Dividir as tarefas domésticas melhora a vida do casal

Entre os relacionamentos atuais, quem tem a cabeça no passado, fica pra trás. Veja como a divisão das tarefas domésticas contribui para a vida sexual do casal.

Dividir as tarefas domésticas melhora a vida do casal
Os novos relacionamentos igualitários também são mais ativos sexualmente.

Foi-se o tempo onde a mulher era a responsável por todas as tarefas domésticas, inclusive pela total criação dos filhos. O papel submisso e “do lar” foi substituído por um cenário onde a liberdade e o empoderamento andam lado a lado com relacionamentos de parceria e divisão de tarefas.

O resultado? Todos ganham. Opinam, sustentam a casa, criam os filhos, constroem um lar baseado no diálogo e no consenso, se amam e se respeitam como parceiros em graus mais significativos que os antigos moldes pregados por uma sociedade patriarcal. E para quem ainda insiste no machismo: os casais que vivem em parceria dentro e fora de casa têm, comprovadamente, uma vida sexual muito mais intensa e ativa.

Casais que dividem as tarefas domésticas têm uma melhor vida sexual

Vai continuar caçoando daquele seu amigo que passa as roupas do casal? Vai achar um absurdo que ele também cai na faxina aos sábados de manhã? Pois saiba que, além deste indicativo demonstrar com clareza uma evolução cultural, seu amigo que divide tarefas domésticas possivelmente tem uma vida sexual muito mais ativa com a parceira do que quem vai na contramão desse pensamento.

É o que indica um estudo realizado no ano de 2006 por um grupo de pesquisadores provenientes das universidades estadunidenses de Utah, Indianapolis, Cornell e também a do Estado da Geórgia. Para eles, os casais que trabalham em conjunto são os que fazem mais sexo.

Para chegar ao resultado, foram entrevistados 605 casais heterossexuais, os quais possuíam idades de até 45 anos e tinham ao menos um filho que vivesse com eles. Após a pesquisa, ficou constatado que os casais que dividiam as tarefas domésticas tinham relações sexuais em média 6,78 vezes por mês, já os que preferiam deixar tudo ao encargo das mulheres tinham os números reduzidos a 6,23 vezes.

Também em 2006, a Universidade da Geórgia inseriu um adendo a essa pesquisa conjunta, avaliando os níveis de felicidade dos casais em questão. Nesse levantamento foram considerados 487 casais, com rendas de baixa a moderada, com filhos e mulheres com menos de 45 anos.

Como escolher o vestido de noiva. Preços variam de 350 a 12 mil reais

Os dados, apresentados pela Associação Americana de Sociologia mostrou ao final que entre casais onde a mulher era responsável por 60% ou mais na criação dos filhos tiveram as piores avaliações com relação a satisfação em seus relacionamentos e qualidade da vida sexual.

Dicas para dividir as tarefas domésticas

De acordo com Cary Cooper, professor e especialista em psicologia organizacional e saúda da Escola de Negócios de Manchester, um “novo homem” está surgindo, onde a evolução levou o indivíduo a se sentir feliz em dividir responsabilidades e investir em um relacionamento a dois.

Diante desse perfil de relacionamentos e papeis livres na sociedade, algumas dicas podem auxiliar o casal a dividir as tarefas domésticas de maneira igualitária e saudável. O primeiro passo consiste na avaliação geral da casa; o que precisa ser feito?

Reunidos os afazeres, conversem e dividam justamente o que é preciso fazer. Lembrando que não vale também deixar apenas o mais difícil para que o homem faça; para tarefas mais complicadas ou menos prazerosas, tentem realiza-las juntos.

Caso optem pelo “uma semana de cada um”, busque respeitar a limpeza e o trabalho do parceiro durante esse período. Se algum método de limpeza ou arrumação ficou mal feito ou errado, guarde o senso crítico e o perfeccionismo. Sugira a melhora somente se a tarefa não estiver afetando o seu gosto pessoal e proponha-se a ajudar o parceiro da próxima vez.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar