Como trabalhar sentado prejudica o seu corpo e o que fazer

Trabalhar sentado é muito mais prejudicial a longo prazo do que sentir dores nas costas e pescoço. Conheça os efeitos do hábito a longo prazo e o que fazer para reverter.

Como trabalhar sentado prejudica o seu corpo e o que fazer
Mude os seus hábitos sem mudar o seu estilo de vida

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

Você sabia que trabalhar sentado por mais de 6 horas ao dia não prejudica somente o seu corpo como também aumenta o risco de uma doença cardíaca em até 64%? Isso porque permanecer sentado, entre outros problemas, também prejudica a circulação. Em suma, você perde mais ou menos 7 anos de vida saudável enquanto permanece sentado e também corre mais risco de desenvolver certos tipos de câncer. Dores nas costas, pescoço e cabeça crônicas também podem ter a causa centrada neste fato.

Trabalhar sentado é pior do que você imagina

trabalharsentado


Essas são as más notícias: trabalhar sentado é prejudicial para a saúde. A boa notícia é que você pode reverter este quadro a partir de agora, não importa o quão preguiçoso seja.

Vamos começar com o básico. Desde a infância você soube que ser um náufrago do sofá não é boa coisa. Mas por quê? Simplesmente porque os nossos corpos não foram feitos para ficarem sentados o dia todo. Trabalhar sentado, mesmo que você faça exercícios regularmente, tem efeitos negativos na sua saúde. E o que é pior: muitas pessoas passam mais de 15 horas sentadas por dia. Isso significa que muitos passam o tempo que deveriam estar andando sentados num sofá ou numa cadeira de escritório.

A situação de trabalhar sentado o dia todo não é difícil de reverter, mas você deve ficar atento a dois detalhes: as suas atividades diárias e a quantidade de tempo que você passa sentado. Vamos ver agora o que acontece ao corpo ao trabalhar sentado o dia inteiro.

Imediatamente depois de sentar

Assim que você se senta, as atividades elétricas dos seus músculos reduzem a velocidade e o seu metabolismo baixa para a queima de uma caloria por minuto. Isso equivale a mais ou menos um terço do que você queimaria se estivesse andando. Se permanecer sentado pelo dia inteiro, você terá uma redução de 40% na sua taxa normal de glicose, o que eventualmente pode causar diabetes tipo II.

Depois de duas semanas sentado por mais de 6h por dia

Em apenas cinco dias de mudança para um estilo de vida sedentário, o seu corpo aumenta a produção de triglicerídeos (moléculas de gordura), colesterol ruim (LDL) e resistência a insulina. Isso significa que os seus músculos não estão queimando gordura e o nível de açúcar no sangue pode aumentar, pondo você em risco de ganho de peso. Apenas duas semanas e os músculos começam a atrofiar e o máximo de oxigênio que você consome diminui. Isso faz com que as escadas fiquem mais difíceis de subir e as caminhadas sejam mais cansativas. Mesmo que você malhe todos os dias, a deterioração no seu corpo começa no momento em que você pára de se mexer.

Depois de um ano sentado mais de 6 horas por dia

Depois de um ano, os efeitos a longo prazo de trabalhar sentado começam a se manifestar subitamente. De acordo com o estudo desenvolvido pela Nature, você começará a experimentar o ganho de peso e colesterol alto. Estudos em mulheres sugerem que elas começam a perder até 1% de massa óssea por ano, quando permanecem sentadas mais do que seis horas por dia. Entre outros riscos, perder massa óssea pode favorecer o surgimento da osteoporose.

Depois de 10-20 anos sentado mais de 6 horas por dia

FIQUE EM BOA FORMA
Dentro de casa ou no trabalho é preciso estar atento a saúde. Cadastre-se e receba as melhores dicas.

Trabalhar sentado por mais de 6 horas por dia durante uma ou duas décadas pode diminuir sete anos de vida saudável. Isso aumenta o seu risco de uma doença cardíaca em 64% e o risco de desenvolver câncer de mama ou próstata aumenta em 30%.

Ainda dá para reverter

Veja esta estratégia experimental partilhado no site Business Insider:


Se as revelações pareceram ruins, não se preocupe. Agora, nós mostraremos o que você pode fazer para reverter os efeitos negativos de trabalhar sentado sem alterar totalmente o seu estilo de vida. Felizmente, você só precisa fazer duas coisas para reverter os efeitos de ficar sentado o dia todo:

  • Lembre-se de levantar e se mexer uma vez por hora;
  • Pratique exercícios físicos por, pelo menos, 30 minutos ao dia.

Faça pausas

Um estudo australiano sugere que fazer uma pausa a cada hora que permanece sentado pode aliviar a maioria dos sintomas descritos acima. Se você não tem 30 minutos para fazer uma pausa no meio do dia, separe-os em turnos de 5 minutos e programe o despertador do celular a cada hora para esticar as pernas e o corpo.

Isso porque, depois de uma hora sentado, o seu corpo começa a enrijecer os músculos, e isso começa a gerar tensões e dores nas costas e pescoço, além de atrofiá-los pouco a pouco. Com pausas de 5 minutos a cada hora de trabalho para um pequeno alongamento, você supera essa tensão e reduz também os seus níveis de estresse ao longo do dia.

Meça a quantidade de passos que você dá

Apenas malhar não vai ajudar a combater os efeitos negativos de trabalhar sentado. Como mencionado, a partir do momento em que se senta, o seu corpo já entra em uma espécie de modo “stand by”, por isso as pausas são necessárias. Ainda assim, fazer apenas as pausas não é o suficiente, já que você precisa continuar forte para subir escadas.

Instale um podômetro no seu smartphone, faça uma caminhada de 30 minutos e veja quantos passos deu. Isso vai depender da sua velocidade e do tamanho do seu passo, mas vai girar me torno dos 4.000. Depois, ligue de novo o medidor de passos em um dia no qual você não vai praticar atividades físicas, deixe-o no bolso e veja quantos passos deu no fim do dia. Geralmente, você vai dar por volta de 2000 passos, o que equivale a 15 minutos de caminhada. E, claro, isso não é o suficiente.

Comece a se mexer

Se você não costuma praticar exercícios físicos, deve ter percebido que a média de passos foi abaixo da média necessária, não? Aqui vão algumas dicas para aumentar a quantidade de exercícios ao longo do dia sem precisar mudar o seu estilo de vida:

  • Prefira andar até a mesa do seu colega ao invés de enviar e-mails
  • Quando for até a copa ou ao banheiro, prefira o caminho mais longo
  • Ao invés de ir até o ponto de ônibus mais perto de casa e do trabalho, ande até o próximo
  • Se vai de carro ao trabalho, pare um pouco mais longe do que o habitual

Estabeleça um alarme por hora para fazer uma pausa

Para não se esquecer e manter o plano à risca, evitando todas as doenças mencionadas e a tensão muscular, coloque um alarme no seu celular a cada hora e tire uma pausa de cinco minutos – mas não se esqueça de ficar em pé todo esse tempo. Você também pode fazer os seguintes exercícios – e não dê ouvidos a quem te chama de maluco no trabalho, você só está aumentando o seu tempo de vida:

  • Fique em pé
  • Caminhe parado por cerca de 20 segundos
  • Tente alcançar os seus dedos dos pés por, aproximadamente, 20 segundos
  • Organize a sua mesa de trabalho em pé

Resumindo...

Não é por trabalhar sentado que você precisará usufruir de toda a má qualidade de vida que isso te dá, além dos problemas de saúde a curto e longo prazos. O que você deve fazer é levantar-se uma vez por hora e se mexer para aliviar as tensões musculares e tirar o seu corpo do modo stand by. Praticar exercícios físicos durante meia hora por dia também é necessário, e para isso não é preciso ir até a academia.

Encontre a conta corrente ideal para você. Saiba mais.
 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar