6 razões pelas quais as companhias aéreas mais perdem malas de viagem

Saiba quais são as causas mais comuns para a perda de bagagens, como se prevenir para que isso não aconteça e como remediar, caso tenha sido premiado.

6 razões pelas quais as companhias aéreas mais perdem malas de viagem
Perdas, furtos ou extravios, saiba como lidar com essas situações

Depois de meses planejando a viagem dos sonhos, ainda há alguns pormenores com que se preocupar. Aquela maravilhosa temporada de descanso pode se transformar num pesadelo, logo no desembarque, quando nos deparamos com danos ou extravios de bagagem. Falhas da empresa aérea, pressa ou mesmo uma infelicidade do destino trazem um bocado de dor de cabeça para o dono das malas. Mas calma, não precisa sofrer por antecipação, pois quase sempre estas são recuperadas ou reembolsadas.

O que aconteceu com as minhas malas?

Você acabou de chegar na cidade destino (seja no Brasil ou em qualquer lugar do mundo) e já não se aguenta mais de tanta ansiedade para buscar a sua mala e então poder curtir a viagem. Passam pela esteira malas coloridas, grandes, pequenas e nada da sua chegar. Ela deve ser a última, certeza. Afinal de contas, a esperança é a última que morre. Porém, quase uma hora depois e não há mais sinal de malas... Saiba quais são as causas mais comuns para a perda de bagagens, como se prevenir para que isso não aconteça e como remediar, caso tenha sido premiado.

1. Conexões 

perdermalasdeviagem

Esta é disparada, a causa mais frequente de extravios. Por regra, as companhias aéreas priorizam a pontualidade e, principalmente se o tempo de conexão for curto, transferir uma mala a mais - que pode ser a sua - pode atrasar o próximo voo. Conclusão: ela vai ser deixada para trás, se preciso. Para minimizar as chances disto acontecer, evite fazer conexões com menos de 2 ou 3 horas entre elas e por diferentes companhias aéreas.

2. Falha da empresa aérea

Por um erro da empresa aérea ou da terceirizada responsável, sua mala pode se perder em alguma fase entre o check-in e a colocação da bagagem na esteira. Entre as hipóteses, incluem o atendente no check-in digitar um código de destino errado e/ou ela ser colocada em outro avião ou esteira por falha de algum funcionário. Antes de despachar sua bagagem, tenha certeza que não há nenhuma etiqueta de voos anteriores coladas e confira se está tudo correto com a nova etiqueta colocada na sua mala.

3. Perda da Identificação

perdermalasdeviagem

A perda ou extravio pode acontecer caso a etiqueta de identificação se desprenda. Com isso, sua mala provavelmente ficará perdida antes ou após o desembarque. Para facilitar a busca pela bagagem, lembre-se sempre de identifica-la com uma tag contendo suas informações de contato e destino.

4. Furtos

Menos comum, mas não impossível, furtos podem ocorrer tanto na área interna, externa ou mesmo na esteira do aeroporto. Para evitar este tipo de situação, não descuide de sua bagagem após tirá-la da esteira, principalmente em áreas como praça de alimentação e banheiros. Esteja sempre ao lado dela até o momento de colocá-la no veículo para deixar o aeroporto.

5. Pressa

Pois é, isso pode acontecer. No calor do momento, você chega ao aeroporto e não pensa em mais nada além de sair de lá pra encontrar a família ou fazer qualquer outra coisa que o esteja deixando ansioso. Conclusão: sua mala ficou para trás. Nestes casos, reavê-la pode ser tranquilo. Quando essas situações acontecem, algum funcionário da companhia aérea retira as bagagens “esquecidas” da esteira, colocando-as numa espécie de “achados e perdidos”. Ao lembrar-se da bagagem, você deverá entrar em contato com a empresa aérea e descrever a bagagem em seus pormenores (lembre-se da dica da identificação), para iniciarem a procura por ela.

6. Pega por Engano

perdermalasdeviagem

Uma das dicas dadas com maior frequência por diversos sites de viagem é quanto a identificação pessoal de sua bagagem. Malas de cores e modelagens padrão, podem acabar sendo confundidas por outro passageiro, que a pega, achando ser dele. Portanto, identificar sua mala com lenços, tags com suas informações de contato, fitas ou qualquer outro meio de sinalizar que aquela bagagem é sua, é uma dica mais que válida.

Dicas e cuidados básicos

Por mais que existam dicas para minimizar as chances de perda ou extravio, infelizmente, todos nós estamos sujeitos a isso. Portanto, alguns cuidados antes do embarque e a precisão ao reclamar o objeto extraviado ou danificado são essenciais, como por exemplo:

  • Declare o valor da bagagem;
  • Em hipótese alguma carregue objetos de valor como jóias, dinheiro ou eletrônicos na bagagem despachada;
  • Caso esteja voltando de viagem com itens recém adquiridos, tenha todos os comprovantes de compra em seu poder;
  • Fotografe o interior da bagagem com todos os objetos nela contidos. 

Caso aconteça a perda ou extravio da mala, dirija-se ao balcão da companhia aérea e preencha o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB) para formalizar a reclamação. Registre também uma queixa no escritório da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), dentro do próprio aeroporto. De preferência, não deixe o aeroporto antes de resolver estas questões. Caso não seja possível, você tem ainda 7 dias para fazer a reclamação pela internet, porém, com chances de resolução minimizadas.

Se o voo for doméstico, a empresa tem até 30 dias para devolver os pertences no endereço estipulado por você ou 21 dias, no caso de voo internacional. Somente após este período você pode começar a pensar numa indenização. Em voos internacionais, a indenização é de cerca de $ 20 por quilo. Já os nacionais, o valor pode variar de R$ 43 a R$ 2,2 mil por quilo da bagagem. Em caso de furto, além do RIB, faça um boletim de ocorrência na delegacia, mencionando a empresa aérea, o número do voo e todos os dados possíveis. 

Prevenir é sempre a melhor opção, diminuindo exponencialmente as chances de perdas ou extravios. Mas mesmo assim, estamos sujeitos a imprevistos e marés de azar. Portanto, antes de viajar, sempre se informe sobre seus direitos e tenha em mão todas as informações possíveis sobre sua bagagem e o conteúdo da mesma. Boa viagem e boa sorte!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar