JAC Motors é bom mesmo? Veja se vale a pena comprar um carro da marca

A montadora chinesa instalada vem trazendo carros com estilo e motor forte para o país. Confira os elogios e as reclamações de quem comprou um JAC Motors e decida se vale a pena.

JAC Motors é bom mesmo? Veja se vale a pena comprar um carro da marca
Conheça os detalhes que mais agradam e desagradam os clientes da JAC Motors

A JAC Motors é uma empresa chinesa fabricante de automóveis, ônibus e caminhões fundada em 1964 e que se instalou no Brasil em 2011. Sua primeira fábrica foi montada na Bahia e hoje a empresa já tem mais de 70 concessionárias espalhadas por 18 estados e mais de 40 cidades. Ao verem essas novidades cruzando o asfalto brasileiro, muitas pessoas olharam para esses carros com disconfiança. Vale a pena ter um carro chinês, desta marca?

Jac Motors é uma boa escolha?

Ano a ano, a empresa vem adaptando os carros da marca à realidade brasileira. Os principais mudanças foram

  • Reforçar o ar condicionado (para adptar ao clima quente principalmente no nordeste do país)
  • A suspensão (para suportar a má qualidade dos nossos asfaltos e estradas)  
  • O acabamento (os clientes brasileiros são mais exigentes que os chineses)  
  • O modelo de combustível (sendo suspenso o modelo elétrico vendido na china e na europa e implantado o flex para o Brasil)

Comprar carro chinês: vantagens e desvantagens

As opiniões variam muito de dono para dono e especialmente de modelo para modelo. De maneira geral, os carros da JAC Motores têm como ponto positivo os preços, os acessórios de fábrica, os motores potentes e o design. Os carros são pouco visados pelos ladrões.

Como ponto negativo está a manutenção considerada cara demais, o acabamento, a parte elétrica, que apresentou problema em vários modelos, e a fragilidade dos carros. A venda do carro também pode ser uma dor de cabeça.

Atualmente, há 9 modelos disponíveis nas concessionárias do Brasil, vamos falar aqui dos mais populares com mais unidades vendidas no país.

As vantagens e desvantagens dos modelos da JAC Motors

1. JAC J2

O J2 da JAC Motors vem para fazer concorrência aos populares do Brasil com proposta de ser um carro compacto e completo. Custando por volta de R$37.000, o carro possui ar-condicionado, direção assistida eletricamente, vidros, trava central e retrovisores com acionamento elétrico, freios com ABS, airbag duplo, CD player com MP3, rodas de liga leve, faróis de neblina e sensor de estacionamento traseiro. Foram vendidas 2.034 unidades no país no ano passado.

Pontos positivos

já fez um test drive? veja como é fácilagende grátis

Considerado pelos donos um “foguetinho”, o carro tem motor muito potente e um ar condicionado que não deixa o condutor passar calor. O estilo também agrada a muitos com seu toque retrô, tendo sido criado pelo mesmo designer do Fiat 500. É compacto, sendo fácil de estacionar. Pouco visado pelos ladrões e tem baixo consumo de combustível.

Pontos negativos

O porta malas é muito pequeno, comportando apenas 121l, menor do que o Ford Ka. O câmbio não encaixa tão fácil quanto estamos acostumados, mas com o tempo adapta-se ao “jeito” do carro. O pedal de embreagem foi considerado “mole” demais para os especialistas. Peca em pequenos detalhes do acabamento como a ausência de porta-luva.

2. JAC J3 

O modelo J3 aposta no design atual e no sedutor pacote de equipamentos de fábrica. Ao contrário dos outros chineses, o preço não é inferior ao da concorrência saindo entre R$ 38.790,00 e R$ 40.790,00. Em relação ao J2, melhorou a suspensão, o pedal de embreagem e o isolamento acústico. Foram vendidas 1.725 unidades no Brasil no ano passado.

Pontos positivos:

O design é um de seus pontos fortes. É ecônomico, confortável para dirigir e muito ágil. O porta malas é amplo comportando bons 346 litros. Excelente suspensão para nossas ruas e estradas.

Pontos negativos:

O carro possui poucas críticas. As mais frequentes foram referentes ao torque do motor. Continuam as reclamações quanto ao isolamento acústico especialmente na estrada. Problemas de iluminação no painel. A maior crítica é quanto ao preço da manutenção.

3. JAC 3 TURIN

Completo, com preço atraente em comparação à concorrência, "esportivado" e equipado com propulsores bicombustíveis. Excelente pacote de equipamentos, motor valente e longa garantia. Custa entre R$ 40.790,00 e R$ 42.790,00 e vendeu 1.517 unidades no ano de 2014.

Pontos positivos:

O estilo, as opções de conforto como como: ajuste elétrico nos retrovisores, ar condicionado muito bom, acabamento combina com todo o interior do carro, banco bipartido, vidros elétricos nas 4 portas. Boa dirigibilidade. Econômico.

Pontos negativos:

Acabamento com excesso de plástico, volante anestesiado, interior ruidoso, problemas elétricos no painel frequentes, muitos consumidores reclamando que o carro apagava de repente, especialmente quando parava em sinais.

4. JAC J5

Apoiado num bom pacote de equipamentos e, principalmente, no porte avantajado, o sedan chinês Jac J5 veio fazer concorrência com o Linea Essence e o Honda City. Vem com acabamento diferenciado dos demais modelos e prometeu melhor acústica, mas os clientes do Brasil continuam achando os carros da JAC Motors ruidosos. Custam por volta de R$54.000 e vendeu 463 unidades em 2014.

Pontos positivos:

Estiloso e elegante, com suspensão muito suave. Acabamento superior. Freios eficientes e o sistema de ar-condicionado digital se destaca pela eficiência: em menos de 3 minutos ele refrigera a volumosa cabine mesmo sob intenso calor.

Pontos negativos:

Ruidoso, acabamento com muito plástico. As bolsas das portas são inutilizáveis: além de pequenas, têm uma abertura em que mal cabe a mão de uma criança. Críticas ao motor, muitos gostariam que fosse mais forte pelo preço do carro.

5. JAC J6

Minivan de 5 ou 7 lugares, disputado no nicho de mercado e traz o melhor desenho exterior da JAC. Considerado muito confortável. Vendeu mais unidades do que o J5, tendo 705 carros vendidos em 2014, o preço é em média R$ 64.490,00.

Pontos positivos:

Conforto, espaço interno, porta malas amplo. Bancos removíveis. Boa estabilidade e elevada posição de dirigir. Design inconstestável. Também agradou o novo volante, mais ergonômico.

Pontos negativos:

No quesito desempenho, mesmo pisando fundo para estimular o motor 2.0, o J6 demora para responder, em grande parte por causa do câmbio manual de cinco marchas, duro e de relações longas. Ruidoso e a suspensão deixou a desejar. Críticas frequentes aos pneus e aos amortecedores.

Encontre uma opção de seguro auto mais barato.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar