Aos 20, 30 ou 40: qual é a melhor idade para comprar o primeiro imóvel

A pressa pela estabilidade e pela independência acabam atrapalhando e pesando na decisão de comprar o primeiro imóvel. Existe idade certa pra isso?

Aos 20, 30 ou 40: qual é a melhor idade para comprar o primeiro imóvel
Qual a hora certa para começar a poupar para o primeiro imóvel?

CARTÃO DE CRÉDITO SEM ANUIDADEsaiba como ter o seu

Um dos primeiros pensamentos de um jovem que começa a trabalhar e ganhar o suficiente para arcar com suas próprias despesas é ter o seu próprio espaço, fora da casa dos pais. Porém, seria a idade dos “vinte e poucos” a ideal para comprar o primeiro imóvel? A pressa pela estabilidade, pela independência e a cobrança externa de que o tempo está passando são pesos que acabam atrapalhando a decisão do jovem e fazendo com que, muitas vezes, escolha a opção errada ou se precipite. Afinal, a resposta para “quando comprar o primeiro imóvel” é uma só: depende. Vamos analisar alguns tópicos que podem auxiliar em uma decisão certeira.

Experiência de vida

Pessoas mais jovens, entre os 20 e 25 anos, devem evitar ao máximo imobilizar todos os seus ganhos a fim de se prenderem a um lugar. O período é ideal para investir em conhecimento e experiências de vida. Cursos diversos, formações e viagens são algumas das opções pela qual o jovem pode escolher a fim de progredir na carreira e agregar aprendizado. E se não estiver satisfeito, ainda há tempo de jogar tudo para o alto e investir em uma nova área profissional.

Confira algumas dicas para juntar dinheiro sem ficar no sufoco

Investimentos 

SIMULAÇÃO GRATUITA
Quer saber se é possível conseguir o empréstimo? O E-konomista te ajuda. Faça uma simulação gratuita e o cadastro por aqui.

Em geral, quanto mais jovem, menor a renda e menores as possibilidades para entrar em um financiamento por conta disso. Afinal, arcar com as despesas pessoais e ainda comprometer 30% deste montante mensal para pagar um imóvel não será uma tarefa fácil. Portanto, a alternativa para respirar aliviado dentro de alguns anos é começar a poupar ou investir desde já. Mesmo que a quantia mensal aplicada seja baixa, o importante é a regularidade. Disciplina é fundamental, e aplicações na poupança ou na compra de títulos vendidos pelo Tesouro Direto podem render quantia suficiente para um bom abatimento no valor do imóvel quando quiser compra-lo definitivamente, a juros e parcelas menores. Afinal, quanto menor o valor financiado, melhor.

Conheça quais são as despesas que você passará a ter depois de comprar o primeiro imóvel

Opções temporárias

primeiroimovel


Quando sair da casa dos pais não se trata de uma escolha, independente do motivo que o leve a isto, existem opções a serem avaliadas. Desde que efetuada com cautela, a compra de um imóvel é sempre bom negócio. Neste caso, invista em um imóvel pequeno, simples, bem localizado e que possa ser alugado ou revendido facilmente. Não tenha em mente que o primeiro imóvel será o lugar em que viverá para sempre, mas encare como um investimento a longo prazo, até que a carreira esteja estabilizada e puder alçar voos mais altos.

Estratégias para organizar as finanças pessoais

Esperar o tempo certo

Quanto mais cedo começar a poupar e planejar a compra do primeiro imóvel, mais fácil será essa conquista em menor tempo. Mesmo que não possua a quantia necessária para quita-lo, mas chegar aos 30 ou 35 anos com uma boa quantia para dar de entrada em um imóvel já será garantia de sossego. Porém, cuidado para não esperar demais. Os financiamentos, em geral, costumam durar de 20 a 35 anos, portanto, caso não tenha feito poupanças ao longo da vida ou não possua bens que possam ser vendidos para dar entrada em uma casa ou apartamento, o avanço da idade pode dificultar o acesso à moradia devido às regras estipuladas pelos bancos, como aquela em que a idade do cliente, somada ao prazo de financiamento, não pode ultrapassar 80 anos e seis meses.

Cadastre-se grátis e concorra a vários prêmios!


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar