10 pontos turísticos de Curitiba que vão de 0 a R$30

Arquitetos, paisagistas, designers e apaixonados por natureza vão amar a cidade. Conheça os pontos turísticos de Curitiba de graça ou gastando muito pouco!

10 pontos turísticos de Curitiba que vão de 0 a R$30
A cidade tem um charme e encanto especiais que merecem atenção

GANHE O MUNDO FALANDO INGLÊSfaça um teste e descubra o seu nível

O destino preferido do sul do Brasil é, sem sombra de dúvidas, Florianópolis, em Santa Catarina. No entanto, também no Sul, o Paraná tem uma pérola que mistura metrópole e um clima de interior no mesmo lugar, com muita gente bonita e coisas legais para fazer. Estamos falando da capital do estado, Curitiba, que fica tão distante de São Paulo quanto o Rio de Janeiro. Já pensou na próxima parada? Bora conhecer os pontos turísticos de Curitiba.

Pontos turísticos de Curitiba low-cost: é mais que possível

Existem diversas atrações na cidade para quem quer conhecer pontos turísticos de Curitiba gratuitos ou até R$ 30. E, acredite, a monotonia não é uma palavra que vai entrar no seu vocabulário enquanto estiver por lá. Conheça os pontos turísticos de Curitiba gastando menos de R$ 30.

1. Museu Oscar Niemeyer

O destaque de um dos pontos turísticos de Curitiba vai para o maior ícone da arquitetura brasileira, responsável por planejar Brasília e com obras espalhadas por todo o mundo. Niemeyer foi, sem dúvida, um gênio da arte de arquitetar. O museu que leva o seu nome tem 35 mil m² dedicados a exposições com foco em artes visuais, arquitetura e design. Pela grandiosidade, beleza e importância do acervo, o Museu Oscar Niemeyer alcançou projeção nacional e internacional, sendo um dos pontos mais indicados à visita de arquitetos, artistas e designers.

2. Jardim Botânico de Curitiba

O Jardim Botânico tem como nome original Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense. Com exemplares da flora do Brasil e de diversas partes do mundo, há diversas estufas espalhadas pelo parque, sendo que uma delas remonta ao Palácio de Cristal de Londres. Numa votação feita pelo site Mapa Mundi, em 2007, foi o local mais votado para eleição das Sete Maravilhas do Brasil. São 278mil m², contendo também um bosque de preservação de Mata Atlântica nativa. Visite o Jardim das Sensações, inaugurado em 2008. Lá, é possível fazer um trajeto com os olhos vendados e sentir aromas, tamanhos e texturas da vegetação, passando por um túnel de plantas.

3. Estrada da Graciosa

Acredite ou não, este é um dos pontos turísticos de Curitiba: a Estrada da Graciosa, que é o nome dado à rodovia PR-410, antes utilizada pelos tropeiros para ter acesso ao litoral do estado paranaense, como importante rota para escoamento da produção agrícola (café, madeira e erva-mate). A estrada pertencente ao estado do Paraná tem o trecho mais preservado de Mata Atlântica e é marcada pelos riachos que nascem na Serra do Mar. Ao longo da rodovia, existem dois parques e sete recantos contendo churrasqueira e infraestrutura (banheiros e mirantes) para facilitar o acesso a quem quer conhecer mais sobre as belezas da Serra do Mar.

4. Parque Tanguá

Localizado dentro da cidade de Curitiba, na Zona Norte, próximo aos bairros de Pilarzinho e Taboão. O Parque Tanguá ocupa uma área de 235 mil m² e é uma importante área de preservação do Rio Barigui, que tem a sua nascente próxima, na cidade de Almirante Tamandaré. Tem ancoradouro, ciclovia, pista de corrida, restaurantes e dois estacionamentos. Vale a pena visitar a fonte que fica próxima à entrada principal do parque.

5. Parque Barigui

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Receba as dicas, ofertas e informações no seu email e viaje mais barato.

É dos pontos turísticos de Curitiba mais antigos, o Parque Barigui foi inaugurado em 1972 e, assim como Tanguá, também é uma importante área de preservação do Rio Barigui.

Com extensão de 1,4 milhão de m², o parque tem pista de caminhada e corrida ao longo da margem do lago, equipamentos para ginástica e alongamento, quiosques com churrasqueiras, pistas de bicicross, trilhas dentro dos bosques, bares e restaurantes e ginásio poliesportivo. Também abriga o centro de Exposições de Curitiba e é sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

6. Feira do Largo da Ordem

A feira é um evento que ocorre todos os domingos do mês no Largo da Ordem, entre as 9h e as 14h, no centro histórico de Curitiba. O evento ocorre desde 1973 e inicialmente era promovido por hippies, e por isso muitos locais ainda a chamam de feirinha do Largo ou feira hippie. Com o tempo, a popularidade da feira aumentou e ela passou a ser um dos pontos turísticos de Curitiba, tendo agora o seu funcionamento administrado pela câmara municipal. Lá, é possível comprar artigos de artesanato, obras de arte e antiguidades. Aproveite também para conhecer o Centro Histórico, que contém a Igreja da Ordem, do Rosário e a Catedral Metropolitana, as Ruínas de São Francisco e muitos outros pontos turísticos da cidade gratuitos, localizados na região.

7. Bairro de Santa Felicidade

É um bairro que sofreu a colonização italiana a partir do início do século XX. Por isso, é possível encontrar por ali muitas influências italianas, times de futebol amador com nomes de cidades da Itália e restaurantes típicos. A Casa Culpi e o Sobrado Nona Carolina são dois pontos que merecem visita. Não deixe também de experimentar o Madalosso, o maior restaurante da América Latina.

8. Museu do Holocausto de Curitiba

Visitas ao maior acervo do holocausto do Brasil são gratuitas, guiadas ou não, mas devem ser previamente agendadas. Não é permitida a entrada de crianças menores de 12 anos, mesmo que acompanhadas por seus responsáveis. A exposição permanente contém 56 objetos e mais de 300 fotos e vídeos. No entanto, isso corresponde a apenas 5% do que o museu possui de objetos. O acervo completo pode ser acessado pelos computadores do museu ao final da visita.

9. Palácio Avenida/Teatro HSBC

O palácio é um dos mais importantes edifícios históricos e um dos pontos turísticos de Curitiba, localizado no centro da cidade. Sua construção data de 1929 e em 1980 atingiu um pico de degradação tão grande que só a sua fachada tinha ficado conservada. Em 1991, o Banco Bamerindus reformou o edifício e após a sua venda ao banco de Hong Kong, o prédio tornou-se a sede oficial do HSBC Brasil. Desde a reinauguração, tradicionalmente se realiza um coral que marca as festividades de Natal de Curitiba e o evento é conhecido em todo o Brasil. Por ser a sede do banco, hoje só é possível ter acesso à fachada do prédio.

10. Bosque do Papa e Memorial da Imigração Polonesa

Um dos principais parques da capital paranaense, inaugurado no fim de 1980, cujo nome homenageia a passagem do Papa João Paulo II pela cidade e por uma das casas do Memorial no mesmo ano. Este ponto turístico de Curitiba conta com uma reserva de mais de 300 araucárias e também abriga o Memorial da Imigração Polonesa, com 7 casas em arquitetura original, feitas em madeira. A principal casa data de 1883 e contém uma gravura de Nossa Senhora de Czestochowa, santa padroeira da Polônia. Lá também há uma loja de artesanato e uma casa de chá especializada em culinária polonesa.

Ganhe um tablet para aprender inglês online e conversar sem medo nas viagens internacionais.


Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar