As 5 melhores viagens para fazer com o dólar baixo

Cotadas na moeda norte-americana, as passagens aéreas foram diretamente afetadas pelo dólar baixo dos últimos dias. Veja os melhores destinos e aproveite.

As 5 melhores viagens para fazer com o dólar baixo
Conheça os melhores destinos para aproveitar a baixa do dólar

Com o dólar baixo - se comparado aos valores encontrados no início deste ano -, muitos brasileiros começam a retornar às agências de viagem para conferir as opções e promoções. Esse cenário pode ser considerado otimista, principalmente quando lembramos da recente reclusão dos que pretendiam tirar férias no exterior e precisaram mudar os planos quando a moeda americana ultrapassou os R$ 4,00.

Os melhores destinos para fazer com o dólar baixo

Apesar de já ter apresentado uma queda de 19% com relação ao pico alcançado de R$ 4,25, algumas agências e companhias de viagem estão mantendo o dólar baixo como estratégia para incentivar novos contratos. A CVC, por exemplo, congelou o dólar a R$ 2,84 e preparou uma série de pacotes e possibilidades para essa condição imperdível. Com base nestas e outras oportunidades diante do dólar baixo, listamos 5 dos melhores destinos para aproveitar e reservar suas passagens agora mesmo.

Os valores apresentados foram levantados através do site Quanto Custa Viajar e do portal ViajaNet, tendo em consideração a média de valores para atividades comuns de turismo e passagens aéreas.

1. Cidade do México – México

A Cidade do México é um local de grande riqueza cultural onde está situado o sítio arqueológico asteca de Teotihuacan. Os custos dos passeios e atrações são relativamente baixos, onde um passeio guiado por tal região custa cerca de R$ 170 e dura um dia inteiro. Pode-se também contratar pacotes com o sistema all inclusive para belíssimos resorts nas praias mexicanas.

O custo médio diário para alimentação, transporte e atrações é de R$ 174, sendo possível encontrar passagens de ida e volta com saída de São Paulo por R$ 1.777.

GANHE
UMA VIAGEM
veja como concorrer

2. Santiago – Chile

Santiago é o palco de grandes atrações e centros históricos como o Cerro San Cristóbal, o Zoológico local (Buin Zoo) e o Palácio da Moeda, mas apresentam um custo baixo para visitação, sendo este inferior a R$ 25. Por um valor de R$ 200, incluindo o traslado, ainda é possível contratar passeios para locais como o Vale Nevado e a vinícola Concha Y Toro.

Para aqueles que buscam economia e desejam aproveitar o dólar baixo, a pequena distância entre Brasil e Chile faz com que as passagens tenham um custo muito menor quando comparada com as demais localidades. O custo médio diário para alimentação, transporte e atrações é de R$ 123, sendo possível encontrar passagens de ida e volta com saída de São Paulo por R$ 877.

3. Nova Délhi – Índia

Cenário já conhecido por quem aprecia culturas exóticas, a cidade de Nova Délhi é um dos destinos com o menor custo diário para um viajante, sendo possível encontrar hospedagens a partir de R$ 38 a diária por pessoa. As passagens ainda podem ser consideradas com um custo baixo se considerarmos a distância.

O custo médio diário para alimentação, transporte e atrações esporádicas é de R$ 70. Com relação às passagens de ida e volta, pode-se pagar R$ 2.275 pelo trajeto com saída de São Paulo, por pessoa.

4. Madri – Espanha

Para quem está querendo visitar grandes influentes de terras europeias, pode considerar Madri uma ótima e econômica opção. A cidade está entre os destinos mais baratos deste continente, oferecendo ainda pontos turísticos repletos de história e uma gastronomia de reconhecimento mundial com suas tapas e paellas. É possível encontrar no local boas refeições para o almoço com valores que variam de R$ 33 a R$ 56; para o jantar os valores ficam entre R$ 43 e 78 por pessoa.

O custo médio diário para alimentação, transporte e atrações é de R$ 200, já as passagens de ida e volta com saída de São Paulo estão cotadas em R$ 2.370.

5. Lisboa – Portugal

Outro destino muito conveniente da Europa é a capital portuguesa Lisboa. Os valores encontrados para hospedagem e alimentação, assim como em Madri, são um dos mais baratos do continente, sendo possível almoçar pagando a partir de R$ 30 e conseguir bons jantares entre R$ 46 e R$ 81. Já em hospedagem os gastos ficam entre R$ 31 e R$ 141 por noite em hotéis e estabelecimentos de níveis mais básicos.

O custo médio diário para alimentação, transporte e atrações é de R$ 190, onde as passagens de ida e volta com saída de São Paulo custam em torno de R$ 2.233.

Fique por dentro de dicas para economizar nas suas viagens nacionais e internacionais.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar