Os 10 restaurantes mais caros do Brasil

Os restaurantes mais caros do Brasil estão nessa lista elaborada pelo E-Konomista para quando você quiser comemorar ou fazer algo marcante. Confira!

Os 10 restaurantes mais caros do Brasil
Saiba quais são os restaurantes mais caros do Brasil e seus chefs

O momento econômico pode não ser dos melhores, mas nem por isso você pode deixar de conhecer alguns dos restaurantes mais caros do Brasil. Seja para comemorar uma conquista, para momentos marcantes ou para um jantar romântico, saiba quais são os chefs e algumas das opções oferecidas pelas casas. 

Os 10 restaurantes mais caros do Brasil

Fasano – São Paulo

No piso térreo do Hotel Fasano, em São Paulo, fica o restaurante mais famoso da cidade e um dos restaurantes mais caros do Brasil. A tratoria italiana, sob o comando do chef Luca Gozzani, é referência pelos pratos que harmonizam novidade com tradição.

Uma refeição completa, com entrada, prato principal e sobremesa tem preço médio de R$ 565, fora o valor das bebidas e do vinho, já que a casa conta com uma adega administrada pelo renomado sommelier Manoel Beato. O restaurante recebeu duas estrelas do guia “Michelin Rio de Janeiro e São Paulo 2015” de restaurantes, cuja cotação máxima é três estrelas.

D.O.M. – São Paulo

Considerado o 9º melhor restaurante do mundo e um dos restaurantes mais caros do Brasil, a casa comandada por Alex Atala resgata os sabores mais autênticos da gastronomia brasileira, lançando mão de ingredientes tipicamente locais como açaí, jambu e tucupi. O restaurante fica no Jardins, em São Paulo, e recebeu duas estrelas do guia Michelin de restaurantes.

O menu degustação, com oito pratos e duas sobremesas, custa R$ 527 por pessoa.

Ponta dos Ganchos – Santa Catarina

Eleito pela segunda vez consecutiva o melhor hotel de luxo do Brasil, nesse resort cinco estrelas em Governador Celso Ramos, próximo a Jurerê Internacional, o restaurante fica em frente ao resort, em uma pequena ilha, ideal para quem busca algo romântico e marcante. O menu é assinado pelo chef José Nero e utiliza verduras e legumes cultivados em uma horta 100% orgânica.

As refeições não têm horário pré-definido e podem ser servidas quando o hóspede preferir. O cardápio muda duas vezes por dia e sete vezes por semana e ao invés do tradicional café da manhã o restaurante oferece Menu Degustação no desjejum matinal.

Lasai – Rio de Janeiro

Localizado no Botafogo, o restaurante tem vista para o Cristo Redentor e decoração típica de um casarão, com tijolos e pedras a mostra e madeira de demolição. Comandado pelo chef Rafa Costa e Silva, é conhecido pela gastronomia inventiva e levou uma estrela do guia Michelin.

São dois menus, preparados com ingredientes sazonais e de parceiros selecionados: o Não me conte histórias, com opções e combinações a gosto do cliente a R$ 295, e o Festival, com seleções feitas pelos chefs da casa e cujo valor é R$ 345.

Amado – Bahia

Com vista para a Baía de Todos os Santos e cozinha assinada pelo chef Edinho Engel, os pratos são preparados com ingredientes de alta qualidade e técnicas precisas. O restaurante recebeu uma estrela do Guia Quatro Rodas de 2006 a 2011 e diversos prêmios da revista Veja Salvador pela carta de vinhos, variado, contemporâneo e chef do ano.

Alguns dos pratos mais tradicionais da casa unem a culinária baiana, sertaneja e litorânea, com um toque de modernidade e sofisticação. Um exemplo é o carré de bode selado, por R$ 75, e o badejo grelhado guarnecido de arroz negro por R$ 85, além da porção de camarão empanado em tapioca por R$ 65.

Primrose – Saint Andrews Gramado – Rio Grande do Sul

A equipe da chef Marina Fontes comanda uma cozinha na qual ingredientes frescos e preferencialmente orgânicos são usados para criar receitas personalizadas inspiradas nas preferencias de cada cliente. O restaurante fica dentro do hotel Saint Andrews Gramado, único seis estrelas do país.

O restaurante é tão exclusivo que é formado por apenas cinco mesas e as refeições podem ser ainda mais luxuosas dentro da adega gourmet, onde o cliente degusta alguns dos melhores vinhos do mundo. 

Pagar couvert artístico é obrigatório?

A Bela Sintra – São Paulo

Localizado no Jardim Paulista, o restaurante português apresenta receitas recheadas de fartura e calorias – o que, para quem não está de dieta, é muito tentador. São dois chefs, Ilda Vinagre, de cozinha alentejana, e Valderi Gomes, operacional, além de sommeliers que sugerem vinhos para harmonização com o prato.

O pato ao molho de framboesa sai por R$ 111 e a lagosta ao thermidor, gratinada na própria casca, R$ 236, um dos pratos mais caros de São Paulo. O carré de cardeiro com molho de ameixa custa R$ 104. O restaurante recebeu duas estrelas do guia Folha, elaborado pelo jornal Folha de São Paulo.

La Tambouille – São Paulo e Brasília

O camarão rosa ao molho de champanhe com caviar sai por R$ 184 e carré de cordeiro com polenta em três versões por R$ 115. A casa franco-italiana foi criada por Giancarlo Borlla, falecido em 2014, e hoje é comandada por Tizziano Cappai.

O guia Folha deu à casa duas estrelas. São duas unidades: uma em São Paulo, no Itaim Bibi, e outra em Brasília, no Guará.

Roberta Sudbrack – Rio de Janeiro

No Jardim Botânico, a cozinha é comandada pela chef que dá nome ao restaurante e recebeu uma estrela do guia Michelin. Roberta foi eleita em 2015 a melhor chef da América Latina pela revista Restauran. Em seu currículo consta um intenso trabalho de resgate e valorização de ingredientes brasileiros pouco admirados, como quiabo, jiló e inhame.

São três tipos de menu-degustação: o de três pratos, por R$ 195, o de cinco pratos, por R$ 260, e o de nove pratos, por R$ 330. Caso o cliente queira um vinho para acompanhar saiba que a garrafa mais em conta sai por R$ 130.

Eleven Rio – Rio de Janeiro

Comandado pelo chef Joaquim Koerper e com uma estrela pelo guia Michelin, a filial carioca do restaurante lisboeta mescla o toque do Rio de Janeiro com a alta gastronomia europeia.

A vieira grelhada com cogumelos variados custa R$ 105 e é uma novidade, mas pode-se optar pelo menu-degustação com seis etapas (R$ 250), oito etapas (R$ 350) e doze etapas (R$ 450). Sem duvidas, um dos mais caros restaurantes do Brasil.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar