Pneu reformado: mitos e verdade

Pneu reformado vale a pena? Um guia rápido para esclarecer as principais dúvidas.

Pneu reformado: mitos e verdade
Pneu reformado: uma saída econômica e ecológica

Agende o seu test drive gratuito

Muitas vezes os carros compactos são descritos como sinônimo de economia. Costumam ser mais baratos que veículos de outras categorias e ainda gastam menos combustível. Será mesmo? De acordo com Conpet (Programa Nacional de Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural), essa afirmação nem sempre é tão linear.

No meio das preocupações entre reciclagem e preservação do meio ambiente, o uso de pneu reformado ainda é alvo de muitas dúvidas. Neste guia, fizemos uma lista para esclarecer essa alternativa que pode ser, ao mesmo tempo, econômica e ecológica.

Existem 3 principais tipo de reforma de pneu, sendo elas a recapagem (que consiste na troca da sua banda de rodagem e dos ombros) , recauchutagem (substituição da banda de rodagem) e remoldagem (onde ocorre a troca da banda de rodagem, ombros e toda a superfície dos flancos). Quando chega a hora de trocar o pneu, a compra de um pneu reformado pode gerar uma economia de até 50% em relação ao de pneus novos. Mas, como tudo que aparece como uma “alternativa econômica”, é preciso pesquisar para garantir um pneu reformado com qualidade.

Tire as suas dúvidas sobre o uso de pneu reformado:

1. Usando pneus reformados, o rodízio de pneus (seguindo as configurações de cada tipo de carro) deve ser feito a cada 10.000 km rodados.

2. O pneu reformado possui garantia e indicador de troca. Para verificar a vida útil do seu pneu, basta observar o indicador chamado TWI (Tread Wear Indicator), que é uma pequena elevação encontrada no meio do desenho da banda de rodagem (parte do pneu que toca diretamente o solo). No momento em que o desgaste alcança a marca de 1,6mm, o mesmo deve de ser substituído. 

Saiba os fatores que influenciam o preço do seguro auto.

3. O uso de um pneu reformado traz benefícios diretos ao meio ambiente, já que, para cada unidade adquirida, economiza-se, em média, 57 litros de petróleo.

A PROCURA DO CARRO IDEAL?
Antes de comprar, informe-se, teste e compare. Receba no seu email as melhores dicas e ofertas imperdíveis para você encontrar o carro dos seus sonhos.

4. Essa reforma é feita em pneus de carros de passeio, ônibus, caminhão e até mesmo de aviões.

5. Pneus reformados possuem a mesma performance de um pneu novo.

Veja também quando é a hora certa de trocar o pneu

6. Os pneus reformados suportam o mesmo peso que um pneu novo do mesmo tipo.

7. Bolhas, ondulações e bandagem solta são características de um mau serviço de recauchutagem e podem causar acidentes. Por isso, antes ao optar por um pneu reformado, confira no INMETRO se a empresa que oferece o serviço é idônea.

Pneus reformados podem ser uma boa ideia, desde que tome os devidos cuidados tais como seguir rigorosamente os períodos de troca e fazer a calibragem correta e periódica. Na dúvida sobre a idoneidade de uma empresa que façam reformas de pneus, o melhor é não arriscar. É a famosa máxima de que o barato pode sair caro.

Antes de comprar experimente. Agende um test drive online e gratuito.
 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar