Trabalhar na Angola: tudo que você precisa saber

Com o fim da guerra civil, muitos imigrantes decidiram trabalhar na Angola atrás de oportunidades e empreendedorismo. Saiba o que é necessário para imigrar.

Trabalhar na Angola: tudo que você precisa saber
Conheça os salários, custo de moradias e oportunidades no país.

Após um longo período marcado pela guerra civil, em 2002 a Angola conheceu a paz e passou a reconstruir um país em ruínas. Reerguida e sob os olhos do mundo, tornou-se uma nação promissora para quem buscava por oportunidades de emprego e empreendedorismo, atraindo imigrantes e mão de obra para trabalhar na Angola.

Como é trabalhar na Angola?

Atualmente, devido à proximidade do idioma, portugueses e brasileiros migram todos os dias para Angola, vislumbrando no país uma oportunidade de fugir da crise financeira enfrentada por ambos.

Se tratando de um país em recente processo de ascensão, muitos imigrantes veem em Angola a oportunidade de empreender e se estabelecer na localidade, pois devido a reconstrução faltam serviços, estabelecimentos, indústrias, novas ideias e detalhes facilmente percebidos por quem chega de um país mais desenvolvido.

Ganhe um tablet para aprender inglês oferta limitada

O que é preciso para ir trabalhar na Angola?

Ainda que sejam receptivos aos imigrantes que lá chegam, trabalhar na Angola demanda uma política de imigração bastante rigorosa. Nas questões trabalhistas, para atuar legalmente em uma empresa ou como empreendedor no país, pode-se aplicar para três modalidades: os vistos ordinários, com validade de 30 dias e renováveis por até duas vezes; os vistos de trabalho, válidos por um ano e também renováveis; ou através de contratos de trabalho, onde poderá fazer uso do documento para aplicar ao visto de trabalho.

Com oportunidades direcionadas desde trabalhos informais até profissionais altamente qualificados, existe espaço para Engenheiros, Contadores, Administradores, Professores, Gerentes e, principalmente, profissionais ligados à Construção Civil. As vagas podem ser consultadas diariamente através do site oficial do governo, o Portal do Emprego e também outras plataformas, como o Sapo Emprego, Trabalho em Angola e o Net-Empregos.

Referente as remunerações, os salários mínimos são divididos em três grupos, onde os números vão de Kz 15 mil a Kz 22 mil, algo em torno de R$ 300 e R$ 400. Porém, cargos mais altos como do setor da saúde podem render até R$ 33 mil. Ganhar dinheiro no país é um fator muito relativo e dependerá exclusivamente do cargo, empresa e formação.

A vida na Angola

Mesmo que o país se mostre uma oportunidade ainda não descoberta pelo empreendedorismo massivo, é importante destacar algumas questões fundamentais que a vida na Angola demanda.

Ao chegar no país, muitos brasileiros afirmam que a vida deve ser direcionada apenas a trabalhar na Angola. É fato que o país oferece oportunidades de emprego e proporciona uma compatibilidade cultural e climática muito próximas às nossas, mas deficiências no abastecimento de recursos básicos, alto custo de vida, falta de lazer e problemas sociais atuantes em decorrência da guerra ainda são uma constante.

Sobre a moradia, prepare-se para custos elevadíssimos também no aluguel da sua casa ou apartamento, onde um imóvel de dois quartos em bom estado dificilmente será encontrado por menos de R$ 2 mil.

Ganhe um tablet para aprender inglês onde quiser.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar