Transferência de financiamento de imóvel: como funciona

Veja como fazer transferência de financiamento imobiliário corretamente.

Transferência de financiamento de imóvel: como funciona
Pensando em vender o imóvel? Veja as dicas e evite dor de cabeça

Fazer uma transferência de financiamento imobiliário não caracteriza a transferência do imóvel para outro proprietário. Essa é a premissa que o vendedor deve ter em mente antes de começar a pensar em fazer a transação. Por isso, esteja atento à dicas de transferência de financiamento de imóvel que preparamos para que tudo ocorra nos conformes.

Como fazer a transferência de financiamento

Os contratos de financiamento imobiliário costumam conter cláusulas referentes à transferência de dívida. Se não houver nenhum impedimento contratual para concretizar uma venda de imóvel financiado, siga as dicas a seguir para vender imóvel com dívida conforme regula a legislação vigente no Brasil.

Como funciona o financiamento para construção

1. Reveja as condições do financiamento

Antes de fazer a transferência de financiamento do seu imóvel, você deve comparecer à instituição financeira que concedeu o crédito para fazer uma reavaliação contratual. Cada cliente tem um perfil específico e as condições podem mudar entre um e outro. Por isso, reveja a taxa de juros e a data de pagamento das parcelas a vencer, existência de parcelas semestrais/anuais, taxas de transferência e demais encargos que poderão aumentar o valor das parcelas após a transferência de financiamento. A transferência do financiamento será aprovada mediante análise de crédito do comprador e as parcelas já pagas pelo vendedor serão descontadas do montante a ser pago.

2. Reveja os impostos

Em todo município, é aplicado o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Intervivos). Apenas transferir o financiamento não vai garantir que o comprador seja proprietário do imóvel. É só com o pagamento da taxa do ITBI e o comprovante do pagamento deste registrado em um Cartório de Registro de Imóveis (também tem taxas de custas e emolumentos de acordo com o valor do imóvel) que o novo comprador terá a propriedade reconhecida e o bem registrado em seu nome, de fato. Depois, o novo proprietário deve devolver o contrato ao banco para que as novas parcelas sejam cobradas.

Quanto vai custar

Ao transferir um bem imóvel, os custos costumam ficar por conta do comprador, já que, no primeiro financiamento feito pelo proprietário anterior, já estavam embutidas as despesas com documentação nas parcelas. Esses valores correspondem a aproximadamente 5% do valor venal ou real do imóvel.

O valor venal do imóvel costuma ser muito abaixo do valor real – nem nos cartórios eles sabem explicar qual é a base de cálculo. O proprietário pode declarar qualquer um dos valores quando pega a escritura do imóvel. Para o novo comprador cujo financiamento foi transferido, saber se o vendedor declarou o valor real ou venal vai impactar no valor final pago nos impostos, que pode ser maior ou menor, mas sempre em torno de 5% do valor total do imóvel em ambas as modalidades.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar