Como aumentar a vida útil dos pneus usados

Você sabe a cada quantos km é recomendado alinhar, balancear e calibrar os pneus?  Os cuidados corretos com os pneus usados fazem com que eles durem mais. Saiba como!

Como aumentar a vida útil dos pneus usados
Veja como cuidar dos seus pneus usados e mantê-los em bom estado.

Faça o melhor test drive do mercado! Veja aqui as opções.

 

O bom desempenho, a segurança e o conforto de um carro dependem diretamente da qualidade de seus pneus. A vida útil de um pneu está estimada em 100 mil quilômetros rodados, mas isso depende muito dos cuidados que o dono tem, do uso que faz do carro e também da topografia da cidade que ele circula com o veículo. Os pneus usados podem ter uma vida útil entre 70 mil km e 100 mil km em uma cidade como São Paulo, enquanto que para uma cidade com topografia irregular como Belo Horizonte, os pneus podem durar entre 40 mil km e 50 mil km quilômetros.

 

FAÇA UM TEST DRIVE QUE VALE A PENA
O E-Konomista te indica um bom test drive para 2015. Veja nossa dica!

A saúde dos pneus

Como sabemos que pneus de carro não são nada baratos, o melhor é cuidar bem do seus e fazer com que eles durem o máximo de sua capacidade. A saúde dos pneus de um carro é como a nossa saúde: se tivermos os cuidados recomendados, teremos vida mais longa e com maior qualidade.Conheça dicas de como cuidar dos seus pneus usados e deixá-los novo por muito mais tempo:

 

1- Alinhamento

Faça o alinhamento e o balanceamento dos pneus a cada 5 mil quilômetros rodados. Se o motorista sentir que o carro está puxando para um dos lados, é hora de corrigir o alinhamento. Se o volante estiver trepidando, é preciso reparar o balanceamento, mesmo que não tenha rodado mais de 5 mil quilômetros desde a última visita à oficina mecânica.

 

Quer fazer um test drive? Agende já gratuitamente e sem complicação.

 

2- Rodízio

Faça o rodízio dos pneus a cada 10 mil quilômetros rodados. Os pneus usados tem desgates diferentes devido à posição que ocupam no carro, pois trabalham com cargas e frenagens que exigem mais ou menos de cada posição. Ao realizar o rodízio dos pneus, você nivela esse desgaste garantindo assim um maior equilíbrio e estabilidade na aderência do veículo em piso seco ou molhado. E lembre-se: Os pneus e as rodas devem ser balanceados quando for feito rodízio.

 

3- Pressão

Mantenha a pressão dos pneus usados sob controle. Pneus com a pressão certa garantem a segurança e a estabilidade do veículo, aumentam sua vida útil e economizam combustível. Algumas pessoas costumam colocar a pressão um pouco abaixo da recomendada pelo fabricante, mas isso é desaconselhável. Pesquisas são realizadas e muitos pneus são testados para saber qual é a pressão ideal. Manter a pressão 20% abaixo do recomendado faz a vida útil pneu reduzir em torno de 30% e o aumento de combustível é em torno de 3%.

 

Dicas para fazer um test drive antes de comprar um carro

 

4- Profundidade

Inspecione a profundidade dos sulcos do pneu. Quando essa profundidade chegar a 3,5mm ele atingiu o que chamamos de “meia vida”, e a partir de então já não é preciso realizar o rodízio dos pneus pois logo já será o momento de substituí-los. O código de trânsito brasileiro diz que os pneus devem ser substituídos quando os sulcos atingirem 1,6mm, essa medida pode ser detectada quando o desgaste atingir as ranhuras inferiores, indicadas pela sigla T.W.I. (Tread Wear Indicator).

 

5- Calibragem

Calibre os pneus a cada 15 dias. É indicado que a calibragem seja feita com os pneus ainda frios, com no máximo 3 quilômetros rodados até o posto de gasolina. A pressão ideal está no manual do fabricante ou na porta do motorista.

 

Como agendar um test drive

 

6- Lubrificação

Lubrifique as porcas do pneus. Muita gente não liga a isso, mas na hora que um pneu fura e você precisa trocá-lo essa lubrificação pode facilitar e muito a sua vida. E se não for feita a devida limpeza e lubrificação, as porcas correm o risco de enferrujarem, tornando a tarefa de trocar o pneu bem mais trabalhosa.

 

Como funciona o test drive para comprar carro zero km 

 

Características dos pneus que você deve ficar de olho:

 

  • Caso você perceba a existência de bolhas ou deformações nos seus pneus, recomendamos que você os troque o quanto antes, independente da profundidade dos sulcos. Esses defeitos são sinais de que o pneu está estruturamente comprometido e pode causar um acidente.

 

  • Observe se o pneu não está careca. Os pneus carecas não garantem a frenagem correta, não seguram o carro nas curvas e, em pisos molhados, o risco de acontecer uma aquaplanagem torna-se praticamente inevitável. A probabilidade de o pneumático furar quando os pneus estão desgastados também é maior.

 

  • Se você for trocar pneus do seu carro, mas não todos, é preciso ficar atento. Quando temos pneus novos em um eixo e desgastados no outro eixo, teremos um desequilíbrio forte entre as performances. Em caso de montagem de apenas dois pneus novos, estes deverão ser montados no eixo traseiro.

 

  • Fique atento que as temperaturas externas afetam a pressão dentro dos pneus. Se você mora em uma cidade que tem mudanças bruscas de temperatura com frequência, é comum que os pneus do seu carro percam pressão mais depressa. Portanto, é bom conferir com maior regularidade.

 

Como conseguir aprovação de financiamento de veículos 

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar