Power pose: a pose dos heróis que vai mudar a sua carreira

Adotar a postura de um vencedor pode transformá-lo em um. Conheça a power pose e a pesquisa que comprovou essa teoria onde o corpo pode sim transformar a mente.

Power pose: a pose dos heróis que vai mudar a sua carreira
Conheça o poder que a linguagem corporal tem sobre a mente e o comportamento.

É claro e perceptível o quanto a mente é capaz de influenciar e mudar o corpo, mas será que o contrário também é possível? Assim como fingimos um sorriso, treinamos a empatia e tantas outras linguagens corporais socialmente induzidas, podemos sim tornar real uma postura de poder e autoconfiança, a chamada power pose.

O que é power pose?

Traduzido do inglês literal, power pose é nada menos que uma postura do poder, linguagem corporal carinhosamente apelidada por muitos como “Mulher Maravilha”; peito projetado para frente, mãos nos quadris e o semblante de confiança e dominância.

Difundido pela psicóloga social Amy Cuddy, a power pose vai além do sentido emocional e motivacional do indivíduo, tendo seus efeitos comprovados cientificamente em voluntários que experimentaram poses de poder e de submissão durante apenas 2 minutos. Seu estudo afirma que, mesmo em momentos onde não se sente confiante, manter seu corpo em uma postura de poder pode transformá-lo realmente em uma pessoa de sucesso.

Na prática, Amy aconselha a power pose antes de momentos estressantes e decisivos da vida. Antes de entrar para uma entrevista de emprego, por exemplo, não fique sentado com braços cruzados ou mexendo no celular tentando não chamar a atenção. Vá ao banheiro, coloque os braços para o alto, infle o peito, levante o queixo e sinta o poder e a autoconfiança tomando conta do seu emocional; são apenas dois minutos, e podem garantir aquela vaga de emprego ao final da seleção.

Faça um empréstimo online em 3 minutos!

A comprovação científica da power pose

É sabido que, no mundo animal, lideram os machos alfa que obrigatoriamente possuem os maiores índices de testosterona. Entretanto, para se tornar um líder, o espécime também deve apresentar baixos níveis de cortisol, ou seja, manter uma postura dominante, mas sem que o stress e a agressividade estejam elevadas.

Diante desse perfil, 42 estudantes das turmas de Cuddy e seu time de pesquisadores foram analisados de acordo com seus níveis biológicos. Antes do teste, foram colhidas amostras de saliva de todos os voluntários e, em seguida, um grupo passou dois minutos em poses de submissão – mãos unidas, ombros caídos e coluna arcada -, enquanto os demais passaram o mesmo tempo em posições de poder – mãos nos quadris, braços erguidos e mãos entrelaçadas por detrás da cabeça.

7 características de quem tem perfil para passar em concurso

Ao final do teste, as amostras foram colhidas novamente e comparadas às do início. O resultado? Ficou comprovado o aumento de 20% de testosterona e queda de 25% em cortisol para os indivíduos que estiveram em poses de poder. Os demais apresentaram níveis completamente inversos, tornando-se menos confiantes e mais estressados. Para ter acesso ao estudo original (em inglês) em maiores detalhes, clique aqui.

Basicamente, ao contrário do que o conceito de power pose possa parecer, o importante não é fingir até conseguir fazer algo, mas até se tornar quem deseja ser. Nas palavras de Cuddy, “nossos corpos mudam nossas mentes, nossas mentes podem mudar nosso comportamento e nosso comportamento, muda nosso destino”.

Para se aprofundar no assunto e saber mais sobre a power pose, a apresentação de Amy Cuddy no portal TED Talks pode ser assistida na íntegra clicando aqui (com legendas em português).

 

Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar