messenger, Telegram e do novíssimo Allo, aplicativo do Google para troca de mensagens que vem com um novo conceito em conversação instantânea.

Testamos os três aplicativos, para comparar o quão eficientes são nos quesitos velocidade, privacidade, mídias suportadas, memória e armazenamento e compatibilidade com outros dispositivos.

 

Whatsapp

Aplicativo de troca de mensagens instantâneas mais utilizado no Brasil (mais de 100 milhões de pessoas) e do mundo, ultrapassando a marca de 1 bilhão de pessoas, o Whatsapp tornou-se popular muito em função do seu pioneirismo. Lançado em 2009 por Brian Acton e Jan Koum, experientes programadores do Yahoo, simbolizou uma verdadeira revolução no já combalido e caro sistema de mensagens por SMS.

Telegram

O aplicativo, criado pelos irmãos russos Nikolai e Pavel Durov em 2013, já se destaca do Whatsapp por ser multiplataforma, ou seja, pode ser utilizado em qualquer dispositivo, não apenas em celulares. Embora o Whatsapp também tenha a opção para PC, ela só funciona se o número de celular vinculado estiver online. Hoje, o Telegram conta com mais de 50 milhões de usuários em todo o mundo.

Allo

O caçula dos aplicativos de mensagens instantâneas (foi oficialmente anunciado em maio de 2016) tem os mesmos recursos dos seus concorrentes já estabelecidos, mas com um diferencial: fazendo uso do mecanismo de busca do Google, empresa que o desenvolve, ele pode sugerir respostas inteligentes às mensagens. Exemplo: se alguém manda uma mensagem sugerindo um jantar num restaurante de comida japonesa, caso a opção esteja ativada, surgem na tela sugestões tal como se fosse feita uma busca no site.

Mesmo tão recente, já registra expressiva marca de mais de 5 milhões de usuários em todo o mundo.

Velocidade

Comparativamente, o Telegram se destaca nesse quesito, principalmente se utilizado no PC ou Tablet. Em diversas ocasiões o Whatsapp trava, exibindo a indesejada mensagem “infelizmente o Whatsapp parou”, ao contrário do Telegram, sempre leve e sem apresentar incidentes. O Allo também não apresenta maiores problemas nesse quesito.

Privacidade

Aqui é que o Allo entra como um foco de polêmica. Tudo por causa da questão da criptografia de dados, que no Allo deve ser habilitada opcionalmente. O problema é que tal medida inviabiliza a utilização de alguns recursos, como a inteligência artificial que faz sugestões durante as conversas. Além disso, uma recente e muito controversa declaração de Edward Snowden, que recomendou às pessoas que não usassem o aplicativo, fez com que o Allo perdesse pontos no mercado.

Nesse quesito, o Telegram mostra-se mais maduro que seus concorrentes, pois conta com a opção de conversas secretas, que permite a total destruição dos diálogos por qualquer uma das partes envolvidas. O Whatsapp conta apenas com criptografia, recentemente implementada.

Mídias suportadas

Aqui, o Whatsapp e o Allo mostram-se superiores, uma vez que permitem troca de mensagens de voz, ao contrário do Telegram. De qualquer forma, a vitória do Whatsapp se consolida em relação aos dois concorrentes, uma vez que suporta mensagens com vídeos e até arquivos em PDF.

Memória e armazenamento

Dos três, o Allo é o que exige menos memória para ser instalado, 8,1MB, seguido do Telegram, com 10,7MB. O Whatsapp, aqui perde de goleada, pois precisa de consideráveis 43MB para sua instalação.

Compatibilidade com outros dispositivos

Embora os três aplicativos sejam de fato pensados e desenvolvidos para celulares, há de se convir que a total compatibilidade oferecida pelo Telegram é bastante atraente. Tanto Whatsapp quanto Allo não são projetados para PCs ou Notebooks, embora o Whatsapp ofereça a opção Whatsapp Web, que precisa de um aparelho conectado para funcionar num computador de mesa, tornando a opção menos interessante.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar