Vespa voltou a ser vendida no Brasil

Com planos de expansão rápida nas vendas até 2018, a Asset Becley, que importa a Vespa, planeja também no futuro começar a produção nacional da scooter.

Vespa voltou a ser vendida no Brasil
Vespa, a campeã das scooters está de volta

Depois de um longo período longe do mercado brasileiro, finalmente a Vespa, lendária scooter que fez sucesso entre as décadas de 1950 e 1980, voltará a ser vendida por aqui. O anúncio foi feito no início do mês de outubro, concretizando uma previsão feita ainda em junho. A scooter será importada, e tem como representante no mercado brasileiro a Asset Becley, que também gerencia os negócios de marcas como Aprilla, Derbi, Moto Guzzi e Gilera.

Os ávidos consumidores, no entanto, podem se preparar para preços nada comparáveis aos das scooters menos estilosas à venda no Brasil. Hoje, uma Vespa 125 fica na faixa de R$22.500, e os valores variam de acordo com o modelo. Veja os lançamentos.

Vespa no Brasil, uma história de mais de 30 anos

Fabricada desde 1946 pela montadora italiana Piaggio & Co., a Vespa fez enorme sucesso no Brasil a partir da década de 1950, quando os primeiros modelos chegaram trazidos da Itália. Em 1958, a scooter começaria a ter fabricação brasileira pela extinta Panauto, localizada no Rio de Janeiro, que em 1964 encerraria as suas atividades e a representação da Piaggio. Além da Vespa, a empresa também vendia o Vespacar, uma mistura de moto e caminhonete, que fez sucesso principalmente entre os comerciantes cariocas, então proibidos de montarem quiosques na orla da Cidade Maravilhosa.

Saiba como comprar motos chopper baratas

Com a falência da Panauto, a Vespa viria a ser encampada pela empresa Barra Forte Indústria e Comércio, com sede em Manaus, entre 1974 e 1983. Num terceiro e último período, a Vespa viria a ser fabricada numa parceria entre Caloi (sim, a das bicicletas), e a própria Barra Forte, entre 1986 e 1990, quando finalmente a Vespa sumiria das lojas e concessionárias. Um feito digno de nota foi ter tomado da quase imbatível Honda CG 125 o posto de veículo de duas rodas mais vendido do Brasil.
 

Planos ambiciosos para nova fase da Vespa

Talvez os números do passado (chegou a produzir 2.500 unidades mensalmente) justifiquem a volta da Vespa e seu ambicioso objetivo comercial de já para o final de 2016 atingir 2 mil unidades produzidas. Em 2017, os planos são ainda mais arrojados, com uma meta estipulada de 17 mil Vespas vendidas. Tudo baseado no promissor mercado de scooters no Brasil, que ao contrário da maior parte do setor automotivo, vem apresentando expressivo e gradual crescimento.

Veja também:
Motos Custom: veja modelos de tirar o fôlego 
Principais acessórios para moto e onde comprar barato 
Motos rebaixadas: o que pode e o que não pode
 

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar