Vale a pena comprar uma TV 4K? Veja os principais modelos de 2016

Aprenda um pouco mais sobre telecomunicações e resoluções de TV e veja se vale a pena comprar uma TV 4K ou Ultra HD.

Vale a pena comprar uma TV 4K? Veja os principais modelos de 2016
Veja se vale a pena comprar uma TV 4K e por quê

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

Antes de explicar o que é e se vale a pena comprar uma TV 4K, vamos à explicação de como funciona a definição de imagem numa tela: tudo é feito por pixels, pequenos quadradinhos que compõem a imagem que você enxerga quando assiste TV. Quanto menores esses quadradinhos, melhor será a resolução. Quem achava que tinha uma TV de última geração quando comprou uma HD (1280x720 pixels), foi surpreendido pela tecnologia Full HD.

Vale a pena comprar uma TV 4K?

Cada uma delas tem uma quantidade maior de pixels que aumentam a qualidade da imagem, sendo que a Full HD tem 1920x1080 pixels, face aos 720x480 pixels da resolução analógica, aquela que você vê em TVs sem acesso ao sinal digital HD. Mas se você pensava que já era suficiente, é porque ainda não conhece a resolução da TV 4K: são 3840x2160 pixels, quadradinhos pequeninos que dão muito mais fidelidade à imagem. O nome é devido à resolução ser 4 vezes maior do que a Full HD. Mas será que vale a pena comprar uma TV 4K? É isso o que vamos desvendar no artigo.O que são TVs HD e Full HD?

A tecnologia HD (ou High Definition) é a resolução de 1280x720 pixels, já muito superior à resolução padrão, de 720x480 pixels, aquela que assistimos quando vemos uma TV sem sinal digital. Com a chegada do sinal digital ao Brasil, em 2009, é possível assistir a canais da TV aberta e a cabo que tenham a tecnologia, mas também é exigido um aparelho ou uma TV que suportem e decodifiquem o sinal.

Já a resolução Full HD é aquela tem definição de 1920x1080 pixels. A máxima resolução suportada pelo sinal digital no Brasil é a HD. O que a tecnologia Full HD faz é literalmente aumentar e esticar a imagem HD e, com o uso de algoritmos, preencher os “buraquinhos” que faltam com pixels que cubram toda a tela e transmitam uma imagem com resolução superior sem falhas. Ou seja, a tecnologia Full HD não precisa estar presente nos satélites de transmissão de sinal HD, ela apenas cobre a tela com mais pixels, que dão mais resolução. Logo, é a melhor opção quando se pensa na compra de uma TV de alta definição, hoje.

A qualidade do 4K ou Ultra HD

FIQUE DE OLHO NAS SUAS FINANÇAS
Encontre a melhor solução de conta bancária com o custo benefício perfeito para as suas finanças. Confira!

As imagens apresentadas na resolução 4K, como mencionado, são muito mais fiéis. Isso significa que são mais nítidas, brilhantes e têm maior fidedignidade às cores originais. O problema disso é que, para que seja apresentada uma imagem com essa resolução numa tela 4K, os equipamentos usados na filmagem e os projetores, têm que ter capacidade para captar e reproduzir sob a mesma resolução.

Ou seja, mesmo que a tela seja 4K, os equipamentos da filmagem dos filmes e programas que você vai assistir, ainda não são, pois para os equipamentos, essa tecnologia custa muito. Portanto, a curto prazo, ainda não vale a pena comprar uma TV 4K.

Os modelos disponíveis no mercado

Três marcas são pioneiras na comercialização de TVs Ultra HD ou 4K entre 40 e 43 polegadas: Philips, Samsung e LG. Todas são Smart TVs e têm preços que variam dos R$ 1.699,00 aos R$ 2.299,00. Veja a seguir os modelos:

  • Smart TV LED Ultra HD 40" 4K Samsung UN40JU6500: R$ 2.299,00
  • Smart TV LED Slim Ultra HD/4K 40" Philips 40PUG6300/78 Dual Core: R$ 1.699,00
  • Smart TV LED Ultra HD/4k 43" LG 43UF6400: R$ 2.099,00

Os problemas da resolução 4K

O produto já está no mercado desde 2014, mas o que motiva a compra de um aparelho de TV 4K ou Ultra HD é puramente emocional, impulsionada por uma ideia de qualidade superior. O problema é que nem Hollywood declara que se converterá a essa tecnologia, e é por questões técnicas e financeiras burocráticas. Por quê? Hollywood produz filmes especialmente para o cinema, e a maioria das salas de cinema do mundo está equipada para suportar, no máximo, a resolução 2K. Rodar um filme em 4K significa, então, perder dinheiro investindo em uma tecnologia que não será suportada pelos cinemas.

O consumidor pode pensar que o mercado de entretenimento é injusto com quem adquiriu a tecnologia, mas o buraco é mais embaixo. Na prática, isso não depende só da tecnologia empregada nos equipamentos de filmagem, como também das redes de satélite ao redor do mundo capazes de decodificar esse sinal. E, convenhamos, a tecnologia HD é relativamente recente no Brasil e no mundo. O mercado de venda de DVDs e Blu-Rays não é suficiente, também, para justificar a troca da tecnologia.

Resumindo...

Quem avalia se vale a pena comprar uma TV 4K deve pensar muito bem no assunto e ponderar a compra de uma TV Full HD, que além de ter preços inferiores, dispõe de uma tecnologia que já é suportada nas redes de telecomunicações brasileiras. É indiscutível que em termos de qualidade e fidelidade da imagem, a resolução 4K é muito superior. A questão aqui não é a qualidade da tecnologia, e sim a adaptação dos canais, produtoras de filmes, cinemas, satélites e todo o mundo do entretenimento para uma tecnologia que, por enquanto, é mundialmente inviável.

Encontre a conta corrente ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar