Vale mais a pena trabalhar no interior ou na capital?

Nos últimos anos, muito se tem ouvido falar nas pessoas que deixaram as grandes cidades para trabalhar no interior. Será que a mudança compensa?

Vale mais a pena trabalhar no interior ou na capital?
Aumento de oportunidades para trabalhar no interior deixam candidatos em dúvida

Cansado de ter que passar horas no trânsito para chegar à empresa? Já se imaginou várias vezes mudando de vida e indo trabalhar no interior? Essa é uma tendência dos últimos anos. Contrariamente ao êxodo rural de décadas atrás, as pessoas estão abandonando as capitais e buscando a tranquilidade dos postos de trabalho em cidades menores. Os motivos são os mais diversos, mas a melhoria da qualidade de vida é uma das razões mais citadas.

Muitas vagas no interior são realmente aliciantes. Além das benesses de um ambiente menos corrido e caótico, surgem oportunidades com bons salários e adicionais. Mas será que vale à pena sair dos centros urbanos para trabalhar no interior? Antes de planejar a mudança para já, o melhor é colocar na balança os prós e contras de viver em uma cidade pequena.

 

Vantagens e desvantagens

Quem escolhe trabalhar no interior geralmente encontra uma competitividade muito menor, uma vez que a maioria das pessoas prefere as capitais. Muitas vezes faltam profissionais e sobram vagas dependendo do setor. Nas metrópoles, a situação é inversa, quem está no mercado de trabalho sabe: é preciso ter todas as qualificações e mais algumas, além de enfrentar um sem fim de candidatos até conseguir a vaga.

Leia mais: Como fazer uma entrevista por Skype e se dar bem

Concorrência menor

Com uma concorrência menor, trabalhar no interior pode significar ganhar mais destaque na carreira. Ao demonstrar que tem qualidade, potencial e sem grande disputa direta com outros, você torna-se mais suscetível a virar uma referência. Há quem diga que é mais difícil ter plano de carreira em uma cidade pequena, mas isso vem mudando. Grandes empresas estão migrando para regiões menores e levam consigo a ideia de valorização e crescimento do profissional. A tal “mentalidade interiorana” já está se tornando coisa do passado.

Salários

Outro ponto a referir também são as remunerações. Antes, os salários em cidades pequenas eram menores do que nas capitais e acompanhavam o custo de vida mais baixo. Agora já é possível encontrar posições com pagamentos até bem maiores que nas metrópoles. Nessas, mesmo que se ganhe um pouco mais, paga-se mais também por moradia, deslocamentos e outras despesas. Além disso, muitas empresas oferecem benefícios para quem decide mudar de cidade, como auxílio habitação, o que acaba por ser financeiramente mais vantajoso.

Veja quais são as palavras-chave que não podem faltar no seu CV.

Quantidade de oportunidades

Por outro lado, as capitais são sempre capitais e têm motivos para atrair e concentrar tanta gente. A oferta de serviços, seja em que setor for, é sempre maior. Isso significa que o mercado de trabalho acaba por ser mais variado. Existem mais áreas para se dedicar e explorar, apesar de algumas delas estarem sobrecarregadas. Até para formação profissional e desenvolvimento pessoal as opções e oportunidades são maiores do que em uma cidade pequena.

Acessibilidade

Ao decidir trabalhar no interior e conviver com um número de habitantes bem limitado, você também estará encurtando a sua rede de contatos. Tudo bem que as redes sociais e emails comprem muito bem essa função de manter o networking, mas nada como um encontro presencial. Até porque, a depender da cidade em que escolher morar, pode ter limitações tecnológicas, como um sinal de internet que deixa a desejar.

Leia mais: como criar um portfólio online.
 

Não é para qualquer um

Por mais tentador que possa parecer levar uma vida mais afastada de tanta poluição, com mais segurança e menos stress, é preciso ter consciência que a mudança de cidade pode ser demasiado impactante. As condições podem ser excelentes, mas há quem não consiga adaptar-se ao ritmo mais lento que implica trabalhar no interior. Por esse motivo, o número de desistências depois de um tempo é grande.

  • Quem pretende trabalhar no interior deve avaliar as suas metas e o seu momento atual de vida. É hora de desacelerar? Definir se vale à pena ou não depende do perfil de cada um e do que essa pessoa procura. Não adianta querer mudar-se apenas para fugir do trânsito, mas sem conseguir abdicar da vida social intensa. 
Veja também: a lista de empresas que oferecem os melhores benefícios.

É importante considerar as vantagens e desvantagens de forma pessoal. Lembre-se que o vale para os outros podem não servir para você. Uma boa avaliação prévia pode evitar frustrações no futuro.

  

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar