Transporte público poderá ser pago com cartão

São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba serão as primeiras cidades com linhas de ônibus, metrô e trem com o serviço

Transporte público poderá ser pago com cartão
Cartões registrados em carteiras digitais de celulares também poderão ser utilizados

Boa notícia para quem usa transporte público. Em algumas cidades do Brasil, o usuário poderá utilizar cartões de crédito, débito e pré-pago Mastercard para fazer o pagamento da tarifa diretamente na catraca. O serviço estará disponível inicialmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba (PR). Trata-se de um projeto piloto entre a Mastercard e empresas de bilhetagem e operadoras de transporte.

O pagamento será feito por aproximação. Além disso, cartões registrados em carteiras digitais de celulares também poderão ser utilizados para efetuar o pagamento da passagem. Esta primeira fase do projeto acontece neste mês de outubro e pretende avaliar a tecnologia dos equipamentos validadores e os processos de pagamento em São Paulo (na linha Diadema/Berrini - Metra) e no Rio de Janeiro - Central do Brasil (na linha Vermelha e nas principais estações da linha Deodoro). Em Curitiba, o projeto piloto deverá acontecer em novembro, nos ônibus da região metropolitana.

Os estudos e a habilitação da funcionalidade para ônibus, trem e metrô nas principais capitais do País deverão ser concluídos até o final de 2017. "O objetivo é contribuir para que as cidades se tornem mais eficientes e sustentáveis e, com isso, permitir que a vida seja mais inclusiva, segura e conveniente para seus habitantes", disse Alexandre Brito, vice-presidente de Desenvolvimento de Aceitação, Varejo e Novos Negócios da Mastercard Brasil e Cone Sul, por meio de nota.

De acordo com a Mastercard, a arrecadação aproximada deste mercado é de R$ 80 bilhões por ano. O uso de dinheiro físico representa uma fatia de 30% deste total. “Esse montante gera custos operacionais e logísticos para o operador, além dos problemas com falta de troco e de segurança”, diz a nota.

Com o projeto, a Mastercard pretende ampliar a rede de aceitação em um segmento que faz parte da vida de aproximadamente 50% dos brasileiros. “Ao proporcionar aos usuários acesso a formas de pagamento simples, seguras e convenientes, sem longas filas, sem senhas e sem complicação o resultado é uma melhor experiência na vida do consumidor e na sua relação com a nossa marca”, afirma Brito.

Foto: Divulgação Mastercard

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Michelle Monte Mor Michelle Monte Mor

Formada em Comunicação Social e em Mídias Digitais. Escreve sobre o setor automotivo desde 2004. Não larga o smartphone e vive conectada às redes sociais. Adora viajar e dirigir.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar