Trabalhar por conta própria ou ser empregado? Veja qual opção é melhor pra você

Cada perfil com suas vantagens e desvantagens, porém, com opiniões muito particulares: o que é melhor pra você? Trabalhar por conta própria ou ser empregado?

Trabalhar por conta própria ou ser empregado? Veja qual opção é melhor pra você
Conheça as vantagens e desvantagens de cada perfil profissional

O que você prefere? Ter estabilidade ou liberdade? Traçar suas próprias metas ou realizar tarefas designadas a você? Estas são apenas algumas perguntas que deve fazer a si mesmo quando questionar-se sobre trabalhar por conta própria ou ser empregado. Cada perfil com suas próprias vantagens e desvantagens, porém, com opiniões muito particulares a cada personalidade. Faça o teste a seguir e avalie qual o seu perfil.

Faça o teste e descubra: vale a pena trabalhar por conta própria ou ser empregado?

Ninguém nasce empreendedor ou empregado, no entanto, algumas pessoas possuem o perfil mais direcionado para uma ou outra finalidade, com mais facilidades ou propensões. Qual é a melhor opção pra você? 

Você é uma pessoa disciplinada e motivada?

Se a sua resposta é sim, ponto para o seu perfil empreendedor. Afinal, disciplina e gestão são as chaves para um negócio bem sucedido. Para tornar-se seu próprio chefe, estas características devem ser elevadas a um patamar ainda mais rígido, pois tratam-se de seu próprio sustento. Sendo assim, a motivação irá te levar a inovações e a disciplina, a concretização do que deseja fazer, exatamente como planejado.

Já se a resposta for não, você começa o teste com um perfil onde a melhor opção é ser funcionário. Sendo assim, suas únicas obrigações serão realizar as tarefas designadas pelos seus superiores, os quais supervisionam a qualidade e o prazo de cumprimento.

Sabe lidar com a administração do seu dinheiro?

Uma vez que você administre com facilidade suas próprias finanças e pense em empreender, esta pode ser uma opção de sucesso. Afinal, seja como um freelancer em tempo integral ou abrindo sua própria empresa, muitas vezes haverá a necessidade de um investimento inicial em computadores, locações ou mesmo funcionários e, uma vez que seu negócio estiver funcionando, haverá despesas e a necessidade de gerir seus rendimentos (incluindo seus próprios descontos para aposentadoria, impostos, seguros, planos de saúde, férias, entre outros).

No entanto, se você possui certa dificuldade para manter as contas em dia, ou não está muito preocupado com as finanças, ser empregado irá te garantir mais tranquilidade. Assim, quem assumirá todos os riscos financeiros para um negócio rentável e de sucesso será o dono da empresa e o funcionário não sofrerá com as oscilações de renda que um cargo de chefia pode acarretar.

Dá tempo de ficar rico em 2016: veja quais são as possibilidades

Possui uma boa capacidade em estabelecer e cumprir prazos?

Se você é bom no que faz e é um bom gerente de suas próprias capacidades, pode se dar muito bem investindo na carreira de empresário. Pois para tal, é necessário ter senso crítico e rigidez ao respeitar prazos, padrões, fiscalizar seu próprio trabalho e também realizar planejamentos e a comercialização de seu negócio. Sua agenda está sempre organizada e com todos os horários alinhados? Mais um ponto para seu espírito empreendedor.

Porém, ser responsável e competente não significa que deve sair imediatamente da empresa em que está e abrir seu próprio negócio.

DESCUBRA A CONTA BANCÁRIA SOB MEDIDA PARA O SEU NEGÓCIOsaiba mais

A questão que diferencia o empresário do funcionário neste quesito é a capacidade de gerir muitas tarefas ao mesmo tempo, trabalhar sob a pressão de sua própria exigência e, claro, querer empreender. Muitos funcionários que apreciam a estabilidade preferem continuar onde estão e desempenham suas tarefas com maestria.

Você conhece o seu valor?

Uma das maiores diferenças entre o trabalhador por conta própria e o empregado: quanto vale o seu serviço? Como um empreendedor, é você quem determina. Já como funcionário, é o seu empregador quem diz o quanto vale o seu serviço. No entanto, cabe a você aceitar ou não.

Ainda que trabalhar por conta própria pareça mais vantajoso, por ter a liberdade de estabelecer o seu próprio valor, há a questão da motivação que vemos muito nos ambientes subordinados, como prêmios, aumentos salariais, reconhecimentos, entre outros benefícios que deixam a dúvida: como empresário, qual será a sua capacidade de gerir sua própria motivação e criar um ambiente que reconheça o seu sucesso?

Vê problemas com a falta de estabilidade e de horários?

Os empresários são responsáveis por criar o seu próprio salário e este, muitas vezes não será regular. Você está pronto pra isso? A mesma pergunta se aplica em questão aos horários: você está disposto a abrir mão de boa parte da sua vida pessoal para dedicar-se ao trabalho? Se a resposta for sim, basta aliar este fator com os tópicos anteriores, o amor pela sua profissão e empreender. 

Conclusão

Seja de si mesmo ou de demais pessoas, um bom patrão quase sempre foi um bom funcionário. No entanto, mesmo que você possua o perfil empreendedor, não quer dizer que deva desistir de sua carreira para abrir o próprio negócio.

Já alguém que trabalha por conta própria e conquista o sucesso no que faz não decide simplesmente empreender, mas deve ter experiência profissional, perfil empreendedor e estar disposto a enfrentar todas as dificuldades que a decisão acarretará.

Portanto, analise suas respostas no teste e avalie, de acordo com seus critérios e com as pessoas que o cercam no ambiente de trabalho se a melhor opção pra você é trabalhar por conta própria ou ser empregado.

5 ideias para trabalhar por conta própria e ganhar dinheiro

Motivos pelos quais você NÃO deve empreender

Ainda que você possua um excelente perfil empreendedor, alguns pontos negativos como impulsos ou imagens deturpadas do empreendedorismo servem como alerta vermelho na hora de decidor se vale a pena trabalhar por conta própria ou ser empregado.

Ganância

Ao observar empresários milionários e extremamente bem sucedidos, a vontade em se igualar a eles é imensa. No entanto, muitos deles chegaram ao sucesso com anos de suor e dedicação.

A busca por empreender pode ter o caráter financeiro muito acima do amor pelo que faz, deste modo, viver na ganância pode tornar insuportável e infrutífero o aguardar pelos resultados, acarretando ainda no desgaste desta paixão pela profissão.

Insatisfação

Mesmo nas melhores empresas do mundo, inevitavelmente um dia ou outro algum funcionário vai sair de lá com a vontade de jogar tudo para o alto e começar a trabalhar por conta própria.

Demissões injustas, competição no ambiente de trabalho, inveja, entre outras situações desgastantes também são causadoras deste pensamento. No entanto, isso não significa que empreender fará com que todos os seus problemas desapareçam; só serão substituídos por novas preocupações.

Vingança

História bastante comum tanto nos filmes quanto na vida real: um funcionário humilhado ou menosprezado em seu cargo sai da empresa e abre seu próprio negócio como concorrente do ex-chefe. Se a vingança for sua única motivação para empreender, pise no freio e esfrie a cabeça antes de tomar qualquer atitude. 

Faça o que ama, saiba do que você é capaz e tenha a certeza que, ao olhar para trás, todo o esforço valeu a pena.

 Encontre a melhor solução de conta bancária para o seu negócio. Veja aqui! 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar