Universidades no exterior que aceitam o ENEM

Universidades no exterior, em Portugal, já aceitam o ENEM como processo seletivo. Saiba mais sobre as instituições, mensalidades e como funciona o ingresso no Ensino Superior europeu.

Universidades no exterior que aceitam o ENEM
Saiba como funciona o processo seletivo e quando começar a se preparar

Depois de uma reforma no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) feita por Fernando Haddad em 2009, o Brasil ganhou uma nova plataforma de acesso às universidades e de comprovação de conclusão do Ensino Médio. Mas a decisão não impactou apenas o SiSU, o ProUni e o vestibular: com a credibilidade que adquiriu o exame, universidades no exterior, também começaram a aceitá-lo no processo seletivo de alunos brasileiros.

Universidades no exterior que aceitam ENEM

Quem pretende tirar um curso em universidades no exterior deve ter atenção à convalidação do diploma no Brasil. O tratado de Bolonha firmado entre as instituições de ensino europeias definiu o tempo de bacharelado em 3 anos, tempo inferior ao Brasil. Para ter o mesmo diploma no país, muitas vezes é preciso cursar mais disciplinas para completar o curso e fazer valer o diploma. Também é possível cursar o programa inteiro – bacharelado e mestrado – chamados de primeiro e segundo ciclos, para se posicionar melhor no mercado brasileiro se a intenção for voltar após o término do curso.

É possível trabalhar e estudar?

Geralmente, quando um aluno brasileiro é aprovado em uma instituição de ensino portuguesa, deve dar entrada no visto de estudos no Brasil e depois obter a autorização de residência em Portugal. De posse da autorização de residência, já é possível encontrar trabalhos part ou full time e estágios remunerados. Para ter a autorização de trabalho, é necessário solicitá-la quando já tiver o contrato, e desde que o expediente não interfira nos horários da faculdade.

Em Portugal é mais difícil encontrar universidades que ministrem aulas noturnas, chamadas de regime pós-laboral no país. Por isso, quem pretende trabalhar enquanto estuda deve estar atento aos horários do curso, que costumam ter aulas que variam entre manhã e tarde, dependendo do dia da semana. Outra coisa: os estágios em Portugal costumam não ser remunerados como no Brasil e, no geral, pagam apenas as ajudas de custo de transporte e alimentação, sem bolsa auxílio.

O ano letivo

Nas universidades no exterior, no hemisfério Norte, o ano letivo tem início em setembro. Os candidatos devem ficar atentos aos prazos de inscrição, que geralmente são feitos via internet e começam em maio para estudantes internacionais. O primeiro semestre letivo é sempre em setembro. Por isso, quem pretende se candidatar ainda tem tempo para cuidar dos preparativos antes da viagem.

Existem três períodos de férias: as de Natal e Páscoa costumam durar 15 dias e as de verão duram cerca de dois meses. O verão na Europa é em julho, por isso é nesse período que o aluno terá as férias mais longas, ao contrário do Brasil.

As faculdades públicas são gratuitas?

Para nós, parece óbvia a gratuidade no ensino superior público. Mas em Portugal, até mesmo as universidades públicas exigem o pagamento de mensalidade, que os portugueses chamam de propina – e não, não é a propina que nós conhecemos. As universidades particulares costumam cobrar mais do que as públicas, mas todo o ensino superior é pago, salvo nos casos de concessão de bolsas.

Para estudantes que não possuem nacionalidade portuguesa, o valor é ainda maior, chegando às vezes a triplicar em relação a um estudante nacional. A aprovação em uma universidade portuguesa não garante ao aluno a concessão de bolsas, que devem ser verificadas separadamente. Veja a seguir as universidades no exerior que aceitam o ENEM no processo seletivo.

1. Universidade de Coimbra

A faculdade mais antiga de Portugal e uma das mais antigas do mundo. A Universidade de Coimbra foi fundada em 1290, apenas 100 anos após o nascimento de Portugal, por D. Dinis. Reconhecida mundialmente pelo ensino de Direito, Coimbra também é uma cidade popularmente universitária que abriga estudantes de todo o mundo. A propina anual gira em torno dos 7.000 euros, mas depende do curso. As notas do ENEM em cada área do conhecimento podem ter diferentes pesos de acordo com o curso escolhido. Consulte o site da universidade e saiba mais.

2. Universidade da Beira Interior (Covilhã)

O site da Universidade da Beira Interior tem uma página exclusivamente dedicada aos candidatos brasileiros, informando até mesmo o peso das notas em cada área do conhecimento no ENEM para acesso aos cursos. É possível também consultar a concessão de bolsas, em que os alunos brasileiros podem pagar o mesmo valor de propina que um português. A anuidade é de 5 mil euros sem bolsa e a opção de alojamento em quarto duplo e alimentação sai por 7.500 euros anuais. Consulte o site da universidade e saiba mais. 

3. Universidade do Algarve

Quem não abre mão do calor do verão e procura estudar na Europa sob um clima praiano tem como opção a Universidade do Algarve. Os alunos com a melhor colocação podem se beneficiar de bolsas em que pagam o mesmo que um aluno português, cerca de € 1.100 ao ano. Para os demais colocados, as anuidades variam de € 2.000 a € 3.500, dependendo do curso. A Universidade do Algarve também tem uma sessão de perguntas frequentes especialmente dedicada aos candidatos brasileiros. Consulte o site da universidade e saiba mais. 

Institutos Politécnicos

Os Institutos Politécnicos são instituições portuguesas que também concedem o grau de bacharel, mestrado e doutorado, mas especificam-se em áreas de conhecimento menos abrangentes do que as universidades. Estabelecendo uma comparação com o Brasil, são os equivalentes aos centros universitários. Veja a lista dos Institutos Politécnicos que aceitam o ENEM como forma de ingresso.

4. Instituto Politécnico do Porto

O Politécnico do Porto oferece cursos nas áreas de Artes, Tecnologia, Gestão, Saúde e Engenharia e conta com 20.000 alunos em todas as unidades, espalhadas por todo o distrito do Porto (e não apenas a cidade). Consulte o site de cada unidade para saber como funciona a forma de acesso pelo ENEM e as notas mínimas exigidas em cada área do conhecimento. Consulte o site do instituto e saiba mais. 

5. Instituto Politécnico de Leiria

O site do IPL não disponibiliza informações sobre o acesso aos cursos via ENEM, embora já tenha assinado o acordo que permite o uso do exame como forma de ingresso. Por isso, quem quiser saber mais sobre como se candidatar ao IPL usando o ENEM, deve enviar um e-mail para o serviço de atendimento ao candidato e se informar sobre os prazos: ipleiria@ipleiria.pt. Consulte o site do instituto e saiba mais. 

6. Instituto Politécnico de Portalegre

No IPPortalegre, as propinas fixadas para estudantes internacionais na unidade de ensino da área de Educação têm o valor de 1063 euros anuais, divididos em 8 prestações ao longo do ano ou pagas à vista. Alguns cursos são tecnólogos e têm duração de dois anos e podem cobrar propinas mais baixas. Para saber mais sobre os prazos e formas de ingresso com o ENEM, aconselha-se enviar um e-mail à unidade em que há interesse ou ao geral, para ser encaminhado aos serviços competentes: geral@ipportalegre.pt. Consulte o site do instituto e saiba mais. 

7. Instituto Politécnico de Beja

Localizado no Alentejo, região ao sul de Lisboa e acima do Algarve, o IPBeja também aceita o ENEM como documento de ingresso aos cursos. A instituição tem acordo firmado com o INEP desde julho de 2015. Clicando aqui, o candidato consegue saber como funciona o processo seletivo e qual o peso de cada área do conhecimento na composição da nota final. Estudar no IPBeja vai exigir que o aluno desembolse, anualmente, cerca de 1100 euros parcelados em até 10 vezes, sendo a instituição mais acessível entre todas as consultadas.

8. Instituto Politécnico do Cávado e Ave

Entre todas as instituições pesquisadas, o IPCA é a que tem menos informações no site sobre estudantes internacionais. Por isso, vale mais a pena enviar um e-mail para a instituição de ensino em que tem interesse para saber mais sobre as formas de ingresso. Consulte o site do instituto e saiba mais. 

Oferta Limitada! Ganhe um tablet para aprender inglês online

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar