Triplica o número de vistos recusados dos EUA a brasileiros

Quantidade de viajantes dos Brasil barrados na Europa também aumentou em 2016.

Triplica o número de vistos recusados dos EUA a brasileiros
Foram pouco mais de 15% de vistos recusados, contra 5,36% em 2015

O ano de 2016 não foi muito bom para os turistas brasileiros. Muitos tiveram o visto para os Estados Unidos negado e outros foram barrados na Europa. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o volume de vistos dos EUA recusados para turistas brasileiros triplicou este ano. Foram pouco mais de 15% de vistos recusados, contra 5,36% em 2015.

Os motivos para esse aumento na recusa seriam a crise econômica brasileira e a ideia de que um número maior de brasileiros pudesse emigrar ilegalmente para os EUA. E o número de brasileiros barrados na Europa também aumentou este ano.

Segundo relatório divulgado pela Agência de Proteção a Fronteiras e Costas Europeias (Frontex), na União Europeia houve aumento de 41% no número de turistas brasileiros barrados nas fronteiras. Somente no segundo trimestre de 2016 foram 945 viajantes impedidos de continuar o passeio. No mesmo período do ano passado esse número foi de 669 turistas.

De acordo com a Frontex, “o número de recusas de entrada a latino-americanos atingiu seu nível maior em quatro anos. Comparado com o trimestre anterior, os Estados-membros reportaram um crescimento de 22%, excedendo a marca de três mil recusas”, revela o relatório. Segundo a Agência, Espanha e Portugal são os destinos com maior número de ocorrências. Além disso, brasileiros e colombianos são os mais barrados na Europa.

Entre os turistas barrados, 269 foram impedidos de entrar na Europa por não possuir a documentação apropriada para justificar a entrada e permanência no continente. Outros 164 não tinham vistos e permissões para residir no país. Já 99 viajantes foram barrados por não ter se registrado no sistema de informações de Schengen (SIS).

Outros 63 brasileiros não conseguiram comprovar maneiras de se manter no continente no período. 21 pessoas foram barradas por serem consideradas uma ameaça policial, outros 11 não possuíam um passaporte válido e um brasileiro tentou entrar na Europa com passaporte falso.

Foto: Reprodução PassagemAérea

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Michelle Monte Mor Michelle Monte Mor

Formada em Comunicação Social e em Mídias Digitais. Escreve sobre o setor automotivo desde 2004. Não larga o smartphone e vive conectada às redes sociais. Adora viajar e dirigir.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar