O que pode acontecer se você viajar de ressaca

Você já teve que viajar de ressaca? Nós listamos aqui os maiores perregues e constrangimentos que uma noitada na véspera de uma viagem podem causar.

O que pode acontecer se você viajar de ressaca
Veja quais são os problemas de se viajar de ressaca

qual seu nível de inglês?faça um teste online e descubra



- “Vamos sair hoje?”

-“Não posso, vou viajar amanhã cedo”.

-“Melhor ainda, que você vai dormir no caminho!”



 

Já esteve em situação parecida? Que ao invés de dormir e se preparar para um dia de viagem você resolveu curtir e beber todas? Essa situação é mais frequente do que se pensa! Principalmente para quem está fazendo viagens longas, conhecendo várias cidades diferentes e quer aproveitar a noite e se divertir como se não houvesse amanhã. Mas o amanhã já vem e você acorda com aquela ressaca do tamanho do mundo. O que é que pode acontecer ao viajar de ressaca?

 

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Cadastre-se no site do E-konomista e receba as melhores digas, informações e oportunidades de viagens nacionais e internacionais. 

As situações mais comuns para quem vai viajar de ressaca

Há algumas coisas que são comuns a todas as pessoas, independente do meio de transporte que ela vá apanhar:

 

  • Vai ser ruim de levantar! Seu corpo vai pedir cama, pois depois de uma bebedeira nada como uma boa noite de sono para curar. Prepare-se para levantar na marra.
 
  • Não vai dar vontade de comer nada, mas comer é preciso pois ao viajar você passa longas horas em transporte. É preciso fazer um esforço.
 
  • A cabeça fica embaralhada, desatenta, e frases como: “cadê a passagem?”, “esqueci de pegar o carregador de celular/escova de dentes e colocar na mala”, “será que eu tranquei a porta de casa?”, “já são 9:30h? Meus Deus, eu vou perder a viagem!”. Se for inevitável, deixe tudo pronto com antecedência e vários alarmes no despertador!

 

 

1. Viajando de avião

viajarderessaca


Todo mundo que já teve uma ressaca sabe o estômago parece que vai dar um nó. É muito enjôo, e os vômitos são quase inevitáveis. Dentro do avião, a pressão da decolagem e aterrissagem não ajudam em nada. Se houver turbulências então, é certo que você vai ter que pedir à aeromoça por aqueles “saquinhos de emergência em caso de indisposição”, nome suave para saco de vômito. O embaraço de vomitar na frente de todo mundo e ainda deixar o avião com mau cheiro não é nada agradável – nem pra você muito menos para os outros passageiros. É daí que surge algumas das atitudes do passageiro mais odiado do avião. E então você pensa: “Eu não vou vomitar na frente de todos, vou ao banheiro”. Mas tem hora que não dá tempo, amigo. É melhor garantir o saquinho do que correr o risco de vomitar no corredor (na melhor das hipóteses). Viajar de ressaca no avião é garantia de pagar bons micos. 

 



2. Viajando de carro

viajarderessaca


Viagem de carro normalmente quer dizer algumas boas horas dentro do carro, pra lá e pra cá, situação incrível para quem tem o estômago revirado de bebidas da noite anterior. Nesse caso, os problemas pode se multiplicar, vai vendo:
 

1. você vai ter que pedir ao motorista para parar algumas vezes pois você precisa vomitar. Diquinha amiga: lembre-se de levar uma garrafinha de água extra e uma pasta de dente para não ficar com bafo.


2. Quem é que não gosta de ouvir música quando se está viajando? Quem vai viajar de ressaca, claro. Se você for o único de ressaqueado no carro vai ter de aguentar música mesmo com dor de cabeça, o que não é nada legal.


3. Parada pro lanche. Quem tem o estômago enjoado não tem vontade de comer nada, mas comer é necessário para recuperar da ressaca. O problema é que em viagens normalmente se leva muitas bobagens para comer no carro, e as paradas também oferecem comida de gosto duvidoso. Comer vai ser um sacrifício! Procure o que de mais leve for possível.


 

3. Viajando de ônibus

viajarderessaca


Se você estava achando viajar de ressaca de avião e carro complicado, é porque ainda pensou na viagem de ônibus! Olha só o perrengue:

 

1. Balança mais e dá mais enjôo.


2. Normalmente não tem a opção do saquinho para indisposição. Ou seja, ou você vai ter que correr ao banheiro à tempo, ou então levar o seu, no improviso.


3. Os banheiros de ônibus nunca são os mais limpos, são unissex e normalmente só tem um dentro do ônibus para quase 50 pessoas utilizarem. Se estiver ocupado, esquece. Vai dar errado.


4. Os problemas da alimentação da viagem de carro se repetem por aqui.


5. Os passageiros de ônibus por vezes fazem muito barulho. Conversam, celular toca, crianças choram, é um entra e sai de gente. Tudo isso incomoda e muito quem vai viajar de ressaca.



Receba as melhores ofertas de passagens aéreas nacionais e internacionais no email. Cadastre-se já, é gratuito.



4. Viajando de trem

viajarderessaca


No Brasil, não é muito comum realizarmos viagens de trem, mas no exterior, principalmente na Europa, isso é rotina. Há vários trechos incríveis através do Eurail Pass, que se pode fazer de trem, pagando barato e vendo paisagens sensacionais pela janela. Mas viajar de ressaca de trem tira toda a graça do passeio! As situações são semelhantes às dos ônibus, com alguns agravantes:

 

1. O trem também balança, o enjôo é garantido. E ao contrário das Maria Fumaças tradicionais do Brasil, eles andam depressa, atingindo por volta de 200km por hora, então as cachoalhadas tendem a aparecer, sem muita sutileza.


2. Os trens normalmente são longos, existem vários vagões acoplados e você vai precisar sair correndo caso precise ir ao banheiro para vomitar. Há um corredor longo a percorrer, por isso nem pense em sentar na poltrona da janela, prefira o corredor.


3. Os trens normalmente costumam parar em várias estações durante o percurso. Se você vai viajar de noite, prepare-se para ver a luz sendo ligada de tempos em tempos em sua cara, o que te atrapalha a dormir e consequentemente a curar da ressaca.


4. Você está fazendo um Eurail pela Europa, as viagens costumam ser longas e as pessoas gostam de sair de suas poltronas para ir até a cafeteria, trocar uma ideia e conhecer gente nova durante o percurso. Se você está de ressaca não vai conseguir aproveitar esse momento e se alguém vier querendo conversar provavelmente vai levar um nada sútil: “cai fora”.


5. O problema da alimentação também persiste! A comida dentro dos trens também são do mesmo modelo das paradas de ônibus do Brasil. Gorduroso e duvidoso.



Vai viajar para a Europa? Descupra qual o melhor meio de transporte: ônibus, trem ou avião.

 


O que pode acontecer se você viajar de ressaca?

Enfim, se você for viajar de ressaca, o melhor mesmo é tomar aquele famoso remedinho pro estômago que dá o maior sono e acordar já no destino! O ideal após uma noite de muita bebeira é descansar o corpo para se recuperar, e se você precisar agir na sua viagem ( como caminhar, ter de prestar atenção, estar no sol, etc) seu corpo não descansa e pode reclamar com você. Cuide-se bem para ficar 100% recuperado(a) e pronto(a) pra outra!

 

O melhor é prevenir... e remediar!

Se você vai viajar no dia seguinte e a bebedeira de hoje for inadiável, fica a dica:

 

Antes e durante a festa:
 

  • Faça uma boa refeição antes de sair para beber. A comida no estômago vai fazer com que a absorção do álcool seja mais lenta
  • alterne bebida alcoólica com água (ou suco natural), já que seu corpo vai sofrendo desidratação com o prolongar do porre.
  • Evite bebidas com cafeína, como refrigerantes.

 


Depois da bebedeira:

 

  • Muita, mas muita água. Hidratar-se é o melhor remédio.
  • Se for preciso, tome um remédio para o estômago e/ou para a dor de cabeça. Ficar enfrentando os sintomas durante a viagem é ainda pior do que tomar remédio. Pode também optar por medidas naturais como um chá de boldo.
  • Coma alimentos leves e saudáveis, eles ajudaram na recuperação da ressaca.
  • Dizem que café da sensação de recuperação da ressaca. Até dá a sensação de melhora, mas aumenta a desidratação do corpo. Como a pessoa se sente temporariamente melhor, ela tende a acreditar que curou, mas seus reflexos e sentidos ainda estão bem afetados, se inventar de dirigir é muito perigoso.


 
Quer viajar para o exterior e não fala inglês? Aprenda inglês online e curta muito a sua viagem.



Veja também: 
 


 

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar