Tabela INSS 2017: confira os valores

Novo ano, novos números aos contribuintes. Confira quais são os novos valores pagos aos beneficiários da segurança social de acordo com a Tabela INSS 2017.

Tabela INSS 2017: confira os valores
Veja qual é o reajuste de cada beneficiário segundo a Tabela INSS 2017

O benefício dos segurados pela Previdência Social teve reajuste de 7,5% em janeiro de 2017. A informação é da portaria conjunta dos ministérios do Trabalho e Previdência Social e da Fazenda, que informou ainda que estabeleceu novas alíquotas de contribuição para trabalhadores empregados, domésticos e também avulsos. Confira no artigo a Tabela INSS 2017 com as novas alíquotas.

Os novos valores da Tabela INSS 2017

A nova alíquota terá como base os salários pagos em janeiro para os segurados empregados, empregado doméstico e trabalhador avulso, e que serão recolhidas durante o mês de fevereiro:

O reajuste do valor mínimo do benefício foi de R$ 880 para R$ 945,80.

  • Para quem ganha até R$ 1.556,94 – 8%
  • Para quem ganha entre R$ 1.556,95 e R$ 2.594,92 - 9%
  • Para quem ganha entre R$ 2.594,93 e R$ 5.189,82 - 11%

O valor mínimo dos benefícios recebido será de R$945,80 para os seguintes beneficiados: aposentados, detentores de auxílio doença, auxílio reclusão, pensão de morte, astronautas aposentados, vítimas da talidomida, idosos e portadores de deficiência. Já o benefício pago aos seringueiros e seus dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, terá valor de R$ 1.760,00.

O que é INSS? Entenda o benefício e aprenda a calcular

Outros benefícios, outros valores

A Tabela INSS 2017 estabelece que as famílias que são beneficiadas com a cota de salário-família passam a receber o total de R$44,00 para quem recebe salário de até R$ 880,00. O beneficiário que tiver um salário entre R$806,50 e R$ 1.212,64 recebe o valor de R$176,00.

O valor do auxílio-reclusão – ou seja, aquele pagamento recebido pelos cidadãos presos em regime fechado e que comprovem sua condição de segurado pelo INSS – será pago aos dependentes do preso cujo salário-de-contribuição seja igual ou inferior a R$ 1.212,64. O teto do salário-de-contribuição e do salário-de-benefício passa de R$ 4.663,75 para R$ 5.189,82.

A correção dos benefícios baseados no salário mínimo considera a inflação do ano anterior mais a variação do PIB de dois anos antes. Como a economia do país, em 2015, sofreu recessão (recuo de 3,8%), os benefícios vinculados ao piso não deverão ter ganho real em 2017, apenas a reposição inflacionária. Portanto, tanto os que ganham o mínimo quanto os que recebem acima devem ter o mesmo índice de correção no ano que vem — ou seja, só a inflação.

O valor de reajuste dos benefícios de acordo com a Tabela INSS 2017 acontece mensalmente, de acordo com o período em que o beneficiário começou a receber o benefício. A atualização dos valores ainda não foi divulgada oficialmente, mas é possível acessar alguns parâmetros de acordo taxas de 2015, em vigor desde janeiro de 2016.

  • janeiro/2015 - reajuste de 11,28%
  • fevereiro/2015 - reajuste de 9,65%
  • março/2015 - reajuste de 8,40%
  • abril/2015 - reajuste de 6,78%
  • maio/2015 - reajuste de 6,03%
  • junho/2015 - reajuste de 4,99%
  • julho/2015 - reajuste de 4,19%
  • agosto/2015 - reajuste de 3,59%
  • setembro/2015 - reajuste de 3,33%
  • outubro/2015 - reajuste de 2,81%
  • novembro/2015 - reajuste de 2,02%
  • dezembro/2015 - reajuste de 0,90%

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar