12 coisas que você vai se arrepender ao chegar aos 30 anos

Ainda não chegou aos 30 anos? Confira a lista com os 12 comportamentos das pessoas antes dos 30 e que causam arrependimento. Já tem mais de 30? Do que você se arrepende?

12 coisas que você vai se arrepender ao chegar aos 30 anos
Coisas que você vai se arrepender se não fizer antes dos 30

Chegar aos 30 anos é uma fase marcante na vida de todas as pessoas. Quem nunca ouviu falar na “crise dos 30”? Boa parte dessa crise é sustentada pelas coisas que nos arrependemos de ter ou não ter feito antes que os 30 nos batessem à porta. Se você está se aproximando da casa dos 30, dê uma olhada na nossa lista e previna-se dos arrependimentos. Quem avisa, amigo é, ou você vai se arrepender! Se você já está nos 30 (ou mais), confira se foi vítima de algum (ou alguns) desses arrependimentos ao atingir essa idade.

12 coisas que você vai se arrepender ao chegar aos 30 anos

Faça um empréstimo online em 3 minutos!

1. Ter trabalhado demais

Esse é o mais arrependimento mais comum das pessoas na casa dos 30 anos. Quando temos menos de 30 anos, temos energia de sobra e devemos aproveitar essa energia tanto para trabalhar, mas também para fazer outras atividades. Afundar-se no trabalho antes dos 30 vai fazer com que você perca uma das melhores fases da vida, que é aquela onde você já é adulto, mas tem menos responsabilidades em suas costas. Você vai se arrepender se trabalhar demais e não tiver tempo para relaxar, descarregar as energias e aproveitar sua juventude.

2. Ter esperado as coisas ficarem mais fáceis

vocevaisearrepender


“Agora o mercado está difícil, vou esperar um pouco e depois procuro o trabalho que quero”. “Agora preciso de dinheiro, depois que as coisas melhorarem eu penso nisso”. “Agora estudar está caro, depois que baratear eu começo”. “Agora o país está em situação difícil, depois da crise eu invisto na carreira”. Indentificou-se com alguma dessas frases? É sinal que você vai se arrepender (ou já se arrependeu)  de ter pensado isso.  É preciso entender: as coisas não vão ficar mais fáceis, você é que precisa ficar mais forte, mais apto, mais adequado àquilo que deseja. Se esperar ficar mais fácil, o tempo vai passar,  outras pessoas se esforçarão e terão o mérito que você desejava. É preciso agir já ou você vai se arrepender.

3. Não ter aceitado que aquele emprego ou profissão não era o ideal para mim

Tem gente que começa uma carreira, vê que aquilo não é o ideal para si, não se vê satisfeito com o que faz, mas mesmo assim continua por já estar lá há algum tempo e ter medo de mudar de profissão, de ramo, de perder a estabilidade que já tem. Se você está chegando aos 30, ou entrou nessa fase incrível da vida há pouco tempo, corre que ainda dá tempo de mudar. Não queira saber o tamanho do arrependimento que é chegar à casa dos 40 com esse peso de “eu poderia ter mudado aos 30”. Se a mudança não for agora, você vai se arrepender, não invista no que não é pra você.

Outra situação são aquelas pessoas que cismam com um cargo, uma carreira ou um concurso e tentam, tentam, tentam por anos a fio e não passam. Bem, é claro que ser persistente é uma característica positiva e não estamos querendo desestimular ninguém, mas é preciso ter bom censo para aceitar que talvez aquilo não seja o ideal para você. Abra os olhos, amplie os horizontes e interesses que o trabalho ou carreira dos seus sonhos pode ser outro e você está insistindo no lugar errado.

4. Não ter tentado descobrir no que eu era/sou bom

Já ouviu falar que todo mundo nasce com um dom, tem aptidão para fazer alguma coisa? E já ouviu falar também na máxima: “Escolha um trabalho que você ame e você nunca terá que trabalhar um dia em sua vida.”? Muita gente trabalha só para ganhar dinheiro, pagar as contas, e viver um dia após o outro. Afinal, qual é a graça disso? Não seria melhor se todo mundo fizesse o que realmente ama e tem aptidão para isso? Muitas pessoas nunca sequer se deram o trabalho de buscar aquilo em que é realmente bom. Alguns seguem uma profissão porque foi o que os pais indicaram, foi o que apareceu à época ou porque não tinha ideia do que queria. Se você ainda não chegou aos 30, descubra no que você é bom ou você vai se arrepender. Se você já passou dos 30, o conselho é o mesmo. Siga seus instintos, trabalhe com o que você gosta e não dê brecha para os arrependimentos.  

5. Não ter dedicado mais tempo aos meus pais e amigos

vocevaisearrepender


Naomi Simson, fundadora e diretora da RedBalloon e uma mulher muito bem sucedida, uma vez disse: “O trabalho não se lembrará do final de semana que você abriu mão dele, mas seus amigos sim”. Voltamos ao 1º arrependimento da lista e reforçamos: você não pode deixar que o trabalho te afaste das melhores coisas da vida, principalmente dos pais e amigos. Muitos adultos que passam dos 30 se arrependem de não ter participado mais ativamente da vida dos pais enquanto eles ainda tinham saúde o suficiente para isso. Uma caminhada, uma viagem, um boa conversa de domingo são momentos impagáveis que você tem que aproveitar, pois eles se tornaram mais difíceis assim que seus pais vão envelhecendo. E os amigos? Eles são a melhor parte da vida, você pode perder o emprego, mas se tiver os amigos cativos, eles estarão ali por você. Dedique-se a eles.

6. Não ter cuidado mais do meu corpo e da minha saúde

É meu amigo, se você já chegou aos 30, deve ter sentido que o seu corpo entra em um outro rítmo. Já não se tem o metabolismo tão acelerado quanto antes, é preciso tomar mais cuidado com a saúde, já não se recupera mais tão depressa, suas células começam a envelhecer. E se você não se cuidar antes disso, você vai se arrepender. Quando somos jovens nunca pensamos que cuidar do corpo agora será importantíssimo para quando estivermos mais velhos. E o pior: chegamos aos 30 e continuamos com os mesmos velhos hábitos sedentários e de má alimentação dos 20 anos. É preciso cuidar-se melhor, antes dos 30 e também depois dos 30. Sua saúde e seu corpo agradecem (e, de quebra, o espelho também!).

7. Ter achado que eu já estava velho demais para fazer alguma coisa

Já não tenho idade para ir à uma discoteca. Já não tenho idade para ficar solteiro e começar a namorar tudo de novo. Já não tenho idade para mudar de profissão. Já não sou nenhum garoto para fazer uma viagem de aventura. Identificou-se? Então: você vai se arrepender. Nunca se está velho demais para fazer coisa alguma, muito menos se você está com quase trinta ou trinta e poucos. Pare de dizer isso e, se alguma pessoa nos seus 50 ou 60 anos te ouvir dizer isso vão abanar a cabeça como quem disse: “você não sabe de nada”. Aproveite a vida agora, com a idade que você tem para que não haja arrependimentos quando você olhar para trás.

8. Ter viajado pouco

vocevaisearrepender


Pare de adiar as suas viagens. Para de inventar desculpas para isso. Falta dinheiro? Há viagens low cost para o mundo todo, faça uma reserva financeira e vá! Peça um empréstimo e vá, não deixe é de ir. Falta tempo? Peça férias! Dê-se férias, você precisa desse momento. Conhecer novos lugares, novas pessoas e novos ares é essencial para colocar as ideias no lugar, para relaxar e seguir em frente. Você tem um mundo inteiro para conhecer, e uma só vida para isso. Vai continuar adiando? Você vai se arrepender.

9. Não ter aprendido outra língua

Aprender um novo idioma é muito mais do que abrir a boca e falar uma língua diferente, é mergulhar em um outro universo. É aprender novas formas de se expressar. Você já parou para pensar que as pessoas não se expressam da mesma forma em todos os cantos do mundo? Tanto que de nada adianta você decorar um dicionário de língua estrangeira e uma gramática e traduzir tudo o que você pensa em português para o outro idioma. As pessoas não expressam uma ideia da mesma forma em outras línguas e outras culturas. É um engrandecimento enorme falar outro idioma, tanto para sua vida pessoal quanto para a profissional. Nunca é tarde para aprender um novo idioma e aproveitar a infinitude de novidades que isso traz à sua vida, e se você ainda não chegou aos 30, melhor ainda, seu cérebro está mais fresquinho e vai aprender tudo rápido. Se já passou, fique tranquilo, não é difícil como se pensa, no início agarra um pouco mas logo deslancha e você passa a se divertir muito no aprendizado.

10. Não ter poupado dinheiro desde cedo

É um mal dos jovens: gastar tudo o que ganha. A maioria das pessoas que ainda não chegaram aos 30 pouco se preocupam em manter uma reserva financeira. Há muitas vezes o predomínio do pensamento: “E se eu morrer amanhã? O dinheiro fica aí, eu quero mais é aproveitar”. Ok, entendido o recado, mas devemos lembrar que: nós não queremos morrer amanhã. Queremos é poder aproveitar o máximo do que pudermos, não é mesmo? É mais provável que você não vá morrer amanhã, por isso, fazer uma poupança é essencial. Poupe caso você tenha uma emergência médica, poupe para poder investir em sua carreira, poupe para comprar comprar uma casa ou um carro dos seus sonhos, poupe para poder viajar. Comece a poupar agora, já, ou você vai se arrepender depois.

11. Ter me preocupado com o que os outros pensavam e cedido às pressões sociais

vocevaisearrepender


“O que é que vão dizer de mim se já tenho 30 e não tenho nem namorado ou data para me casar?”,  “Não posso chegar aos 30 sem ter uma carreira estável, o que é que minha família vai pensar?” “Não quero que me vejam por baixo, eu já tenho 30 anos.”, “Já tenho 30 anos e todos já começam a me perguntar se não vou ter filhos”. Não caia nessa. Em todas as idades esse hábito odioso de se importar com que os outros pensam abate muitas pessoas, pare de se preocupar com o que os outros pensam ou dizem. Cada um tem seu tempo, e essas pressões sociais nada mais são do que as pessoas tentarem impor regras e limites de tempos passados em cima de situações presentes.  Cada pessoa atravessa fases de em momentos diferentes, e para muitas delas a fase de: “eu preciso me casar” ou “eu preciso de estabilidade” nem aparece. E não há regras para isso, você precisa é ser feliz da forma como é, independente do que as pessoas pensam ou deixam de pensar.

12. Não ter me colocado em primeiro lugar

Não sair de casa porque a mãe não quer. Ficar em um relacionamento que não é lá essas coisas por não querer magoar o outro. Estudar medicina porque é o que o meu pai queria para mim. Manter em um trabalho que não gosto para dar boa vida para os meus filhos.

OK, tudo dito aqui em cima (e outras frases desse mesmo gênero) são justificáveis se você quer agradar ou não quer fazer outra pessoa sofrer. Mas e você? O que você quer da sua vida não é importante? Deixar de fazer algo que se quer muito por causa de outra pessoa poderá te tornar uma pessoa amargurada. Se anular por outrem é um erro. Se você se coloca em primeiro lugar, todo o resto pode mudar, já pensou nisso? Colocar suas necessidades em primeiro lugar vai fazer você uma pessoa mais feliz e satisfeita, o que resultará em um melhor relacionamento com as pessoas ao seu redor. Se não fizer isso, você vai se arrepender.


Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada


Veja também:
Como enviar currículo por email  
Erros de português mais comuns no ambiente de trabalho  
É possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro?

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar