Refinanciamento de veículos não quitados: o que saber

O refinanciamento de veículos não quitados é opção de empréstimo para usufruir do dinheiro, tanto para quitar dívidas, quanto para adquirir bens e serviços.

Refinanciamento de veículos não quitados: o que saber
Entenda como funciona o refinanciamento de veículos não quitados

A vantagem do refinanciamento de veículos não quitados é poder usufruir do dinheiro para uma viagem, uma reforma ou até mesmo para situações de emergências ou pagamentos de dívidas pendentes.

Trata-se de um tipo de empréstimo consignado em que o veículo, mesmo sem estar quitado, entra como garantia. Ou seja, a instituição financeira de escolha disponibilizará a quantia correspondente ao valor do seu veículo, que estrará como uma hipoteca, por exemplo.

Como funciona o refinanciamento de veículos não quitados?

Como ainda existem parcelas a serem pagas, o novo empréstimo irá quitar o financiamento atual do veículo e o restante do valor será liberado para que possa ser usufruído.

Entenda melhor 

Vale a pena refinanciar um veículo?

A principal vantagem dessa modalidade de crédito é a possibilidade de taxas de juros mais baixos, uma vez que a instituição terá como garantia, o próprio bem, que neste caso é o veículo.

  • O carro continuará em nome do proprietário, porém, alienado ao banco. Ao término do empréstimo será emitido uma carta de quitação, para dar baixa ao procedimento.
teste
o CARRO
QUE VOCÊ
QUER
COMPRAR
agende um
test drive grátis

Quais são os riscos de fazer um refinanciamento de veículos não quitados?

O carro em questão será a garantia da instituição financeira. Portanto, caso haja inadimplência, o bem será tomado e leiloado.

  • Apenas se comprometa a esse tipo de crédito, caso tenha condições de arcar com a dívida. Lembre-se de não comprometer mais que 30% da sua renda.

Qual o valor concedido no refinanciamento?

Isso vai depender do modelo e do ano do veículo. De forma geral, as instituições financeiras não aceitam veículos com mais de dez ano de uso e a avaliação é feita de acordo com os valores vigentes da tabela Fipe. Porém, o crédito liberado é praticamente a metade deste valor.

A taxa de juros do refinanciamento é mais baixa?

Normalmente sim! Enquanto um empréstimo via cartão de crédito pode ter as taxas de juros entre 9% e 12%, as taxas relativas ao financiamento podem ser de aproximadamente 2% ao mês.

Quais os documentos necessários para o refinanciamento de veículos não quitados?

Para refinanciar um veículo não quitado é preciso apresentar:

  • Identificações pessoais como RG e CPF
  • Comprovantes de renda e residência
  • Carteira de Habilitação (CNH)
  • Certificado de Registro do Veículo (CRV)

Confirme sempre com a instituição financeira o que é preciso para realizar a contratação do crédito.

Cuidados ao refinanciar um veículo não quitado

É importante lembrar que, apesar de ter quitado o primeiro financiamento, você ainda terá uma dívida para honrar que tem como garantia o seu veículo:

  • Pesquise e compare as melhores propostas de crédito nesta modalidade;
  • Solicite o documento que descreve todos os valores e taxas a serem pagas: Custo Efetivo Total (CET);
  • Leia, atentamente, os termos do contrato e certifique-se que será possível quitar a dívida;
  • Solicite uma cópia do contrato.

Encontre a melhor solução para comprar o seu carro com as menores parcelas.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar