Teletrabalho, o tal home office, vale mesmo a pena?

Teletrabalho ou home office: saiba como funciona e que empresas já utilizam esse formato.

Teletrabalho, o tal home office, vale mesmo a pena?
Veja as verdades sobre o teletrabalho e conheça empresas que já utilizam

Teletrabalho e home office significam a mesma coisa. Com a crise, cada vez mais as empresas procuram soluções econômicas para manter os funcionários, e uma delas é o teletrabalho. Por quê? Economiza-se o custo de deslocamento, manutenção na empresa, energia elétrica e às vezes até aumenta a produtividade do funcionário. Mas, afinal, quais são os prós e contras dessa forma de trabalhar?

Trabalhar em casa: veja os direitos e deveres de quem é home office

Teletrabalho vale a pena?

Selecionamos alguns pontos principais do teletrabalho, uns bons e outros nem tanto assim. A intenção é desmitificar o home office e mostrar às pessoas que pode não ser só um mar de rosas. Como tudo na vida, tem o lado positivo e o negativo. Conheça-os.

1. So-zi-nho

Ok, ficar em casa é bom no primeiro mês e talvez um pouco no segundo. Depois, já dá vontade de ir trabalhar em um café, fora de casa. E depois damos em malucos quando percebemos que passamos o dia sozinhos, sem conversar com ninguém. Quando o trabalho não rende o suficiente para pagar um lugar num espaço de coworking, é hora de ponderar ir à empresa todos os dias ou pelo menos algumas vezes por semana. Especialmente se o trabalho é a sua única obrigação diária e a única forma de conviver com pessoas além das que moram com você.

2. Quem não é visto não é lembrado

Provavelmente você já ouviu essa frase, e não é mentira. Por mais permissivas que as empresas sejam em suas políticas, é o chefe e os funcionários que vão ditar o clima organizacional. Por exemplo, se uma empresa permite o home office sempre que o funcionário quiser, mas ninguém o faz porque é mal visto, não adiantará nada permitir o home office nas políticas globais. As pessoas querem ir até lá diariamente porque querem ser lembradas. Quanto mais competitivos os funcionários, menos essa política vai funcionar efetivamente e mais olhadas feias da equipe e do chefe vai receber o funcionário que fez teletrabalho.

3. Pijama e pantufa mode ON?

E aí você conta que trabalha em home office e os amigos dizem que você passa o dia de pantufa, com a TV ligada e os pés em cima da mesa. Não é assim, né? Trabalhar em casa requer profissionalismo e isso começa no momento de se vestir para trabalhar. Não precisa colocar terno e gravata pra trabalhar em casa, mas usar pijama já é demais.

4. Adiantar trabalho

Mas não é de todo ruim trabalhar em casa. Do contrário, não seria uma posição cobiçada como é. O teletrabalho é muito bom para quem sabe mandar em si mesmo e ter disciplina. Dá para adiantar o trabalho do dia seguinte e ter uma folguinha ou acumular um pouquinho para o fim de semana. Dependendo do regime de trabalho, dá para ir ao banco e aos compromissos durante as horas úteis e trabalhar no horário que quiser. Em alguns casos, adiantar trabalho pode ser um pesadelo, pois a demanda vai continuar e cobrar cada vez prazos menores, de acordo com a agilidade do profissional.

5. Mais responsabilidade

O teletrabalho não significa que você terá mais sossego. Pelo contrário, a distância muitas vezes aumenta a demanda por trabalho e muito mais exigência no cumprimento de prazos. Se, por um lado, a empresa permite o trabalho fora do escritório, por outro também espera que o funcionário seja responsável o suficiente para cumprir prazos, mesmo que sejam curtos. Não raro, os próprios fazem horas-extra em casa.

6. Disciplina

Definir uma rotina em casa pode ser mais difícil do que se imagina. Estar dentro da zona de conforto e sem um monitoramento constante do que o funcionário faz pode torná-lo mais relaxado. Por isso, é crucial definir uma rotina e cumprir todas as atividades do dia sem parar para ver TV ou se distrair nas redes sociais.

As empresas que já aderiram à moda

As empresas abaixo possuem políticas de teletrabalho. Algumas contratam funcionários que não precisam ir à empresa por 90% do tempo e outras permitem o home office uma ou duas vezes por semana. Mas atenção: existem departamentos que têm que comparecer à empresa diariamente, sem a possibilidade de home office. Veja abaixo quais empresas permitem o teletrabalho uma ou mais vezes na semana:

  • Philips
  • Microsoft
  • Avaya
  • AT&T
  • Bosch
  • HP
  • DuPont
  • Ericsson
  • P&G
  • Nextel
  • Natura
  • IBM
  • Gol
  • DELL
  • Volvo
  • Merck
  • Shell


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar