Você é mão de vaca? Faça o teste

Na dúvida sobre que tipo de pessoa você é quando o assunto é dinheiro? Confira esse artigo e saiba em que situações você é considerado um exímio mão de vaca.

Você é mão de vaca? Faça o teste
Que tipo de pessoa você é quando o assunto é dinheiro?

Economizar dinheiro é importante, principalmente em tempos de crise financeira e incertezas sobre como está o mercado. O hábito deve ser criado e incentivado por qualquer um que não queira ser pego desprevenido, porém não dá pra deixar de viver experiências por conta do apego ao dinheiro.

Essa atitude é comum àqueles considerados mão de vaca, que ultrapassa o limite do aceitável quando o assunto é economia e acaba esquecendo que dinheiro é uma moeda de troca e está aí para ser usado. É como se a pessoa tivesse dó de gastar e nada nem ninguém no mundo fosse digno de faze-lo desembolsar o mínimo possível.

Será que você é mão de vaca?

Chamar alguém de mão de vaca – unha de fome, avarento ou miserável – é digno de ofensa. Se você já recebeu esse apelido com certeza não gostou, e depois se colocou a pensar se havia razão ser chamado dessa forma.

Esse teste, elaborado pela Exame em parceria com SPC Brasil e Meu Bolso Feliz, vai te ajudar a entender se você faz ou não por merecer essa alcunha.

1. Como você faz suas compras?

a) Se vejo algo que gosto, compro sem pensar muito
b) Compro depois de pesquisar bastante e encontrar a loja que me ofereça o melhor custo-benefício
c) Faço compras sempre que há novidades
d) Quando preciso de algo vou à alguma loja em que usualmente faço compras e adquiro o produto

2. Qual é seu ponto fraco quando o assunto é gastar sem pensar?

a) Parcelas, descontos e promoções
b) Eu nunca gasto sem pensar
c) Alguns produtos e programas de lazer, como festas restaurantes e viagens
d) Alguma urgência

3. Você consegue poupar para o futuro?

a) Não, até porque prefiro aproveitar o presente
b) Sim, poupo e invisto meu dinheiro. Para mim é importante garantir uma aposentadoria tranquila
c) As vezes me atrapalho com as contas, mas me planejo para poupar
d) Não sou de gastar muito, então sempre faço uma reserva

4. Comprar te deixa feliz?

a) Muito. Quem não gosta de querer uma coisa e poder compra-la?
b) Fico feliz quando encontro algo que preciso com ótimo custo-benefício ou realizo um sonho com o dinheiro que poupei
c) Se for algo que estava querendo, claro. Se estou um pouco desanimado, comprar melhora meu humor
d) Nunca pensei sobre isso

5. Você se planeja financeiramente?

a) Não muito, até porque dificilmente sobra grana no fim do mês
b) Sim. Tenho uma poupança e sou bastante controlado sobre meus investimentos
c) Procuro controlar meus gastos, mas as vezes me descontrolo e saio um pouco do planejado
d) Meu gerente sugere algumas coisas, mas não costumo investir em algo que posso perder dinheiro

Para conferir o teste na íntegra acesse o site da revista Exame, clicando aqui.

Mãos de vaca segundo a Ciência

Uma reportagem publicada pela revista Super Interessante em 2012 explica o que é a avareza e de que forma ela atua sobre nós. Existem duas formas de perceber esse comportamento: aquele necessário à sobrevivência, adotado por todos os seres vivos (desde o cão que guarda o osso para depois até o ser humano que economiza dinheiro para o futuro) e aquele que trata do acumulo desnecessário.

Segundo o biólogo Michael Soulé, na reportagem, todas as espécies seriam extintas em poucos meses ou anos se não tivessem impulsos egoístas. É esse impulso que faz com que os seres vivos compitam entre si por recursos, de forma automática e instintiva. A diferença, porém, que é os seres humanos são capazes de entender seu comportamento e mudar os hábitos.

A avareza humana surgiu há cerca de dez mil anos, quando o homem se civilizou e criou instituições poderosas, como o próprio dinheiro. Assim a ganância surgiu espontaneamente, devido ao egocentrismo, egoísmo e orgulho humanos, e em muitas situações podia tornar-se virulenta quando os recursos e poder se encontram em poucas mãos.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Clara Grizotto Clara Grizotto

Jornalista faz-tudo: social media, assessoria, redação e publicidade. Queria mudar o mundo, mas descobriu que tem muito chão para percorrer antes.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar