ProUni: guia passo a passo

O ProUni possibilita a entrada de alunos de baixa renda no ensino superior privado. Veja como fazer a inscrição e concorrer a bolsas com a nota do Enem em 2017.

ProUni: guia passo a passo
O ProUni possibilita a entrada de alunos de baixa renda no ensino superior.

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que tem por objetivo possibilitar que alunos de baixa renda, vindos do ensino médio público, possam estudar em Faculdades privadas. O programa concede bolsas de estudo parciais ou integrais, dependendo na nota obtida pelo aluno no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Como fazer a inscrição no ProUni

A inscrição para o processo seletivo do ProUni é feita em uma única etapa, é gratuita e deve ser feita exclusivamente pela Internet. Para isso será necessário que o candidato informe o número de inscrição e a senha usados no Enem do ano anterior. Caso não se recorde, o estudante pode consultar a informação na página do Enem. Veja o passo a passo para se inscrever no ProUni e lembre-se que para se inscrever é necessário ter sido aprovado no Exame Nacional do Ensino Médio.

Acesse o portal do SisProUni

Clique no botão “Fazer inscrição”

Preencha o número de inscrição e a senha do Enem do ano anterior e o código de verificação que aparece na imagem do lado direito.

Vai aparecer uma página com os seus dados pessoais já preenchidos. Verifique se toda a informação está correta e depois clique em “Salvar e prosseguir”.

Outra página vai aparecer para que o candidato preencha o seu perfil como estudante. Nessa fase o candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, negro ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas. No fim, basta validar a declaração no fim da página, salvar e prosseguir.

A próxima etapa é responder a um questionário sobre a renda e grupo familiar, sendo que a primeira coisa a preencher é os rendimentos do próprio candidato. Quem só estuda e não possui rendimentos, deve deixar o valor zerado. Depois de preencher o restante da informação sobre os rendimentos familiares, clique em “Salvar e prosseguir”.

Uma janela vai aparecer, pedindo para confirmar que as informações prestadas são verdadeiras. Basta validar a opção da declaração e clicar em “Confirmar”.

O passo seguinte é escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. O candidato pode encontrar o seu curso na busca por município, por instituição ou pelo nome do curso. Depois é só clicar em cima da opção desejada e selecionar as suas informações.

Já na etapa final, vai parecer uma confirmação da escolha da primeira opção de curso e a indicação de que pode prosseguir para escolher a segunda opção.

Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada. Depois de encerrado o prazo de inscrição para o ProUni, o programa irá classificar os estudantes de acordo com as opções e notas obtidas no Enem do ano anterior. Serão realizadas duas chamadas e a cada chamada os candidatos pré-selecionados têm um prazo para comparecer à instituição de ensino escolhida para apresentar os documentos de comprovação das informações preenchidas durante a inscrição.

Bolsas do ProUni 2017. Veja como se inscrever

Quem pode se inscrever

Para concorrer às bolsas de estudo oferecidas pelo programa, os candidatos devem fazer a prova do Enem e obter pelo menos pontos na média das notas e a nota de redação que não seja zero. Além disso, o candidato não pode ter cursado ainda nenhum curso superior.

Quem passa no Enem e ingressa numa instituição privada por meio do ProUni não precisa prestar vestibular. No entanto, as instituições que participam do programa têm permissão para submeter os candidatos pré-selecionados a processo seletivo específico, com isenção de cobrança de taxas.

Podem participar do processo seletivo:

  • Estudantes egressos do ensino médio da rede pública.
  • Estudantes egressos da rede particular, na condição de bolsistas integrais da própria escola.
  • Estudantes com deficiência.
  • Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Inscrições abertas para o segundo semestre

As inscrições para o primeiro semestre de 2017 começaram em 31 de Janeiro e poderão ser realizadas até o dia 03 de Fevereiro, às 23h59 (horário de Brasília). O edital com as regras do exame pode ser conferido aqui.

Resultado e Lista de Espera

O resultado da primeira chamada do processo seletivo será divulgado no dia 06 de Fevereiro, já o da segunda chamada, no dia 20. Os candidatos que não forem aprovados e manifestarem interesse em entrar na lista de espera devem o fazer do dia 7 a 8 de Março.

Tipos de bolsas

As bolsas são concedidas conforme as notas obtidas pelos estudantes no Enem, pois os resultados do exame são utilizados como critério na distribuição das bolsas. Sendo que existem duas possibilidades de bolsas para o candidato selecionado, baseados na situação econômica declarada:

  • Bolsa integral: para estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.
  • Bolsa parcial de 50%: para estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar