Cansado de trabalhar? Veja 7 profissões para se aposentar mais cedo

Quem escolhe uma das profissões para se aposentar mais cedo sequer está pensando nisso, mas é uma realidade. A carreira média de alguns profissionais é de 20 anos.

Cansado de trabalhar? Veja 7 profissões para se aposentar mais cedo
Profissões para se aposentar mais cedo envolvem risco de insalubridade

Imagine retirar-se do mercado de trabalho por volta dos 35 anos, enquanto muitos profissionais ainda estão em ascensão. Parece bom? Para alguns sim, para outros não, mas isso é o que acontece com quem escolhe algumas das profissões para se aposentar mais cedo.

Os motivos estão ligados a condições físicas, contacto ininterrupto com agentes virais, produtos químicos e riscos ergométricos. Na hora de abandonar o front, tudo isso é levado em conta. Os beneficiários do INSS que executam algumas das profissões para se aposentar mais cedo podem pedir a aposentadoria especial.

Faça um empréstimo online em 3 minutos!

Mas afinal, quais são as profissões para se aposentar mais cedo? Confira 7 carreiras em que você pode pendurar as chuteiras bem antes de muita gente.

Profissões para se aposentar mais cedo 

1. Profissionais da área da saúde

Salários de R$ 998 a R$ 9.432.

Médicos, enfermeiros, técnicos em radiogologia são algumas das profissões para se aposentar mais cedo. Todos aqueles que trabalham em hospitais estão sujeitos a saírem antes do mercado de trabalho por conta de exposição constante a vírus e outros agentes contaminantes.

Em média, com 25 anos de carreira pode ser concedida aposentadoria especial. Para o efeito, será considerado o tempo e a frequência de exposição aos perigos.


2. Metalúrgicos

Salário base da categoria: R$ 950

O metalúrgico é responsável pelo tratamento e produção de metais. Está diretamente exposto a químicos e os riscos de um acidente de trabalho são enormes, por isso faz parte do rol das profissões para se aposentar mais cedo.

Esse profissional encontra colocação na mineração, indústrias navais, aeronáuticas, automobilísticas e siderúrgicas.

3. Frentistas

Salário médio: R$ 1.100

O ambiente dos postos de gasolina é dos mais perigosos que se possa imaginar. Risco iminentes de explosões e acidentes graves, gases tóxicos sempre a pairar. Sendo assim, o frentista não tem outro caminho se não estar entre as profissões para se aposentar mais cedo.

Essa é das categorias que mais tem resposta positiva nos processos de aposentadoria especial, dado o reconhecimento dos perigos contantes que corre. A carreira média neste setor é de 20 anos.


4. Pedreiros da construção civil

Salário base da categoria: R$ 1.055,13.

Igualmente em risco, o pedreiro da construção civil também está entre as profissões para se aposentar mais cedo. A razão é bem óbvia e visível. Apesar da segurança no ambiente de trabalho ser revista e constantemente reforçada, não são raros os acidentes em canteiros de obras. São paredes que desmoronam, buracos que se abrem, fora a poeira constante.

Os pedreiros ainda correm grande risco de desenvolverem doenças respiratórias. Normalmente trabalham por 25 anos antes de pedirem a aposentadoria especial.

5. Químicos

Salário médio: R$ 2.998,11.

Os químicos realizam a pesquisa de elementos... químicos. Por esse motivo, não será novidade afirmar que estão sempre expostos a eles. Apesar do aumento de medidas de segurança, ainda é uma profissão de risco sim.

Via de regra, ao fim de 25 anos de serviço, o profissional se aposenta, mas há casos e casos. Dependendo das condições em que trabalhou, pode vir a retirar-se do mercado de trabalho com até 15 anos de profissão.

6. Eletricitário

Salário médio: R$ 2.952.

O eletricitário representa uma classe de trabalhadores que, como o nome explicita, mexem com eletricidade. Normalmente prestam serviços a empresas da área. Você podem imaginar os riscos envolvidos. Por esse motivo, recebem já um adicional de periculosidade e estão na lista das profissões para se aposentar mais cedo.

Normalmente, é uma profissão que leva até 25 anos de serviço.

7. Jogadores de futebol

Salário inicial: R$ 1.510 (cerca de 2% da categoria ganha mais de 20 vezes esse valor).

Essa talvez seja uma das carreiras com menor duração conhecida. O atleta normalmente inicia-se muito cedo. O primeiro contrato profissional pode ser assinado aos 16 anos, de acordo com regras da FIFA.

Até os 30 anos, está no ápice da sua forma física. Depois dessa idade, a resistência já não é a mesma e nem o rendimento. Fora isso, o jogador de futebol está sempre sujeito a lesões, algumas tão graves que pode fazer a carreira ser ainda mais curta. A maioria dos atletas se aposentam entre os 33 e os 38 anos.


Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada


Veja também:
Como enviar currículo por email  
Erros de português mais comuns no ambiente de trabalho  
É possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro?

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar