O que causa queda de cabelo e os tratamentos mais eficientes

Conheça os principais motivos que causam a queda de cabelo e saiba por que a calvície não é exclusiva do sexo masculino.

O que causa queda de cabelo e os tratamentos mais eficientes
A calvície pode acometer homens e mulheres: saiba os tratamentos

GANHE UM INCENTIVO EXTRA PARA ficar mais bonitasaiba como

A queda de cabelo motivada por fatores genéticos (calvície) recebe o nome de alopécia androgenética. Alopécia significa queda de cabelo e androgenética se refere à ação dos hormônios masculinos no processo. Mas a calvície não tem incidência exclusiva em homens, ao contrário do que muitos imaginam, podendo também acometer mulheres de maneira menos intensa e mais discreta. Mesmo assim, a queda de cabelos é um fator que preocupa ambos os gêneros.

Implante capilar: veja como funciona e o preço médio

As principais causas da queda de cabelo

Todos os nossos pelos e cabelos são estruturas cilíndricas compostas por proteínas, especialmente a queratina. Todo o nosso corpo, exceto mucosas, palmas da mão e plantas dos pés, têm folículos pilosos. Alguns podem ser menos perceptíveis, mas os pelinhos estão lá. O nosso couro cabeludo contém cerca de 100 mil folículos pilosos, os buraquinhos por onde nascem os cabelos. Em média, cada fio de cabelo cresce de 1cm a 2cm por mês e perdemos de 75 a 100 fios por dia.

O crescimento do nosso cabelo possui três fases:

  • Anágena: é a fase de crescimento dos cabelos, que pode durar de 2 a 3 anos;
  • Catágena: fase de involução, que dura de 2 a 3 semanas. O cabelo para de crescer e o folículo reduz de tamanho até cair;
  • Telógena: período em que os fios se desprendem do couro cabeludo. Pode durar de 3 a 4 meses.

A calvície é causada por uma fase anágena cada vez mais curta e um constante afinamento do fio de cabelo. Com o tempo, o folículo também reduz o tamanho e não fica preso ao couro cabeludo. Nas mulheres, é muito difícil ocorrer a calvície completa. O que acontece com elas é o afinamento progressivo dos fios, que ocorre principalmente na parte de cima da cabeça, deixando o couro cabeludo mais visível.

FIQUE EM BOA FORMA
Dentro de casa ou no trabalho é preciso estar atento a saúde. Cadastre-se e receba as melhores dicas.

Os tratamentos mais eficazes

O tratamento para calvície pode ser feito com o uso de dois medicamentos, por via oral e com prescrição médica:

Minoxidil: indicado para ambos os sexos

Com aplicação direta no couro cabeludo, o Minoxidil atua aumentando o período da fase anágena e permitindo que os frios cresçam por mais tempo, além de estimular o crescimento dos folículos capilares que tiveram o tamanho reduzido. Os resultados começam a ser percebidos após cerca de 4 meses de uso e o tratamento não deve ser interrompido. Caso contrário, a queda de cabelo volta novamente. Preço de frasco com 50ml de Minoxidil, R$ 119.

Finasterida: indicada apenas para homens

A Finasterida é indicada apenas para homens porque a calvície masculina é motivada pela transformação de testosterona em di-hidrotestosterona (DHT) através de uma enzima chamada 5 alfa-redutase. Nas mulheres, o processo é diferente, e portanto a droga não faria efeito. O que a Finasterida faz é bloquear a atuação dessa enzima no couro cabeludo.

Em forma de cápsulas, recomenda-se a ingestão de um comprimido de 1mg por dia durante, pelo menos, 1 ano para perceber os resultados e o crescimento de novos fios. No entanto, se o uso for suspenso, o paciente perde todos os fios de cabelo que haviam crescido com o tratamento num período de 6 a 9 meses após a suspensão do uso. Preço de caixa contendo 60 comprimidos: R$ 42,70.

Veja o que fazer para o seu cabelo crescer mais rápido

Microimplante capilar

É uma solução para a queda de cabelo irreversível que vai requerer mais investimento e confiança na clínica que escolherá para o tratamento. É preciso ter uma área do corpo do homem apta a doar cabelos para a parte onde os fios serão implantados. Geralmente, escolhe-se a nuca. O desafio do médico é saber qual o sentido de crescimento dos fios e implantá-los de modo a não deixar um resultado artificial ou sem maleabilidade.

O contra desse tratamento é o tempo que demora. Os fios são implantados, um a um, e no máximo 3.000 fios por etapa. Para proceder à etapa seguinte, o paciente deverá esperar, pelo menos 6 meses, até que a área doadora recupere a elasticidade. Outro ponto fraco é o fato de os fios antigos (não implantados) correrem o risco de cair, pelo processo natural, e o tratamento ter de ser feito novamente. Mas a notícia boa é que os fios implantados são muito mais resistentes à queda do que os antigos. Os preços variam entre R$ 3 mil e R$ 8 mil.

Fique em forma e com saúde como você sempre quis. Veja como é fácil..


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar