Temer: “Crescimento do Brasil está sendo reconstruído”

Presidente está seguro de que fará economia voltar a crescer

Temer: “Crescimento do Brasil está sendo reconstruído”
Interesse em atrair investimento externo e iniciativa privada foram pauta de encontro

Nesta segunda-feira, 5, Michel Temer participou da reunião do BRICS (grupo que reúne Brasil, África do Sul, Índia, China e Rússia). Na ocasião, Temer afirmou que “o caminho do crescimento está sendo reconstruído” no Brasil. Ele reforçou, ainda, o interesse do Brasil em atrair investimentos externos em projetos de infraestrutura, como portos, ferrovias e aeroportos, além da maior participação da iniciativa privada.

Atualmente, o Brasil apresenta o pior desempenho econômico entre os cinco grandes emergentes do grupo. Mas Temer está confiante: "Estamos seguros de que, em breve, a nossa economia voltará a crescer, em benefício dos brasileiros e da economia global".

Segundo ele, as mudanças realizadas desde que se tornou presidente interino já surtiram efeitos sobre a economia brasileira: “Com as medidas tomadas nos últimos meses, já há sinais de retomada da economia brasileira. Estamos seguros de que, em breve, a nossa economia voltará a crescer, em benefício dos brasileiros e da economia global”.

Além disso, Temer ainda reafirmou o compromisso com o ajuste fiscal e informou que o governo brasileiro irá instituir um teto constitucional ao crescimento do gasto público. O presidente se mostrou bastante positivo em relação à economia.

"No Brasil, o caminho do crescimento está sendo reconstruído. Estamos promovendo um ajuste fiscal amplo e sustentável. Juntamente com o Congresso Nacional, instituiremos um teto constitucional para o crescimento das despesas governamentais", disse Temer. "O crescimento real zero do gasto público levará à redução da dívida do Estado brasileiro".

Reunião do G-20

Em seu discurso de abertura do encontro do G-20, na China, Temer afirmou que o Brasil tem ferramentas para enfrentar eventual mudança na liquidez global. "As reservas internacionais do Brasil permanecem elevadas, em patamar próximo de US$ 372 bilhões. Isso, conjuntamente com um sistema de câmbio flutuante, proporciona margem de manobra suficiente para o Brasil enfrentar cenários adversos de redução da liquidez internacional", disse Temer. Esta foi sua primeira viagem como presidente.

Foto: Reprodução Facebook/Beto Barata

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar