5 perguntas que vão dizer se você está pronto para casar

O matrimônio trás consigo uma forma de pensar distinta em relação às finanças e projetos futuros. Conheça 5 perguntas para saber se está pronto para casar.

5 perguntas que vão dizer se você está pronto para casar
Você está realmente preparado para casar?

Um relacionamento sério, seja em forma de namoro ou mesmo uma amizade colorida, pode ser o prenúncio de algo que se pretende para a vida toda, o casamento. O Huffington Post fez uma curiosa pesquisa com seus leitores, para saber deles que tipo de comportamento se manifesta em quem já se encontra pronto para casar. 

Será que você está pronto para casar?

Se deseja dizer "sim" com plenas certezas, destacamos algumas perguntas levantadas, ainda que mais ligadas à vida financeira para ponderar sua decisão. Afinal, quem casa, quer casa.

1. Você faz planos que levam pelo menos um ano para serem executados e os imagina como de curto prazo?

Pessoas propensas a se casar pensam de maneira mais a longo prazo, portanto, qualquer mudança de vida que não exija pelo menos um ano para se concretizar parece exageradamente imediatista. Exemplos disso são os planos para a compra de imóveis ou planejando a vinda de um filho, como veremos a seguir.

2. Você tende a fazer mais concessões sobre dinheiro do que em gastar de forma individual?

Uma característica marcante em pessoas que querem ter uma companheira ou companheiro para sempre é não titubear quando o assunto é dinheiro: ou gasta com ela, ou não gasta nada. Isso evidencia também o nível de envolvimento do casal, que prioriza sempre o que pode ser feito juntos.

3. Suas economias têm como objetivo a compra de uma casa ou a vinda de um filho?

Outro traço comum entre pessoas que desejam fortemente se casar é fazer economias para investir numa casa, apartamento, ou nos preparativos para um filho. Pode ser qualquer coisa, desde que seja feito a dois.

4. O casamento parece mais uma continuidade da aventura ou uma forma de se estabilizar?

Quando se está pronto para casar, a soma dos fatores leva à conclusão de que o casamento é um processo contínuo. Ou seja, não se trata mais de parar e sossegar, mas levar adiante um projeto de vida.

5. A possibilidade de ter que dividir os ganhos financeiros não assusta mais?

Normalmente, quando a decisão pelo casamento está amadurecida, a preocupação com ter que investir dinheiro deixa de existir. Embora seja mais comum em quem já está estabilizado profissionalmente, tal comportamento pode ser percebido em quem ainda está buscando a independência financeira.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar