Quer comprar um carro sem entrada?

Receba cotações de crédito para comprar o seu carro

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Os 6 golpes mais comuns em venda de carro

De anúncios mirabolantes a consórcios incríveis. Conheça quais são os golpes mais comuns na venda de carro e as principais dicas para se livrar das furadas.

Conheça os principais golpes praticados na venda de carro e previna-se!

Que existe gente que sempre quer se dar bem às custas dos outros já é um fato, infelizmente, bastante conhecido. Tem quem se aproveita da inocência e do desejo dos outros em possuir algo, e na venda de carro isso não é diferente. Desde anúncios mirabolantes em sites até financiamentos fraudulentos, onde o tal carro zero nunca é visto pelo contratante são alguns desses golpes.

Os principais golpes na venda de carro

1. Anúncios na internet com preços muito baixos

Hoje em dia fazer compras pela internet é uma atividade comum para muitos brasileiros. Desde compras em sites internacionais, cuja a demora de entrega do produto é compensada pelo preço baixo, até sites de anúncio livre, onde se vende até apartamentos. Todo o cuidado é pouco nesses casos. Comprar um carro pela internet pode ser um ótimo negócio ou um golpe dos grandes. Não é incomum, ao entrarmos em sites de compra e venda livres, os anúncios que são bom demais para serem verdade (geralmente não são), como carros top de linha anunciados a um preço bem mais baixo que o praticado. Por isso, antes de começar a procurar, faça uma pesquisa do preço do carro e fique por dentro dos valores praticados no mercado.

teste
o CARRO
QUE VOCÊ
QUER
COMPRAR
agente um
test drive grátis

Como se prevenir: nesse caso, o melhor caminho para evitar esse golpe é a informação. Tente descobrir sobre a reputação do vendedor, marque um dia para fazer um test drive no carro em questão, ver se está tudo em ordem com a lataria e o motor e não se esqueça de verificar a documentação. Não faça nenhuma transação monetária prévia e não arrisque na seriedade da expressão “o barato, às vezes, sai caro”

2. Desculpas muito suspeitas para carros inexistentes

Não é muito incomum nesse meio de golpes as desculpas mais esfarrapadas para não mostrar o carro ao potencial comprador. O vendedor anuncia o produto, mas quando o cliente quer ver o carro, o mesmo está sempre em outro estado, ou na mecânica para eventuais reparos na lataria (nada grave, só um retoque na pintura) e por aí vai. Nesse tipo de golpe, o vendedor, depois de um tempo de enrolação (onde ele manda ao cliente fotos e vídeos do carro), diz que tem outra pessoa, muito interessada no veículo, e que até pode segurar o carro para você, mediante um pagamento.

Como se prevenir: aqui a dica é mais objetiva. Se o vendedor está enrolando muito, sempre com muitas desculpas, fuja. Não faça nenhum pagamento para “segurar” o carro e não marque encontros para ver o tal veículo. Existem golpes que terminam até em assalto, portanto, em hipótese alguma, vá ver o tal carro com o dinheiro em espécie para efetuar o pagamento. Se o vendedor for idôneo, nada impede uma transferência bancária feita e de toda a documentação regularizada.

3. Carros diretos da fábrica

Esse golpe envolve todo um teatro e consiste em, basicamente, a quadrilha de golpes dizer que tem um amigo que trabalha em alguma montadora da marca de carros tal e que, se comprar com eles, o carro tem um bom desconto sobre o preço de venda praticado no mercado. Tudo corre muito bem, com muita encenação e apresentação de dados e documentos falsos até que chega na parte do dinheiro. Esse funcionário prestativo vai dizer que para esse tipo de venda de carro, o dinheiro deve ser transferido de uma conta de um funcionário da fábrica para a própria fábrica, pois esse desconto só é dado a funcionário e etc. Conclusão: No final das contas, nada de carro.

Como se prevenir: por vezes, a potencial economia de cinco mil reais pode gerar um prejuízo dez vezes maior que isso. Ainda que esse tal desconto existisse, seria ilegal da parte do funcionário transferi-lo para outros. Então, é uma negociação que já começa errada e pode terminar muito mal. Ao ver esse tipo de anúncio de “carro direto da fábrica”, saiba que é golpe e não se arrisque.

4. Venda de carros apreendidos pelas autoridades

Nesse golpe, o vendedor oferece um carro por um preço inacreditavelmente baixo porque o mesmo se encontra em posse das autoridades por algum motivo (falência, não pagamento de dívidas ou excesso de multas) e, na hora da transferência bancária, o carro fica onde está e o vendedor desaparece do mapa.

Como se prevenir: carros que já estão sendo vendidos nessas condições tem um chance mínima, quase inexistente, de ser um negócio legal. E se o tipo de situação que já começa muito suspeita e, por via das dúvidas, evite. Seguro morreu de velho, e o prevenido ainda está vivo.

5. Consórcios incríveis

Nesse golpe, a venda de carro é feita através de consórcios que já estão contemplados, ou seja, o carro está em vias de ser liberado ao comprador. Mas, se o tal consórcio já foi contemplado, porque o sorteado está vendendo? As desculpas aqui são as mais diversas, desde de “o sorteado já está velho, não pode mais dirigir” até “ele saiu do país”. Com essa desculpa, eles vendem o tal consórcio, cobram um comissão e umas taxas aqui e ali. O que parece ser o negócio mais vantajoso do mundo, se mostra um golpe quando, após a transferência, não tem carro nenhum e o vendedor não é encontrado.

Como se prevenir: aqui também vale a dica dos negócios muito bons para serem verdade. Geralmente não são. Situações muito vantajosas, carregam com elas um ar de ilegalidade que pode custar muito caro ao potencial cliente. Confira algumas dicas para comprar carro de consórcio contemplado.

6. Veículos em nome de outros

Existem diversos golpes aplicados na venda de carro onde a documentação tem sempre a desculpa perfeita para nunca estar no nome do atual dono. Geralmente, é porque é tudo fruto de um golpe. Seja por meio de financiamentos que nunca foram pagos, roubo ou apropriação do veículo, estes estão em situação ilegal, tornando a transferência a um novo dono impossível. O preço de venda será sempre muito mais baixo que o normal pois, como os carros estão em situação ilegal, qualquer valor obtido com ele será lucro. Depois do pagamento desaparece e o que fica ao cliente é um carro cheio de irregularidades e em nome de outra pessoa.

Como se prevenir: Nunca compre um carro sem que o mesmo esteja em seu nome, independente das vantagens oferecidas para isso. Saiba como deve ser feita a trasnferência de veículo. 

Sempre alerta com vendas de carro

A receita para um golpe existir é sempre a soma de alguém mal intencionado com alguém muito ingênuo ou que quer levar muita vantagem sobre o preço de mercado. Descontos são sempre bem-vindos, mas existem negócios muito suspeitos, como esses da lista que, por mais que pareçam óbvio, oferecem vantagens inegáveis no preço. O que faz com que essas quadrilhas continuem a aplicar golpes de venda de carro e, infelizmente, muitas pessoas continuam caindo.

Portanto, informe-se o máximo possível sobre o local de compra do carro, a idoneidade do vendedor e cuidado com situações vantajosas demais. Confira algumas das nossas dicas para comprar um bom carro usado, sem cair em golpes.
 

Encontre a melhor solução para comprar o seu carro com as menores parcelas.


Veja também: 

Gostou? Compartilhe!