Quanto custa visitar as dez últimas sedes das Olimpíadas

Preenchendo uma série de requisitos e supervisionadas para garantir a perfeição do evento, veja quanto custa visitar as dez últimas cidades-sede das Olimpíadas.

Quanto custa visitar as dez últimas sedes das Olimpíadas
Veja os pontos turísticos e custo de hospedagem nas últimas cidades-sede.

Entre votações e avaliações pelas cidades-sede mais adequadas ao recebimento dos Jogos Olímpicos, é inegável que, desde a retomada das Olimpíadas em 1896 na cidade de Atenas, as escolhas vêm sendo rigorosas e assertivas. Diante das localidades selecionadas nas últimas 10 edições, veja qual é o custo para visitar seus pontos turísticos e hospedar-se com conforto e economia.

Os custos para visitar as dez últimas cidades-sede Olímpicas

Os dados foram coletados de portais como o Quanto Custa Viajar, TripAdvisor e Booking, a fim de reunir informações acerca das cidades, pontos turísticos e custos de hospedagem. Para os países cotados em Euro, foram utilizadas as cotações do dia 12 de Agosto em R$ 3,54; para Dólar, o câmbio é de R$ 3,15. Demais países também tiveram seus custos convertidos de acordo com a moeda local.

1. Rio de Janeiro (2016)

A atual cidade-sede olímpica, conhecida pelas multidões, praias e um estilo de vida inigualável tem, além de suas belezas naturais, imensos pontos turísticos e escapadas para entretenimento. Entre elas, chegar ao Pão de Açúcar de bondinho tem custo de R$ 62; o museu de Arte Moderna cobra o ingresso de R$ 6; já o acesso ao Corcovado em passeio de trem custa R$ 62.

Sobre a hospedagem, o Rio de Janeiro oferece acomodações cinco estrelas durante um período de 5 noites por custos entre R$ 2 mil e R$ 3mil. Já os albergues oferecem a hospedagem sob um total entre R$ 300 e R$ 400.

2. Londres (2012)

Sempre de braços abertos, a terra da Rainha possui imensas possibilidades em passeios culturais e entretenimento, os quais merecem a maior atenção ao visitar o país. Entre as possibilidades, a London Eye possui custo de R$ 80; a imponente Torre de Londres está aberta à visitação por R$ 105; já a Tower Bridge tem custo de R$ 33. Outros locais como a Abadia de Westminster, o Parlamento e o Palácio de Buckingham também permitem visitantes por custos entre R$ 80 e R$ 120.

Quanto à hospedagem, acomodações entre quatro e cinco estrelas por um período de cinco noites podem ser facilmente encontradas por valores entre R$ 4 mil e R$ 6 mil. Albergues e hotéis de maior simplicidade podem ser encontrados por valores entre R$ 500 e R$ 700.

3. Pequim (2008)

Capital chinesa por mais de 800 anos e localizada ao norte do país, alia o passado imperial com toda sua ascensão econômica atual. Entre as maiores vantagens de se visitar Pequim, o custo acessível das atrações, alimentação e hospedagem se destacam. A exemplo, o passeio pela Cidade Proibida está em aproximados R$ 30; já a icônica Muralha da China têm ingresso de R$ 18 pelo percurso. Outros pontos turísticos obrigatórios como o Parque Beihai, o Templo do Céu e o Palácio de Verão custam entre R$ 3 e R$ 15.

Para conseguir tempo de visitar e aproveitar a cidade um pouco por dia, em uma estadia de 5 noites em acomodações de luxo, os custos ficam em torno de R$ 2 mil. Para hostels três estrelas e hotéis que também oferecem um certo nível de conforto, o período tem valor total entre R$ 300 e R$ 500.

4. Atenas (2004)

Capital grega, Atenas é conhecida não somente como o berço da humanidade, mas como o coração pulsante dos Jogos Olímpicos. Entre os melhores programas que a cidade pode proporcionar, além da emocionante bagagem mitológica que a envolve, Atenas permite a seus visitantes adquirir um ticket turismo por R$ 42,50 onde estão inclusas visitas a Acrópole, Ágora Antiga, Museu Karameikos, Livraria de Hadrian, Templo de Zeus Antigo e Parthenon. Além destas, por R$ 18, há ainda o acesso ao estádio Panathinaiko.

Nos meses finais da alta temporada, o período de cinco dias em um hotel luxuoso de cinco estrelas tem um custo aproximado entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, enquanto o mesmo período em albergues e hotéis tem custo entre R$ 400 e R$ 700.

5. Sydney (2000)

Agitação, belezas naturais e muita badalação fazem de Sydney um destino ideal para quem procura pelas férias dos sonhos. Entre suas atrações, a Ópera de Sydney, um de seus maiores cartões postais, têm custo de R$ 90 para visitação. Há ainda atrações como o Zoológico de Taronga por R$ 113; o Museu Nacional Marítimo, por R$ 74; o incrível museu da Madame Tussauds, por cerca de R$ 100; e muitas outras por valores diversos.

Na cidade, para passar cinco dias sob uma hospedagem cinco estrelas o custo aproximado está em pouco mais de R$ 7 mil. Já as opções confortáveis, mas simples em hostels podem ser encontradas pelo custo entre R$ 600 e R$ 800.

6. Atlanta (1996)

Com imensas opções de conhecimento e entretenimento, Atlanta é o principal centro econômico, cultural e político do estado da Geórgia. No local estão inseridos o Museu da Coca-Cola (ingressos a R$ 50,28), a central da rede de TV CNN, o Teatro Fox, o Aquário Geórgia (entrada sob pagamento de R$ 112) e outras atrações como o Zoológico de Atlanta e o Jardim Botânico.

No luxo de um cinco estrelas, para estadia de 5 noites será necessário desembolsar cerca de R$ 4 mil. Se preza por mais simplicidade, entretanto, custos entre R$ 600 e R$ 800 garantem o conforto e economia.

7. Barcelona (1994)

Rica em museus e galerias, assim como uma badalada vida noturna e gastronomia farta e incomparável, Barcelona pede por muitos dias em seu solo para conhecer todas as atrações e pontos turísticos. Entre as opções, a visita à Sagrada Família terá custos de R$ 101; para o Park Guell, R$ 24; conhecer a Casa Batlló (maiores de 18 anos) o ingresso é de R$ 79,65; e outras opções também devem entrar na lista, como o Aquário de Barcelona (R$ 70,80), a Fundação Miró, o Museu de Picasso, entre muitas outras.

Para hospedagem, cinco dias em Barcelona sob muito luxo pode demandar custos equivalentes, onde a hospedagem total não deve ser inferior a R$ 4 mil. Porém, se precisa apenas de conforto e um cantinho para deixar seus pertences, R$ 600 por todo o período serão suficientes.

8. Seul (1988)

Como capital da Coreia do Sul, Seul é capaz de contrastar o novo e o velho em um único lugar, onde palácios e centros budistas dividem espaço com construções extremamente futuristas e muita tecnologia.

Entre os pontos turísticos, Seul pede pela visita em sua Torre Namsan e o Museu Leeum, por R$ 29. Também é possível conhecer o Palácio Real de Seul por R$ 8,70 e percorrer cerca de cinco outros palácios pelo pacote de R$ 29. Fica a dica para visitação ainda para o Museu do Gelo e o Aquário Lotte.

Na capital, hospedar-se com luxo durante cinco dias terá um custo aproximado total de R$ 3.500, mas se preferir o simples conforto, garanta excelentes acomodações por valores entre R$ 200 e R$ 400.

9. Los Angeles (1984)

Conhecida como uma fábrica de celebridades e um os palcos dos acontecimentos mais importantes do mundo, Los Angeles também esteve entre as sedes das Olimpíadas. Entre seus pontos turísticos, não poderíamos deixar de citar a Disneyland, custando cerca de R$ 311 por dia de visitação. Os estúdios da Warner Bros também estão entre as atrações, com custo de R$ 194 e, com isso, também não se pode esquecer da Universal Studios, sob ingresso de R$ 330.

Para conseguir visitar todas as paradas obrigatórias da Cidade dos Anjos, a hospedagem é um ponto importante a se observar. Se procura por luxo, um cinco estrelas durante cinco dias não sairá por menos de R$ 6.500 ao final da alta temporada; já os albergues permitem a estadia mais acessível, custando cerca de R$ 1.000 o período total da viagem.

10. Moscou (1980)

Em um local onde a arquitetura é seu maior diferencial, enchendo os olhos de turistas por todo o mundo, Moscou é a capital russa e estampa em suas belas construções e marcas do comunismo os mais de 860 anos de história.

Entre suas maiores atrações turísticas estão a Catedral de São Basílico, onde o ingresso tem custo de R$ 17,08; Kremlin, a câmara de armas, a R$ 34,16; o Museu Histórico da Rússica, sob entrada de R$ 17,08; e demais atrações como o Museu de Belas Artes, da Grande Guerra e dos Cosmonautas, onde os custos ficam entre R$ 12 e R$ 104.

Par hospedagem de cinco dias em um hotel cinco estrelas, o custo fica entre R$ 3 mil e R$ 4 mil na alta temporada, mas também é possível gastar apenas R$ 100 por toda a estadia em hostels.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar