Quanto você economiza por mês ficando em casa vendo séries

Entenda os custos e as vantagens de quem opta por ficar em casa assistindo séries em um final de semana ante os perfis que preferem as baladas e jantares.

Quanto você economiza por mês ficando em casa vendo séries
Os custos e vantagens de cada lado, seguindo a tendência do entretenimento caseiro

Optar por ficar em casa para aproveitar um fim de semana relaxando não é nenhuma novidade, mas essa tem sido mais que uma opção para simplesmente descansar, tornando-se uma preferência em entretenimento e ainda uma estratégia para economizar.

Em tempos de crise e inflação, sair de casa aos finais de semana está ficando cada vez mais caro. Com isso, o brasileiro tem procurado opções diferentes de lazer e que proporcionem um bom divertimento, desde que estas sejam mais econômicas que os tradicionais jantares, cinemas e baladas; entre as opções mais acessíveis e prazerosas está o bom e velho sofá de casa, munido de bons filmes, séries, roupas confortáveis e petiscos.

Qual a economia?

Atualmente, com a ascensão dos serviços de streaming e a acessibilidade a estas ferramentas de entretenimento está muito mais fácil curtir um fim de semana dentro de casa. Com isso e também as TVs por assinatura e a praticidade das smart TVs, conferir imensos catálogos de filmes e séries no conforto de casa torna a atividade caseira ainda mais recompensante, indo muito além da economia.

Para se ter uma ideia de quanto é possível economizar ficando em casa, podemos fazer um comparativo básico, considerando dois perfis: o indivíduo caseiro e assinante de serviços a cabo ou streaming e o solteiro ou casal que faz da vida noturna sua verdadeira casa. A seguir, calculamos gastos para estes dois tipos de entretenimento

10 dicas de economia doméstica que você vai ficar surpreso em saber

Gastos ficando em casa

Sob um saldo total por mês de R$ 331, o valor leva em conta que o indivíduo consuma pipoca todos os finais de semana. E se ainda não tem um pijama para começar a aventura no sofá da sala, no primeiro mês o valor estimado sobe para R$ 371. Veja os demais gastos avaliados.

Energia elétrica: a principal consumidora neste caso é a TV, a qual é responsável pelo consumo de cerca de 5% a 15% do consumo de energia nas residências brasileiras, lembrando que os consumos são variáveis de acordo com a taxa de energia cobrada pela operadora de cada região e do televisor utilizado. Considerando uma TV LED de 40 polegadas, esta tem um gasto médio de 100 a 130 KWh, que sobre a tarifa média de energia para a região de São Paulo representa um consumo de R$ 4,65 a R$ 6,05 ao mês.

TV a Cabo e Streaming + Internet: os preços neste caso também variam, porém de acordo com a empresa e o pacote contratado; entretanto é possível contratar uma TV a cabo por cerca de R$ 100 ao mês com mais de 150 canais disponíveis.

Já um serviço de streaming que inclua conteúdo HD e Ultra HD, como é o caso do Netflix, custa em média de R$ 22,90 a R$ 30. Neste caso, podemos contar um bom plano de internet fixa, o qual pode ser contratado por valores a partir de R$ 70.

Lembrando que estes serviços já estão normalmente presentes nas casas de muitos brasileiros, podendo ser utilizados por diversos membros da família e a qualquer momento do dia, não somente à noite e finais de semana.

Pijama e Pipoca: um pijama novo em folha e muito confortável para curtir aquela maratona da sua série preferida, pode ser encontrado por R$ 40, já uma boa pipoca, seja convencional, amanteigada ou de sabores exóticos pode ser adquirida por aproximadamente R$ 4 por pacote.

Gastos para sair de casa aos fins de semana

Apresentando um saldo total mensal de R$ 1.665, o valor considerou perfis solteiros que optem por frequentar baladas, já os casais que preferem sair para um bom jantar podem ter custos – individuais – de R$ 1.865. Entenda os cálculos aproximados.

Ingresso de Cinema: novamente os valores variam de acordo com o cinema escolhido, a região e a modalidade de exibição (2D, 3D e Alta definição). Segundo pesquisas recentes, os valores de ingressos podem oscilar até 83% entre as salas de cinema de São Paulo, mas a média para uma sessão simples é em torno de R$ 20 a R$ 30 por pessoa.

Sendo assim, os gastos com ingressos de cinema ficam em R$ 600 mensais no caso de considerarmos que a pessoa vá todos os dias conferir novos títulos, assim como fazem a maior parte dos que ficam em casa e veem séries e filmes diariamente.

Jantar para dois e Baladas: segundo estimativas, um jantar para duas pessoas pedindo uma entrada, um prato principal cada um, uma sobremesa e algumas bebidas (não das mais caras), gastam por volta de R$ 100 a R$ 200.

Já aqueles que estiverem solteiros ou apreciam o ambiente podem também optar por ir a uma balada, por exemplo. Neste caso, o preço da entrada fica em média entre R$ 50 e R$ 200, lembrando que em muitos casos isso não inclui nenhum valor que possa ser usado como consumo no local.

Roupas Novas: para os que gostam de investir em ao menos uma peça de roupa nova para sair ao fim de semana, é possível esperar um gasto médio de R$ 100 para aproveitar um visual inédito sempre que estiver se divertindo fora de casa.

Neste caso, balada mais a roupa nova uma vez por semana totalizam os R$ 600 ao mês, considerando os valores mais em conta para balada. Jantar a dois mais roupas novas também uma vez por semana terão custo mensal de R$ 800, considerando a menor média para o jantar.

Celular, gasolina, arroz: veja quanto custavam vinte anos atrás

Combustível e Estacionamento: sair de casa quase sempre é sinônimo de gastos com transporte até o local desejado, mas novamente esse custo deve variar de acordo com a região e meio de locomoção. São Paulo tem o menor valor médio de gasolina e álcool para o mês de Janeiro, sendo este de R$ 3,495 e R$ 2,543, respectivamente. A média em que um carro popular consome um litro da gasolina é a cada 10 - 15 km em trecho urbano, já um estacionamento no Morumbi, por exemplo, tem preço médio de uma hora por R$ 12,00.

Ao final das contas, os gastos entre combustível mais estacionamento ficam em R$ 465, saindo todos os dias de casa e considerando um trajeto total de 15km para ida e volta ao local escolhido.

* Esta análise é uma brincadeira para os amantes de série e filmes. O E-konomista divulga diversas opções gratuitas de atividades fora de casa e não recomenda que você passe muitas horas assistindo televisão. Sair sozinho, com os amigos, familiares ou um par também pode ser bastante divertido. ;)

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar