Como se planejar financeiramente para ter um filho

Quer saber como se planejar financeiramente para ter um filho? Conheça algumas dicas de como o casal deve se portar diante dos gastos durante a chegada do bebê.

Como se planejar financeiramente para ter um filho
Veja como se preparar financeiramente para a chegada do primeiro bebê

Ter um filho é um sonho de muitos casais. Mas para viver esse momento é necessária uma preparação, não somente mental como também financeira Se o casal fizer um planejamento financeiro anterior à gravidez poderá aproveitar esse momento mágico sem maiores preocupações com a questão financeira. Saiba como se planejar financeiramente para ter um filho

Como se planejar financeiramente para ter um filho

É recomendado começar a se planejar financeiramente para ter um filho entre 12 e 24 meses antes da criança nascer, com esse prazo, os futuros papais terão tempo para pensar e readequar as finanças. Nesse tempo, o casal deve reduzir os gastos para ter uma reserva mensal de 20% a 30% do orçamento da família para atender aos gastos da chegada da criança.

Também deve ser pensando antes de iniciar a gravidez o período em que a mãe ficará de licença a maternidade. O casal que desejar ter um tempo maior do que a licença estabelecida pela lei, terá que repensar sobre os custos, sem considerar o salário da mãe.

Um outro planejamento que deverá ser feito é relacionado a casa e os móveis para o futuro bebê, que são os armários, o berço, adaptação do ambiente, entre outros. Esse processo também terá uma parcela grande de gastos e você saberá como se planejar financeiramente para ter um filho.

O pré-natal também requer um planejamento financeiro, se isso não for feito por um plano de saúde, o gasto será bem alto, até o momento do parto. Existem alguns planos que solicitam carência que um ano antes do parto, por isso é melhor fechar um bom plano antes de engravidar.

O enxoval, isso é, carrinho de bebê, roupas, mamadeiras, fraldas, leites, entre outros, são itens essenciais para os primeiros anos da criança. O valor gasto com o enxoval depende da vida financeira do casal, mas é preciso colocar tudo na ponta do lápis para não deixar os gastos extrapolarem.

A vida financeira depois do nascimento de uma criança muda completamente, e para sempre. É preciso se preparar para um novo momento de gastos. É fundamental que o casal tenha o hábito de fazer uma poupança de emergência, mesmo antes de planejar os filhos. Assim, caso haja uma gravidez inesperada, a reserva financeira já estará pronta para os futuros gastos e os pais saberão como se planejar financeiramente para ter um filho.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar