SPC Brasil: é possível fazer uma consulta gratuita?

Saiba quais são os procedimentos seguros para consultar se o seu nome ou da sua empresa está sujo no SPC Brasil, e o que fazer para limpá-lo.

SPC Brasil: é possível fazer uma consulta gratuita?
Saiba como consultar o SPC Brasil e quais os procedimentos para limpar o seu nome com segurança.

O sistema SPC Brasil, é uma base de dados com informações das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL), que auxilia na tomada de decisões para concessão de crédito a pessoas físicas e jurídicas da America Latina.

 

 

FIQUE DE OLHO:
Quer limpar o seu nome e reorganizar a sua vida financeira? Saiba se um crédito pessoal pode lhe ajudar, faça já uma simulação.

 

É possível fazer uma consulta gratuita no SPC Brasil?

Antes de mais nada, saiba que não há possibilidades de fazer uma consulta gratuita no SPC Brasil, seja via internet, e-mail ou telefone. Cuidado para não cair em golpes que solicitam os seus dados bancários e de identificação. Se você está com problemas com o SPC, procure se informar para obter soluções seguras.


É possível solicitar a consulta no SPC por meio de sites especializados (conveniados ao SPC Brasil) para que forneçam o mesmo relatório. Porém, é preciso pagar uma taxa, de acordo com a empresa contratada para o serviço. Fique atento e procure utilizar sites que possuam certificados de segurança (https).

 

Se a sua preferência é fazer a consulta ao SPC via Internet, a dica do E-konomista é acessar o site SPC Brasil, fazer o cadastro, comprar créditos (a partir de R$ 9,90) e fazer a sua consulta.

 

Passo a passo para consultar o SPC Brasil

1º passo: os interessados devem procurar uma base conveniada próximo à residência e comparecer a um dos balcões do SPC. Confira quais são os pontos de atendimento.

2º passo: apresente os documentos a serem consultados (CPF para pessoas físicas ou CNPJ para jurídicas). É possível que seja solicitado um documento com foto (Carteira de Identidade, CNH ou Carteira de Trabalho) para confirmação dos dados do solicitado.

Se não houver restrições aparecerá o status “Nada Consta”.

Em caso contrário, aparecerá a relação de dívidas e inadimplências. Em caso de empresas credoras, os valores e a data de origem do registro da dívida. É possível solicitar o número de contrato referente à restrição para que seja possível localizar a empresa, solicitar esclarecimentos e quitar a dívida.

Existe uma outra forma de solicitar a consulta gratuita: através de carta assinada. Neste caso é necessário o pedido de consulta anexado aos documentos citados acima.


 

Meu nome está sujo, e agora?

Ao receber uma notificação de que está com pagamentos em atraso é possível limpar o nome a qualquer momento. Para tal é preciso procurar a empresa credora e proceder ao pagamento do débito. Após o pagamento da dívida, a empresa credora irá acessar o Portal SPC Brasil e dar a baixa do registro através do seu CPF. A negociação da dívida, tal como parcelamento devem ser feitos directamente com a empresa em questão.

 

É verdade que a dívida desaparece em cinco anos?

O registro no sistema permanece por no máximo cinco anos a contar do vencimento do débito. Porém, não significa que a dívida deixou de existir. Após este período o credor não tem como cobrar a dívida judicialmente e o sistema não aceita mais registros de inadimplência deste credor (CPF).


Você sabia?

Ter o nome sujo no SPC Brasil pode te impedir de abrir uma conta corrente no banco, adquirir um cartão de crédito, ser contratado em uma empresa e até mesmo de assumir um cargo público (concurso).

Uma saída para evitar estes problemas e reorganizar a sua situação financeira é solicitar um crédito pessoal. Confira as nossas informações, dicas e faça uma simulação de crédito pessoal.

 

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar