Quanto custa visitar os pontos turísticos de SP

A variedade de pontos turísticos de SP é difícil de ser compreendida. Entretanto, aqui listamos algumas das principais opções para se conhecer na capital; confira

Quanto custa visitar os pontos turísticos de SP
Opções turísticas não faltam na capital paulista

Em 462 anos de existência, a cidade de São Paulo continua sendo um dos polos turísticos mais visitados e reconhecidos do Brasil. Diariamente, milhares de pessoas circulam pela “Selva de Pedra” ou “Terra da Garoa” – como é carinhosamente apelidada – a fim de conhecer os pontos turísticos de SP.

Pontos turísticos de SP

Fundada por padres jesuítas, a cidade é conhecida mundialmente e exerce uma enorme influência em matéria de cultura, economia ou política, transmitida em diversas formas. Com monumentos espalhados por toda a capital, explorar a cidade é tarefa difícil até mesmo para os seus moradores. Porém, entre tantos atrativos, o E-Konomista lista agora alguns dos principais pontos turísticos a serem conhecidos. Prepare o bolso e confira!

Avenida Paulista

Localizada em uma das regiões mais elevadas da cidade, a Avenida Paulista é um importante polo econômico do Brasil, reunindo de uma só vez espaços públicos e culturais – como o MASP (Museu de Arte de São Paulo) e a Casa das Rosas, por exemplo –, além de receber grandes eventos ano após ano. O espaço também cede oportunidades aos artistas de rua, que são frequentemente vistos próximos às saídas do metrô.

Com um aglomerado tão respeitoso como este, as pessoas podem passar praticamente o dia inteiro a admirar o movimento ali – principalmente aos domingos, quando a Avenida Paulista é fechada para o trânsito de carros, permitindo que as pessoas circulem livremente. Por estes e outras, a Avenida Paulista torna-se um cartão postal e um dos ótimos pontos turísticos de SP para quem quer se divertir gratuitamente ou gastando conforme puder.

Mercado Municipal de São Paulo

Com 83 anos de existência, o popular “Mercadão” se mantém firme e altamente frequentado pelos moradores da capital e por visitantes que desejam conhecer não só a beleza arquitetônica do local, mas também a variedade de produtos, entre os quais se destacam as especiarias e frutas que estão fora de época. Também é famoso pela lanchonete que prepara ótimos lanches – o pastel de bacalhau e o célebre sanduíche de mortadela são vendidos aos montes todos os dias.

Horário de funcionamento:

  • Segunda a sábado, das 6 às 18 horas.
  • Domingos e feriados, das 6 às 16 horas.

5 aulas de dança gratuitas para fazer em São Paulo em agosto

Parque do Ibirapuera

Fundado em 1954, o “Ibira” – como é carinhosamente apelidado pelo paulistano – é o parque mais importante da capital paulista. O espaço com pouco mais de 1500 km² conta com muito verde da natureza, proporcionando um clima de paz e harmonia aos seus visitantes; não é nada raro ver famílias aproveitando o final de semana para um piquenique, praticar esportes ou se divertir livremente.

Mais adiante, o espaço ainda esbanja cultura pela Fundação Bienal, Museu Afro Brasil, MAM (Museu de Arte Moderna), Oca, e de um auditório e planetário próprio. Outra boa opção entre os pontos turísticos de SP.

Os gastos para a curtição envolvem somente um estacionamento módico e os ingressos para as exposições (quando disponíveis).

Horário de funcionamento:

  • Segunda a domingo, das 5 à meia-noite.

Museu do Futebol

Há décadas que o eixo Rio-São Paulo detém os holofotes no futebol brasileiro. Principalmente na capital paulista, representada pelo estádio Paulo Machado de Carvalho, o charmoso Pacaembu.

Com quase oito anos de existência, sua criação é vista como um dos maiores acertos do Governo e da Prefeitura de São Paulo. Foi construído sob as arquibancadas do estádio do Pacaembu com o intuito de ligar a história do Brasil e suas particularidades com a trajetória do futebol. A preza é pela didática audiovisual e por novas exposições que passam por ali todos os meses, sendo que a principal atualmente aborda o futebol nas Olimpíadas e vai até o final de 2016.

O valor do ingresso para os visitantes é de R$ 9 (com possibilidade de meia-entrada), e a visita é gratuita aos sábados.

Horário de funcionamento:

  • De terça a sexta – das 9h às 16h (permanência até as 17h).
  • Sábados, domingos e feriados – das 10h às 17h (permanência até as 18h).

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Reinaldo Vieira Reinaldo Vieira

Jornalista formado pela FMU. Guarulhense apaixonado por tecnologia, música, cinema e esportes. Adora escrever e busca estar sempre por dentro das tendências da comunicação social e do design no mundo moderno.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar